Polícia encontra estudante brasileira que estava desaparecida na Alemanha

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

A estudante brasileira Lívia Perrone Medina, que estava desaparecida há cinco dias, quando foi vista embarcando em um trem na cidade de Aachen, onde mora na Alemanha, foi encontrada viva nesta sexta-feira (3).

A informação foi confirmada pela mãe da jovem de 27 anos, Maria Rita Perrone, em publicação nas redes sociais. 

“Recebemos através do Consulado do Brasil em Frankfurt a confirmação de que nossa amada Lívia Perrone Medina foi encontrada bem e com vida. Aguardamos informe oficial da polícia alemã com maiores detalhes sobre sua condição no momento! O núcleo familiar Perrone Medina, agradece imensamente a todos e a cada um por todo apoio, carinho e empenho por este lindo reencontro! Vocês fazem parte deste momento! Forte abraço”, escreveu no Facebook.

Desaparecimento

Lívia Perrone Medina, de 27 anos, estava desaparecida desde o último sábado (27), quando foi vista embarcando em um trem na cidade de Aachen, onde mora na Alemanha. 

Os familiares de Lívia moram em Bebedouro, no interior paulista. O último contato que fizeram com ela foi na sexta-feira (26). Desde a data, parentes e amigos não tiveram mais nenhuma notícia da estudante e do seu paradeiro. Eles se mobilizaram nas redes sociais em busca de informações. 

A brasileira se mudou para a Europa em 2017, para cursar mestrado em sustentabilidade na RWTH Aachen University. 

Estudante brasileira desaparece na Alemanha

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

A polícia alemã investiga o desaparecimento da estudante brasileira Lívia Andrade Perrone Medina, de 27 anos. 

A jovem de Bebedouro (SP), que se mudou em 2017 para Aachen, cidade próxima da fronteira com a Bélgica, para cursar um mestrado em sustentabilidade na RWTH Aachen University, foi vista pelos amigos pela última vez no sábado (27) depois de embarcar em um trem com destino a Hamm por volta das 9h30. 

A investigação foi tornada pública na imprensa alemã na segunda-feira (29) depois que apurações preliminares não levaram ao paradeiro da estudante.

Maria Rita afirmou também que o último saque em dinheiro feito pela filha foi naquele sábado e que a polícia alemã monitora a conta bancária dela. Disse ainda que as autoridades conseguiram ter acesso ao celular e ao laptop da estudante para auxiliar nas investigações. 

Alemanha acaba com tropa militar de elite por vínculo de membros com a extrema direita

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

O Ministério da Defesa da Alemanha informou, nesta terça-feira, que a unidade militar de elite do país, o Comando de Forças Especiais (KSK, na sigla em alemão), será parcialmente dissolvida após a descoberta de que alguns membros do grupo estão vinculados à extrema direita.

As Forças Especiais “declararam-se parcialmente autônomas” do restante do Exército, “em particular por causa de uma cultura tóxica de alguns de seus líderes. Em consequência, o KSK não pode continuar da forma em que está”, disse a ministra Annegret Kramp-Karrenbauer ao jornal alemão Süddeutsche Zeitung.

Com isso, o segundo batalhão das forças especiais da Alemanha, onde foram detectados esses problemas, será dissolvido e não será substituído. Portanto, o KSK permanecerá com apenas três batalhões.

Recentemente, foi descoberto que 48 mil cartuchos e 62 quilos de explosivos desapareceram, o que foi descrito como um acontecimento “preocupante” e “alarmante” pela ministra. Os militares já abriram uma investigação para obter mais informações sobre o episódio. Kramp-Karrenbauer, no entanto, afirmou que isso pode se tratar de um erro interno.

Além desse caso, foram identificados vínculos de diversos membros do KSK com grupos ultranacionalistas.

“O muro do silêncio está se partindo”, disse a ministra da Defesa ao jornal.

A situação interna das demais companhias de elite passará por outra revisão em outubro. Segundo a ministra, se os membros do KSK “não ouviram o primeiro aviso, então faremos uma reorganização [mais ampla]”.

Com informações da Agência Globo

Polícia britânica e alemã buscam informações sobre homem preso por suspeita no caso Madeleine McCann

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Menina desapareceu em Portugal há 13 anos e seu paradeiro é um mistério para a polícia européia

Um homem de 43 anos que está preso na Alemanha e que viajou numa van por Portugal é novo foco da investigação da Scotland Yard sobre o desaparecimento da menina Madeleine McCann, ocorrido em 2007.

O destino de Madeleine continua sendo um mistério, apesar de uma enorme pesquisa internacional e cobertura da mídia que levou a avistamentos de todo o mundo.

A polícia britânica fez um novo apelo nesta quarta-feira – o mais recente de vários divulgados desde seu desaparecimento – como um “desenvolvimento significativo”.

Eles querem falar com qualquer pessoa que tenha informações relevantes sobre o homem que foi preso, a quem não mencionaram, ou os movimentos de dois veículos ligados a ele durante o período em torno do desaparecimento.

Ambos os carros, uma van caravana da Volkswagen e um Jaguar, estão agora na posse da polícia alemã.

Eles também pediram que qualquer pessoa familiarizada com dois números de telefone portugueses se apresentasse. Um dos telefones era conhecido por ser usado pelo suspeito e recebeu uma ligação de 30 minutos do segundo número, enquanto estava na área da Praia da Luz na noite do desaparecimento, pouco antes da última visita de McCann.

“Você pode saber, pode estar ciente de algumas das coisas que ele fez, ele pode ter lhe confidenciado o desaparecimento de Madeleine”, disse o chefe de investigação Mark Cranwell.

“Mais de 13 anos se passaram e suas lealdades podem ter mudado. Esse indivíduo era para estar na prisão … agora é a hora de avançar. ”

A polícia britânica disse que mantinha uma mente aberta sobre o envolvimento do homem e não tinha nenhuma evidência definitiva de que McCann estava viva ou não.

Relembre o caso

O desaparecimento de Madeleine McCann aconteceu 13 anos atrás, quando a menina tinha estava de férias com seus pais em um apartamento na praia em Portugal. 

Seus pais, Kate e Gerry McCann, declararam que deixaram a sua filha dormindo junto a seus dois irmãos enquanto jantavam com uns amigos no mesmo complexo turístico e que, quando voltaram, a menor já não estava no quarto. 

Os pais de Madeleine foram oficialmente considerados suspeitos pela polícia portuguesa devido à descoberta de vestígios biológicos da pequena em seus objetos pessoais e em um automóvel alugado após o desaparecimento. 

No entanto, a Justiça portuguesa deixou de considerá-los suspeitos depois que as análises das amostras que os incriminavam, realizadas no Reino Unido, não foram consideradas conclusivas. 

Gerry e Kate McCann defenderam durante anos que Madeleine continuava viva e foi vítima de um sequestro.

Foto de capa: Kate McCann, mãe de Madeleine com a imagem da menina ao fundo. REUTERS/Chris Helgren/File Photo

Já conhece nosso canal no YouTube? Confira nossos vídeos

Dado como morto há 4 anos, jogador é visto trabalhando em fábrica

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Hiannick Kamba supostamente teria perdido a vida em um acidente em 2016. Jornal alemão cogita que esposa tenha forjado a morte por causa de dinheiro

Uma história no mínimo bizarra vem chamando atenção dos veículos de imprensa da Europa. Um jogador de futebol tratado como morto em 2016 foi encontrado com vida.

+de 3k já ouviram. Confira nosso podcast

Hiannick Kamba, jogador revelado nas categorias de base do Schalke 04, da Alemanha e com passagem também por diversos clubes menores do país. O atleta, nascido no Congo, supostamente morreu em um acidente de carro em seu país natal em 9 de janeiro de 2016.

Porém, recentemente o jornal Bild publicou que Kamba, atualmente com 33 anos, foi visto trabalhando em uma empresa de energia no Vale do Ruhr, a região mais populosa da Alemanha. O jornal ainda cogita que a esposa na época do lateral-direito tenha forjado a morte do então companheiro para receber o dinheiro do seguro.

“Kamba alega que foi abandonado por amigos durante uma noite em janeiro de 2016, no Congo, e deixado sem documentos, dinheiro e telefone celular“, disse Anette Milk ao jornal alemão.

O caso agora está nas mãos das autoridades alemãs, que tentarão descobrir o que realmente aconteceu. Na base do Schalke 04, Hiannick Kamba atuou ao lado de jogadores consagrados do futebol mundial, como por exemplo o goleiro Manuel Neuer.

Porém, ele nunca realizou uma partida oficial pelo clube, atuando apenas pelos times sub-17, sub-19 e também o time B, que disputa divisões inferiores. Na sequência, ele atuou por oito diferentes clubes do futebol alemão. Na época do suposto acidente, ele estava no VfB Hüls.

Via R7

Embaixador pede que alemães deixem o Brasil pelo avanço do coronavírus

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Representante alemão cita a escalada de casos graves e de mortes, e o temor de que a situação se agrave rapidamente; EUA e Reino Unido recomendam retorno de viajantes

O embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, pediu que os cidadãos do país europeu que estejam em viagem pelo Brasil voltem o mais rapidamente possível para a casa. Em uma carta publicada na quinta-feira (9) no site da Embaixada, o diplomata pede urgência no retorno.

É sua responsabilidade deixar o país agora e voltar para a Alemanha”, escreveu Witschel.

No comunicado, o representante alemão cita a escalada de casos graves e de mortes, e o temor de que a situação se agrave rapidamente. O texto diz ainda que, em alguns estados brasileiros, os sistemas de saúde já estão sobrecarregados.

“No Brasil, o número de pessoas infectadas pelo Covid-19, gravemente doentes e mortos, está aumentando rapidamente”, diz o documento. “Devido a este avanço, há temores de que a situação aqui se agrave rapidamente. Em alguns estados, os sistemas de saúde já estão muito ocupados. Enquanto isso, o risco de se infectar e adoecer está aumentando.”

A Embaixada disse também que não há planos de repatriação de cidadãos alemães que estejam no Brasil, até o momento.

EUA e Reino Unido

Na semana passada, o Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido atualizou as recomendações de viagem para o Brasil. O país já recomendava o retorno de viajantes que estivessem por outros países “enquanto ainda houver rotas comerciais disponíveis”.

O país britânico relembra que o governo do Brasil proibiu a entrada de estrangeiros por 1 mês e decretou o fechamento de fronteiras terrestres, mas esclareceu que as partidas do território brasileiro ainda podem acontecer.

Em 24 de março, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil publicou um aviso para que os norte-americanos que estão no território brasileiro voltassem aos EUA o mais rápido possível.

Os EUA já haviam solicitado aos seus cidadãos no exterior que voltassem ao país por causa da pandemia por coronavírus. Nesta terça, a embaixada dos EUA no Brasil mostrou as opções de voos disponível do Brasil para os EUA.

O aviso foi direcionado aos norte-americanos que vivem nos EUA. Com G1

Na Alemanha, auxílio para informais sai em 5 hora após cadastro online

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Artista brasileiro que vive na Alemanha conta ter recebido 5 mil euros para se manter pelos próximos 3 meses

O DJ brasileiro Johnny Da Cruz, que atualmente vive em Berlin (Alemanha), contou em seu perfil no Facebook que recebeu em sua conta corrente, $ 5 mil euros, o equivalente a R$ 28.600, para se manter pelos próximos três meses.

O pagamento foi feito pelo governo alemão, cinco horas após Johnny concluir o cadastro online. Ele contou o episódio e mostrou a notificação encaminhada pelo banco.

De acordo com Johnny, “em pouco mais de duas semanas, o governo alemão criou um sistema online para que todos os autônomos (incluindo artistas) pudessem solicitar auxílio para sobreviver sem trabalhar em meio a essa pandemia”. O DJ conta ainda que não pretendia se inscrever, mas devido a alta do euro e o fato de ter tido todas as suas apresentações canceladas, na manhã de quarta-feira decidiu se inscrever, e menos de 5 horas depois, o dinheiro estava em sua conta. Veja abaixo a postagem:

Olha, talvez meus amigos alemães não entendam o meu espanto, mas acho que qualquer pessoa que nasceu e viveu a vida…

Posted by Johnny Da Cruz on Wednesday, April 1, 2020

Homem é preso por matar amante acidentalmente após passar cocaína no pênis

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Mulher sofreu overdose após fazer sexo oral em médico que tinha colocado cocaína no pênis sem avisar. Ele foi condenado a nove anos de prisão

Um médico alemão de 43 anos foi condenado a nove anos de prisão após dois anos de julgamento por matar a amante acidentalmente durante ato sexual na cidade de Halberstadt. Segundo a polícia , ele passou cocaína no pênis sem avisar à mulher, que passou mal e morreu.

Andreas David Niederbichler (foto em destaque) foi condenado por lesão corporal grave que culminou na morte de Yvonne M, de 38 anos, na casa dele. Ele chegou a levar a mulher até o hospital , mas ela morreu em seguida.

Apesar da morte ter sido acidental, o homem foi considerado culpado por não ter avisado à vítima dos atos com plano de drogá-la. Segundo a corte, ele teria cometido atos similares com outras três mulheres, colocando a droga não só no pênis, como também em copos de bebidas oferecidos para elas. Via IG

||+destaques

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Polícia alemã descobre rede de pornografia infantil em grupos de mensagens com 1800 membros

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Até agora, oito homens foram presos acusados de abusar de crianças e postar imagens em grupos de até 1.800 membros. Vítimas têm entre 12 meses e 14 anos. Dimensões do caso podem ser ainda maiores

Autoridades do estado da Renânia do Norte-Vestfália, no oeste da Alemanha, estão analisando uma grande quantidade de dados após descobrirem uma vasta rede na internet na qual suspeitos trocavam imagens de pornografia infantil por meio de chats de mensagens.

O maior dos inúmeros grupos descobertos possuía mais de 1.800 membros. A promotoria de Colônia disse à DW que as autoridades estão investigando 15 suspeitos. As vítimas têm entre 12 meses e 14 anos. Segundo a imprensa local, acredita-se que, na maioria, as vítimas são filhos ou enteados dos participantes do grupo.

Até agora, oito homens foram presos e indiciados por abusar sexualmente de crianças e de distribuir pornografia infantil na internet. Autoridades estimam que o número de envolvidos possa ser muito maior.

“Ainda não é possível estimar quão grande o caso será”, afirmou o diretor da polícia criminal da Renânia do Norte-Vestfália, Frank Hoever, ao jornal alemão Rheinische Post. Segundo ele, o número de agressores e vítimas aumenta à medida que as autoridades analisam evidências encontradas na casa de suspeitos.

O volume de dados é tão grande que levou à polícia a contratar especialistas externos para avaliar as imagens e vídeos. “Temos que ser capazes de dizer pelas imagens se os abusos continuam acontecendo. Por isso, precisamos analisar os dados de forma abrangente, mesmo se apenas 30% deles seja suficiente para a Promotoria acusar um suspeito”, disse Hoever.

O estopim para o caso foi a prisão, em 22 de outubro, de um suspeito de 42 anos, acusado de abusar sexualmente de menores e postar vídeos dos atos na internet. Durante a busca na casa do detido na cidade de Bergisch Gladbach, a polícia encontrou vários terabytes de vídeos e imagens. Cães treinados foram usados para encontrar o material digital que estava escondido no quintal do imóvel. Promotores disseram à DW que pelo menos 7 terabytes de dados foram recuperados na casa do suspeito.

Ao analisar o celular do suspeito, a polícia descobriu grupos em aplicativos de mensagens nos quais centenas de participantes trocam imagens e vídeo. Depois disso, houve uma série de prisões no estado, com a detenção de sete homens em cidades próximas de Aachen, Duisburg, Colônia, Dortmund e Düsseldorf.

Com o decorrer das investigações e sua expansão para outras regiões da Alemanha, mais dois suspeitos foram detidos. O caso só se tornou público no fim de outubro, e o tamanho da investigação, que continua a crescer, só foi revelado em novembro.

Pornografia falsa

O caso levanta várias questões, incluindo como esses grandes grupos de mensagens passaram despercebidos pelas autoridades. De acordo com o diretor da unidade de crime cibernético da Renânia do Norte-Vestfália, Sven Schneider, é difícil para a polícia ter acesso a esses grupos sem antes publicar imagens ou vídeos.

Ao jornal Rheinische Post, Schneider aprovou os planos da Alemanha de dar a investigadores disfarçados o poder de usar pornografia infantil falsa para detectar e identificar pedófilos. “Não é permitido e não queremos usar imagens reais. Fotografias geradas por computador atualmente são proibidas, e legalmente não podemos usá-las.”

No caso em questão, as autoridades locais foram duramente criticadas por não ter agido mais cedo para deter um dos suspeitos, apesar de obterem informações sobre ele meses antes da operação. O homem de 26 anos foi detido alguns dias após a prisão do primeiro suspeito, no fim de outubro, apesar de ter admitido à polícia, em junho e julho, que consumira pornografia infantil e que tocara os próprios filhos de maneira inapropriada várias vezes.

De acordo com a emissora de televisão WDR, a promotoria de Kleve havia recebido evidências da polícia contra o suspeito em meados deste ano, mas considerou as provas insuficientes para justificar um mandado de busca e prisão. Na época, o escritório do promotor teria dito que enfrentava uma escassez de pessoal e estava sobrecarregado de casos. Dois homens foram condenados em setembro, acusados de abusar sistematicamente de pelo menos 32 crianças ao longo de 20 anos num camping na cidade de Lüdge.

O caso pressionou as autoridades estaduais devido aos erros cometidos antes e durante as investigações. A polícia perdeu indícios e autoridades responsáveis por proteção ignoraram vários alertas de possíveis abusos. Via DW

LEIA TAMBEM

Homem morre ao contrair infecção rara através de lambida de cachorro

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Infecção foi causada pela bactéria Capnocytophaga canimorsus, comumente encontrada na boca de cães e gatos

Um homem de 63 anos morreu, na Alemanha, após contrair uma infecção rara através da lambida de seu cachorro. Segundo a CNN, a infecção foi causada pela bactéria Capnocytophaga canimorsus, comumente encontrada na boca de cães e gatos, mas muito raramente transmitida para humanos.

Anteriormente, os médicos acreditavam que a única forma dos animais passarem a bactéria para humanos era através de uma mordida. No entanto, o homem alemão do caso, detalhado em um artigo do European Journal of Case Reports, não havia sido mordido.

No começo, o homem apresentou sintomas similares a uma gripe. Poucos dias depois, a doença evoluiu com a aparição de hematomas por todo o corpo, acompanhados de descoloração e necrose de partes da pele.

Após o registro do caso, os médicos recomendaram no artigo que os donos de animais de estimação que apresentarem sintomas similares aos da gripe devem procurar atendimento hospitalar, ao invés de se medicar com antigripais comuns. Via UOL

LEIA TAMBÉM