Servidora pública de MT morre na Bolívia após cirurgias plásticas

Uma servidora pública de 42 anos morreu neste sábado (23) em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, após passar por cirurgias plásticas. Os procedimentos envolviam lipoaspiração e abdominoplastia. Janeane Rodrigues da Silva Fidélis Klug Cresqui trabalhava na administração de uma escola estadual localizada em Cuiabá.

O corpo da servidora pública chegou ao Brasil neste domingo (24) e foi sepultado nesta segunda-feira (25), no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.

“(Na Bolívia) ela entrou em contato com a gente dizendo que tinha chegado bem e na quinta-feira (21) à noite, depois da cirurgia, quando ainda estava no hospital, mandou mensagem dizendo que tinha corrido tudo bem”, afirmou a sobrinha da vítima, Paula Fabini.

O último contato com parentes ocorreu na manhã de sexta-feira (22), dizendo que ela estava bem e que continuava no hospital. O desespero de familiares começou no sábado (23), após receberem uma mensagem de uma mulher que havia levado Janeane para realizar o procedimento no exterior.

“Recebemos uma mensagem dizendo que a minha tia não estava bem e que alguém da família deveria ir urgente para lá, mas nós não temos reserva financeira para sair assim rápido. Ela jogou a informação no vento e sumiu. Me bloqueou no WhatsApp, não conseguimos mais contato com ela”, contou a sobrinha.

A suspeita da família é que Janeane tenha passado mal em uma casa de apoio, que auxilia pessoas que passam por procedimentos cirúrgicos sozinhas.

“A Ana Cristina (mulher que a acompanhava) disse que levou ela às pressas de táxi para o hospital depois que ela teve uma parada cardíaca, ou seja, ela recebeu alta hospitalar menos de 24 horas após a cirurgia, o que é errado”, relata Paula.

Ainda segundo a reportagem, o laudo da morte aponta infarto cardíaco. Até o momento, a clínica não se manifestou sobre o caso.

Fonte: noticiasaominuto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *