STF fecha pauta do ano e auxílio-moradia de magistrados só será julgado em 2017

Auxílio vem sendo pago por força de liminar desde 2014

Brasília – A ministra Cármen Lúcia fechou a pauta de julgamentos do Supremo Tribunal Federal para este ano e o polêmico julgamento do auxílio-moradia dos magistrados só deverá ser julgado em 2017, mas não tem data definida.

Desde 2014, que por força de liminar, cada magistrado recebe em média R$ 4,3 mil para custear despesas com moradia, o que vem causando polêmica já que os demais servidores também querem o mesmo benefício. A tendência é o STF derrubar a liminar em função da pressão.

Atualmente, de acordo com cálculos do governo, o pagamento do auxílio gera uma despesa anual de R$ 289 milhões.

O STF deve julgar denúncia contra o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), necessidade de autorização de assembleias legislativas para o Superior Tribunal de Justiça receber acusação contra governadores, liberação de aborto em mulheres grávidas de crianças infectadas pelo vírus da zika e responsabilidade de proprietário de terra com cultivo de maconha.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *