Sobrinho perde 8 programas e é multado em R$ 4 mil

Foi reconhecido que Roberto Sobrinho mentiu em quatro propagandas em bloco exibido na televisão

O candidato a prefeito do PT, Roberto Sobrinho, que está com seu registro de candidatura indeferido pela justiça eleitoral e ainda está na disputa por conta de uma liminar concedida pelo TRE/RO, que pode ser cassada a qualquer momento, sofreu mais um duro golpe esta semana.

O Juiz Eleitoral Acir Teixeira Grécia da 21ª Zona Eleitoral julgou procedente ação proposta pela Coligação Majoritária “Porto Velho Mais Forte”, do atual prefeito Mauro Nazif, e condenou Roberto Sobrinho a perda de quatro programas de rádio, em razão de ter descumprido a determinação liminar contida no processo n. 29-10, que determinava que ele exibisse o nome do PT em sua propaganda; aplicou ainda a Roberto Sobrinho a multa de R$4.000,00.

O mesmo magistrado julgou procedente duas ações de direito de resposta proposta também pelo atual prefeito, onde foi reconhecido que Roberto Sobrinho mentiu em quatro propagandas em bloco exibido na televisão, pois alegou falsamente que tinha deixado dinheiro em caixa para construir a nova rodoviária, espaço multi-evento e parque das águas, e que o atual prefeito tinha perdido tal recurso.

Segundo o Juiz e o Ministério Público, tal alegação foi considerada mentirosa, motivo pelo qual concederam um minuto de direito de resposta a Mauro Nazif em cada programa de Roberto, isso em quatro programas, restando ao petista somente vinte segundos para passar sua mensagem.

Consultado pela reportagem, o advogado de Nazif, Nelson Canedo, informou que o direito de resposta já foi veiculado na TV, e que os programas de rádio já não serão mais veiculados a partir de amanhã.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário