STF julga Cassol nesta quarta; PGR pede providências sobre julgamento de Capixaba

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, relatora da Ação Penal 565 contra o senador Ivo Cassol (PP-RO), pautou para a sessão desta quarta-feira, 13, o julgamento do recurso dos embargos de declaração. A princípio, o senador foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão, mas a defesa do senador pede a prescrição das acusações, redução das penas ao mínimo legal, anulação da multa e que a pena de prisão seja convertida para uma pena alternativa.

O julgamento estava previsto para ocorrer na semana passada (dia 7), mas o Supremo não conseguiu, em função do debate sobre a prerrogativa das assembleias legislativas em determinar a soltura de deputados estaduais.

A sessão terá início às 9 horas (horário de Brasília)

PGR pede conclusão do processo de Nilton Capixaba

PGR pede conclusão do julgamento de Nilton Capixaba

Na semana passada, a Procuradora Geral de Justiça, Raquel Dodge, encaminhou ao STF um ofício cobrando a conclusão da Ação Penal 958, contra o deputado federal Nilton Capixaba (PTB-RO) por crimes contra a lei de licitações, corrupção passiva, formação quadrilha e lavagem de dinheiro.

No ofício, encaminhado no dia 6 deste mês, a Procuradora requer a conclusão do julgamento, que se arrasta desde 2015 e remonta ao escândalo chamado “Máfia das Sanguessugas”, que consistia em compra de ambulâncias de uma empresa do Mato Grosso para serem entregues em municípios.

A presidência do STF ainda não se manifestou sobre o pedido da PGR.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário