Servidor público é preso por matar e mutilar ex-namorada em Goiânia

Um homem foi preso acusado de matar e cortar partes do corpo da ex-companheira, em Goiânia (GO), no Jardim Europa. Kleber de Souza Prado confessou ter matado a facadas, cortado uma das mãos, arrancado os dedos da outra mão e o couro cabeludo da vítima, Ana Luiza de Sousa, de 35 anos, porque ela não queria mais manter o relacionamento. O caso foi apresentado nesta quinta-feira (11/5) pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH).

Kleber que é servidor público na Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), desde 2015, já era apontado como suspeito pela família da mulher, desde o dia em que ela desapareceu. Ele foi preso no interior de Minas Gerais, onde tentava se esconder na casa de parentes. Após a detenção, confessou o crime e levou a equipe da Polícia Civil ao local de desova do corpo.

Quando foi encontrado, o corpo a vítima já estava em estado de decomposição. Segundo a polícia, Kleber cometeu as mutilações com objetivo de dificultar a identificação do corpo da mulher. Ana Luiza tinha uma tatuagem que ajudou na confirmação da identidade. “Esse elemento foi fundamental para que conseguíssemos confirmar a identidade do corpo”, comenta o delegado Danillo Proto. Caso seja condenado, Kleber de Souza Prado pode pegar até 30 anos de condenação.

Fonte: metropoles.com

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário