Superexposição pode prejudicar carreira política de Mariana Carvalho

Alvos

Conforme esta coluna já havia alertado anteriormente as prefeituras estão na mira dos órgãos de fiscalização e controle devido os malfeitos dos seus administradores. Outras operações devem ocorrer para conter o ímpeto insaciável dos prefeitos enrolados. A cada dia os órgãos de controle se especializam na investigação que redundam em operações policiais. Ontem, em Seringueiras, os contratos da prefeitura foram confiscados para investigação. Não vai parar por aí…

Show

A administração na capital de Mauro Nazif transformou-se num show de incapacidade para reagir diante da crise em que está atolada. Desde que assumiu respaldado por uma votação expressiva o prefeito foi incapaz de justificar os votos recebidos e a capital tornou-se terra arrasada com obras inacabadas e sem perspectiva de melhora. Para piorar a situação, contrataram um show de cantores nacionais sem uma justificativa plausível e terminaram provocando mais uma crise para Nazif administrar. A persistir nos erros, muito antes das eleições de 2016, Mauro dança.

TCE

Está em andamento um plano para emplacar no Tribunal de Contas do Estado uma figura carimbada dos meios políticos. É um plano audacioso e com particularidades de difícil consumação: pois exigirá a renúncia de um político do cargo que ocupa no executivo para que outro do legislativo seja catapultado a vaga. É uma operação política extremamente complexa. Mas como em Rondônia, em se tratando das artimanhas dos nossos briosos representantes, tudo é possível e nada surpreende. Olho vivo!

Superstar

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB), embora tenha conseguido se destacar entre uma maioria medíocre de novos parlamentares, vive uma superexposição exagerada por uma estratégia equivocada que infla seus feitos de forma desmedida. Esse exagero tem um preço político que geralmente corroí o mandato ao longo do tempo. O segredo na atuação parlamentar é aparecer na hora certa e nas discussões que chamam a atenção do cidadão e dos eleitores responsáveis pela sua eleição. A vida de superstar na política nunca é longeva. Exemplo não lhe falta, basta perguntar ao genitor que é adepto de pantomimas com a carreira política abreviada.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Postulações

Qualquer que seja o universo pesquisado visando o pleito eleitoral de 2016, em Porto Velho, o nome da deputada federal Mariana Carvalho (PSDB) aparecerá bem postada para a sucessão de Mauro Nazif. Mas cada eleição é um pleito diferente e novos nomes podem surgir no decorrer do processo. Os deputados estaduais Léo Moraes (PTB) e Ribamar Araújo (PT), por exemplo, não podem ser ignorados. O primeiro, jovem que surpreendeu pela coerência com que exerceu o mandato de vereança e, o segundo, por passar longe das lambanças feitas pelos petistas na capital. Williams Pimentel (PMDB), caso decida encarar a disputa e não aparecendo nenhuma pedra do meio do caminho, dá trabalho. São nomes especulados que vão tentar apear Mauro Nazif (PSB) do cargo. E os munícipes agradecerão.

Reprise

Depois que assumiu o terceiro posto político mais importante da República o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara Federal, tem se notabilizado em criar embaraços para o Governo Federal, polêmicas com o STF e brigas intermináveis com quem se opor as suas posições. Este filme é conhecido nas coxias da capital federal: quanto maior o tirano maior o tombo. Foi assim com ACM no painel eletrônico do Senado, Jader Barbalho nos financiamentos da Sudam e, na Câmara, com Severino Cavalcanti, que, aliás, foi o primeiro parlamentar a ser denunciado por receber um ‘mensalinho’. Uma reprise anunciada. Aguardem!

Defenestrado

Finalmente chegou ao fim de trinta anos de mandatos consecutivos de Chico Padre na presidência da Federação de Agricultura de Rondônia com a derrota para Hélio Dias, ex-prefeito de Castanheiras. Embora desgastado, com idade avançada e sem forças para permanecer no cargo Chico insistiu por mais um novo mandato. Felizmente os filiados à federação decidiram manda-lo ao pijama.

Deboche

Continua sem solução a conclusão do Espaço Alternativo – obra iniciada a toque de caixa com fins eleitorais. O governador cassado outro dia debochou daqueles (como a coluna) que criticam a falta da conclusão da obra. Realmente é uma obra que embeleza a capital, mas do jeito que se encontra é um acinte aos olhos da população. Aliás, até a iluminação está capengando.

Parceria

A Seccional Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RO), fechou um termo de parceria e cooperação com a empresa Bueno Consultoria e Treinamento, uma das mais importantes e tradicionais do setor no estado. O objeto desta parceria é proporcionar aos advogados inscritos na Ordem, produtos e serviços especializados e diversificados de assessoria e consultoria empresarial. Contempla todos os advogados, mas principalmente os profissionais em início de carreira, que poderão contar com instruções e orientações para a abertura de empresas, com estudo de perfil para melhor enquadramento tributário, serviços de consultoria empresarial, gestão administrativa e financeira, gestão contábil mensal para a sociedade de advogados, criação de marca com identidade visual e kit papelaria, serviços de criação e gestão de redes sociais, serviços de marketing e inbound marketing, tudo numa lista que incorpora cerca de 20 itens de serviços especializados.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

1 thought on “Superexposição pode prejudicar carreira política de Mariana Carvalho

Participe do debate. Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: