Família adota idosa que morou em hospital por 50 anos

Em janeiro do ano passado, a cuidadora Glaucia Gomes, de 29 anos, com a ajuda do marido, adotou uma idosa que viveu por 50 anos em um hospital de São Paulo. À época, Glaucia trabalhava como copeira no estabelecimento que, quando fechou, precisou fazer com que a mulher conhecida como Cotinha – a idade e a identidade dela são desconhecidas – precisasse ser levada a um abrigo. A história foi revelada pelo portal G1.

CCJ aprova projeto que agiliza adoção e dá prioridade a crianças com deficiência

Pessoas interessadas em adotar grupos de irmãos ou menores com deficiência, doença crônica ou necessidades específicas de saúde poderão ter prioridade. A inserção dessa preferência no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) foi aprovada, nesta quarta-feira (25), pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A medida está no PLC 101/2017, que segue para a Comissão de Direitos Humanos (CDH) depois de ter recebido voto favorável da relatora Marta Suplicy (PMDB-SP).