Modelo de 18 anos desaparece após cair de moto aquática em barragem do norte da Bahia

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Segundo Corpo de Bombeiros, Vitória do Nascimento estava na garupa do veículo, quando teria se desequilibrado. Caso ocorreu em Ponto Novo

Uma jovem de 18 anos, que trabalha como modelo, desapareceu em uma barragem de Ponto Novo, cidade do norte da Bahia, depois de cair de uma moto aquática, no sábado (9). As informações são do Corpo de Bombeiros.

Vitória Nascimento desapareceu na barragem de Ponto Novo, no sábado (9). As buscas pela jovem começaram nesta segunda-feira (11). — Foto: Reprodução / TV Bahia

Vitória do Nascimento estava na garupa do veículo, que era pilotado por um homem, quando teria se desequilibrado e caído nas águas da barragem. Informações preliminares apontam que ela estava sem colete salva-vidas na hora do acidente.

Ainda de acordo com os bombeiros, o piloto da moto aquática fugiu do local. Não há informações sobre a identidade dele.

As buscas pela jovem começaram na manhã desta segunda-feira (11). Vitória é natural de Jacobina, cidade que fica a cerca de 67 quilômetros de Ponto Novo. Via G1/BA

LEIA TAMBÉM

Homem sobe em palco e chuta rosto de namorada que dançava durante show; assista

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Segundo informações, agressor seria namorado da vítima e teria ficado com ciúmes por ela estar dançando; caso aconteceu na cidade de Pojuca (BA)

Uma cena lamentável de agressão foi registrada na cidade de Pojuca, região metropolitana de Salvador, na noite do último domingo (27). Uma mulher, que dançava no palco durante show do cantor de pagode conhecido como ‘O Poeta’, levou um chute no rosto de um homem que invadiu o local.

Em um dos vídeos compartilhados nas redes sociais, que começa registrando a dança da moça, é possível ver o momento em que o homem surge ao fundo, passa pelos seguranças e acerta o rosto da vítima com um forte chute. Na sequência, ele tenta descer do palco, mas é contido pelos seguranças da casa de shows Clube AIP.

Em entrevista ao portal G1, Jhon Santana, um dos produtores da festa, disse que o agressor é namorado da vítima e teria agredido a companheira por sentir ciúmes ao vê-la dançando no palco.

Por meio de sua assessoria, o cantor ‘O Poeta’ lamentou o caso e repudiou a agressão : “Se vc é machista, covarde , preconceituoso e não aceita ver uma mulher dançando em um palco, não me siga no Instagram ou em nenhuma rede social , não seja frequentador dos shows do Poeta ! Melhor ainda, nem saia de casa, a sociedade e as mulheres não merecem conviver com pessoas assim , você não merece ser um fã do Poeta”.

A nota foi compartilhada pelo próprio Santana, que também criticou a agressão e afirmou que “as mulheres e a sociedade não merecem conviver com pessoas assim”.

“A Comissão Organizadora do Seu Farinha Prime, vem manifestar publicamente seu mais profundo repúdio ao episódio ocorrido no último domingo(27), no Clube AIP envolvendo uma mulher, que foi agredida por um homem , nonmomento que a mesma estava dançando no palco do show do Poeta. Oportuno lembrar que logo após o ato de violência contra a mulher, o show foi encerrado e todas as providências foram tomadas, juntamente com os profissionais de segurança contratada para o evento. Fica aqui registrado todo nosso repúdio a qualquer forma de violência contra a mulher”, escreveu o produtor.

Mulheres são presas por desligar aparelhos de irmão após “mensagem de Deus”

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Caso foi registrado na cidade de Guanambi, na Bahia. Mulheres afirmaram que Deus enviou mensagem para elas desligarem aparelho após oração

Duas mulheres foram presas pela polícia na cidade de Guanambi, no interior da Bahia , após desligarem os aparelhos que mantinham o irmão delas vivo em um hospital da cidade. Almiro Pereira Alves, de 43 anos, estava internado em estado grave e morreu após interferência de ambas.

Caso foi registrado no Hospital Regional de Guanambi

Segundo a Polícia Civil, as mulheres foram detidas ainda na instituição de saúde e confessaram o crime alegando que tinham recebido uma mensagem de Deus para desligar os aparelhos após uma oração.

Um terceiro irmão que também estava no hospital foi preso, mas solto após não ser relacionado ao crime. As mulheres foram detidas e estão à disposição da justiça. A polícia procura, ainda, um suposto pastor de igreja evangélica que teria feito a oração com a dupla.

Homem é baleado quatro vezes após beijo gay em bar na Bahia

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Os envolvidos ainda não foram localizados, mas um grupo de homens que estava no bar é o principal suspeito do ataque.

Camaçari, na região metropolitana de Salvador, foi palco de mais um caso grave de homofobia no Brasil. No último domingo (20), um homem de 33 anos foi agredido e baleado após trocar carícias e beijar a boca de outro homem em um bar na cidade. As informações são do Portal G1.

Thais Siqueira, delegada titular de Camaçari, afirma que, antes de sofrer o ataque, a vítima foi questionada se “não tinha vergonha de fazer isso na frente de pais de família”.

Leia também

“Ele conta que estava com um ‘ficante’ no bar, trocando carícia normais de casais, e chegou a ter um beijo, um selinho. Foi quando uma pessoa se aproximou e perguntou. Ele levantou para se explicar e começou a ser agredido por várias pessoas”, relata a delegada.

Homem acaba baleado em caso de homofobia na Bahia - Foto: Reprodução/Instagram
Homem acaba baleado em caso de homofobia na Bahia – Foto: Reprodução/Instagram

Os envolvidos ainda não foram localizados, mas um grupo de homens que estava no bar é o principal suspeito do ataque.

A vítima foi identificada como Marcelo Macedo. Ele foi baleado quadro vezes. De acordo com Thais Siqueira, três tiros acertaram o abdômen e um disparo acertou um dos braços.

Após os disparos, os suspeitos fugiram do local do crime e Marcelo foi levado para o Hospital Geral de Camaçari (HGC), onde continua internado. De acordo com familiares da vítima, Marcelo passa bem.

A delegada Thais Siqueira diz que imagens das câmeras de segurança do bar já foram solicitadas e testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias.

Delegada e três investigadores são detidos em Salvador após denúncia de tortura

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Grupo é investigado pela Corregedoria da corporação. De acordo com a polícia, os quatro foram levados para a sede do órgão, onde foram ouvidos

A delegada titular e três investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), em Salvador, foram detidos na tarde da segunda-feira (7), após denúncias de “excessos”, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil.

A corporação não explicou quais seriam os “excessos” praticados por eles, no entanto um dos quatro advogados dos suspeitos afirma que houve uma denúncia de tortura, após uma mulher prestar depoimento na unidade policial onde eles trabalham, no dia 3 de outubro.

Segundo o advogado Gustavo Gomes, a mulher seria suspeita de um assalto a uma lotérica e teria procurado a Corregedoria da Polícia Civil após o caso.

Delegada Carla Santos, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Salvador, e três investigadores da unidade foram presos — Foto: G1 Bahia

A delegada foi identificada como Carla Santos Ramos e os investigadores são Agnaldo Ferreira de Jesus, Carlos Antônio Santos da Cruz e Iraci Santos Leal. Conforme a polícia, havia mandados de prisão contra eles.

De acordo com o advogado, os acusados negam que tenham praticado o crime. Gustavo Gomes diz ainda que Carlos Antônio e Iraci Santos não estavam trabalhando e nem estavam na delegacia no dia em que a vítima teria sofrido a suposta tortura.

Segundo o advogado, os suspeitos tiveram os mandados de prisão cumpridos e foram ouvidos após se apresentarem no Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP).

Ainda conforme o advogado Gustavo Gomes, a delegada e os investigadores foram soltos na manhã desta terça-feira (8), após habeas corpus.

A polícia não divulgou mais detalhes sobre o caso. O grupo é investigado pela Corregedoria da corporação.

Carne de baleia que encalhou em Salvador vira churrasco

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

“Pode-se contrair doenças que afetem o sistema respiratório ou intoxicação alimentar”

A carne da baleia jubarte morta depois de encalhar na praia de Coutos, na última sexta-feira (30), em Salvador, virou comida na mesa durante o final de semana dos moradores do subúrbio ferroviário, na capital baiana.

Vídeos começaram a circular, por meio do aplicativo WhatsApp, nos quais um grupo de pessoas aparece coletando os restos mortais do animal de cerca de 15 metros, com quase 40 toneladas.

Numa das imagens, um homem corta, com dificuldade, a espessa camada de gordura do mamífero com uma faca do tipo peixeira. Ao lado dele, uma mulher pede a faca emprestada para “tirar um pedacinho de gordura”, mas o homem nega.

“Essa faca não é minha, não. É do coroa ali”, responde o homem, enquanto se esforça para cortar a pele do animal. A mulher, então, insiste junto ao provável proprietário da faca. “Deixa ele tirar um pedacinho pra mim de gordura?”, pergunta.

Ao fundo, ouvem-se adolescentes atraídos pela possibilidade de abocanhar um naco da carne do mamífero. “Ô Bingo, tira um pedacinho pra mim, pra eu pescar”, pede um deles. “Tô querendo tirar um pedaço pra mim, não tô conseguindo”, responde o homem que atende por Bingo.

Já em outro vídeo, um homem, que não aparece na imagem, mostra a carne da baleia fatiada em bifes sobre uma assadeira de metal. “A carne da baleia. Vai ter churrasco agora. Se ‘aprochega'”, diz. “Parece carne de boi mesmo. ‘Ó paí’, ‘véi’, que viagem”.

Em outra gravação, os bifes da carne já aparecem sobre a grelha de uma churrasqueira. “A carne de baleia aí! Tá ligado?”, exibe. “Olha a ostentação”, comenta uma voz feminina. “A carne de baleia é assim, é? Eu pensava que era peixe”, emenda.

A bióloga do Projeto Baleia Jubarte, Luena Fernandes, alerta que quem consome carne de baleia está sujeito ao contágio por doenças comuns aos mamíferos, além de cometer infração ambiental com base na Lei 7.643/87, que proíbe pesca, consumo e comercialização de cetáceos em águas brasileiras.

“Não é recomendável, pois, quando o animal encalha é sinal de que já estava doente. Logo após a morte, inicia-se o estado de decomposição”, explica. “Pode-se contrair doenças que afetem o sistema respiratório ou intoxicação alimentar”, prossegue.

Dias após a morte do animal, o chefe da Vigilância Sanitária e Zoonoses do Subúrbio Ferroviário, Erivaldo Pereira Queiroz, afirma que, até a tarde desta terça-feira (3), o órgão ainda não registrou casos de intoxicação alimentar por ingestão da carne na região.

No entanto, na capital baiana, houve apenas um relato de uma repórter de jornal local que passou mal após trabalhar a metros de distância do animal morto. A profissional apresentou inchaços e vermelhidão nos olhos e pressão baixa.

Queiroz diz ter conhecimento de que a população coletou a carne da baleia, como costuma fazer quando vacas são atropeladas na linha férrea próxima ao local do encalhe. “É uma região muito pobre, então as pessoas aproveitam qualquer chance.”

Segundo ele, os riscos de ingestão desse tipo de carne são desconhecidos, motivos pelos quais considera grave o consumo, justamente devido à falta de observância dos procedimentos fitossanitários comuns à carne comercial.

“É uma carne que não foi inspecionada, com o agravante de que o animal já trazia uma flora bacteriana desde sua origem”, afirma. “Ao chegar aqui, adquiriu outra flora, onde a água do mar da região não é limpa”, acrescenta.

Ainda de acordo com Queiroz, os efeitos do consumo desse tipo de carne podem levar a uma infecção ou a um processo alérgico, uma vez que os organismos das pessoas não estão habituados a consumir esse tipo de carne.

Presidente da Sociedade Baiana de Infectologia, o médico Antonio Bandeira classificou a situação de “tão esdrúxula” que foge até à alçada da área de atuação. “A medicina está habituada a se debruçar sobre os riscos de infecção da carne comercial, como a bovina e a suína, mas carne de baleia? Não é algo que vemos todo dia.”

Da Folhapress

Moradores retiram carne de baleia encalhada na Bahia

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Baleia continua em praia de Salvador dois dias após sua morte

Uma baleia jubarte que encalhou em uma praia do bairro Coutos, em Salvador (BA), continua no mesmo local dois dias após sua morte.

O animal foi  encontrado com vida na sexta-feira (30). A  baleia era adulta e tinha cerca de 15 metros de comprimento e 39 toneladas. Na sexta, equipes do Instituto Baleia Jubarte estiveram na praia prestando atendimento, mas o animal morreu horas depois de ser encontrado.

A Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) foi chamada para fazer a remoção do corpo. Até sábado, 600 kg do animal havia sido retirado. São 44 homens trabalhando em revezamento. Mas, devido ao tamanho do animal e difícil acesso à praia, o trabalho deve ser concluído apenas na quarta-feira (4).

Os trabalhadores colocam os pedaços cortados do animal em sacos plásticos, que são içados até à avenida próxima à praia e então levados ao aterro.

Alguns moradores relataram que retiraram pedaços da carcaça da baleia para comer. Um deles disse à reportagem que está passando por muita necessidade.

Cantor morre após cair de varanda enquanto tocava violão na Bahia

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Queda foi no domingo (25). Artista chegou a ser levado para hospital, onde foi medicado e liberado. Após alta ele passou mal e precisou voltar a unidade, e morreu na noite de segunda (26)

Um cantor e compositor morreu após cair da varanda da casa onde morava, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, enquanto tocava violão. Ele despencou de uma altura de quatro metros.

Edilson Dhio é natural da cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Ele morreu na segunda-feira (26), após a queda que foi no domingo (25).

Cantor foi enterrado nesta terça-feira (27), em Salvador — Foto: Reprodução/ TV Sudoeste

Depois de cair, Edilson chegou a ser socorrido e levado para um hospital da região, onde foi medicado e liberado. Já no domingo, ele passou mal e foi levado novamente para a unidade de saúde.

No hospital, ele foi internado em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde foi descoberto que Edilson teve um derrame e traumatismo. Ele morreu durante a noite Ele foi enterrado na tarde desta terça-feira (27), no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.

G1/BA

Mulher estupra criança, filma e vídeo viraliza no Whatsapp; ela foi presa na Bahia

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Segundo informou a CIPE, a mesma confessou que o vídeo havia sido gravado naquele mesmo dia

Na noite dessa segunda-feira dia (26) de agosto, a Polícia Militar Especializada (Cipe/Sudoeste) prendeu uma mulher acusada de estupro de vulnerável e apreendeu dois menores suspeitos de serem os comparsas no crime.

De acordo foi informado ao site Alerta Bahia pela polícia, a criminosa identificada pelas iniciais (R.S) conhecida por Rosa Cigana abusou sexualmente de uma criança e gravou um vídeo através de seus comparsas menores, as imagens viralizaram na rede social (Whatsapp).

Rosa Cigana foi pega na rua 10, nº 23, bairro Henrique Prates, por volta de 20h00, depois de uma denúncia anônima.

Segundo informou a CIPE, a mesma confessou que o vídeo havia sido gravado naquele mesmo dia, indicando inclusive os nomes de dois comparsas no crime, sendo os mesmos menores, G. S. S., de 17 anos e K. V. A, de 12 anos de idade, os quais em diligência continuada, foram localizados pela guarnição no bairro Urbis 5, nas proximidades do Supermercado Nossa Senhora Aparecida.

A polícia acionou o Conselho Tutelar e os pais dos menores e todos envolvidos no crime foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Vitória da Conquista, onde Rosa foi flagranteada pelo estupro de vulnerável e os demais ficaram sobre custódia da autoridade competente.

De Davi Porto – Alerta Bahia

Governador da Bahia chama governo federal de caloteiro e ataca Bolsonaro

Politico - https://politico.painelpolitico.com

Em um discurso para plateia de apoiadores e correligionários, Rui Costa afirmou que o “calote” soma uma dívida de R$ 520 milhões

Após ter desistido na última semana de inaugurar o Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, ao lado do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), pousou pela primeira vez na pista, na manhã desta quinta-feira, 1.º, e criticou o chefe do Palácio do Planalto, insinuando que ele “não tem trabalho para apresentar”, além de acusar o governo federal de “dar calote” no Estado em obras que estão em andamento.

Em um discurso para plateia de apoiadores e correligionários, Costa afirmou que o “calote” soma uma dívida de R$ 520 milhões. “São obras que eles desejavam que eu parasse por falta de pagamento”, disse. “Mas eles não sabem ou esqueceram que o governador nasceu na favela, em um bairro chamado de Liberdade, e que meus ombros e minhas costas são curtidas e amadurecidos pela vida. Então, se eles acham que vão maltratar o povo da Bahia, dando calote no Estado para eu parar as obras, eles estão enganados”, discursou.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do governo da Bahia, dos R$ 520 milhões citados pelo governador no montante do “calote” alegado por ele, R$ 237 milhões são referentes aos corredores transversais de transporte coletivo (linhas azul e vermelha), R$ 132 milhões dizem respeito às obras do metrô Salvador-Lauro de Freitas e o restante está dividido em obras de contenção de encostas e intervenções na área de saúde. O governo prometeu detalhar as obras de encostas e da saúde com seus devidos valores e enviar para a reportagem, mas não o fez até a publicação deste texto.

Procurada, a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República disse que não se manifestaria a respeito das declarações do governador Rui Costa.

A viagem do petista tinha o objetivo de inaugurar a Policlínica Regional de Saúde, mas ganhou explícito teor de ato político diante do esquema montado e da quantidade de apoiadores, que lotaram a frente do aeroporto uma semana após Bolsonaro passar por lá.

Um grupo expressivo de prefeitos da região e de deputados federais e estaduais da base política do governador, além de secretários das principais pastas do seu governo, aguardavam a chegada de Rui Costa.

O governador fez questão de transitar na área comum do aeroporto, até chegar à porta de saída do equipamento público, onde encontrou o grupo que o recepcionou. “Todos que não têm trabalho próprio para apresentar prefere falar dos outros”, afirmou Costa, logo após a chegada, ao ser questionado por jornalistas sobre a polêmica com Bolsonaro e com aliados locais envolvendo o aeroporto.

Ele definiu a situação como “disse-me-disse da política” e alfinetou Bolsonaro, sem citar o presidente nominalmente, ao dizer que “tem pessoas que nasceram com vocação de trabalhar e tem pessoas que nasceram com vocação de falar”.

“Eu prefiro ao invés de falar das polêmicas falar o trabalho. Como tenho muita coisa para falar de trabalho, vou economizar tempo”, disse o governador da Bahia, que voltou a se referir ao governo federal e a Bolsonaro diversas vezes durante seu discurso.

Em um momento, disse que “tem gente que todos os dias no Brasil só faz ofender o povo das regiões, dos Estados” e que gostaria de ter visto o povo participando da inauguração do Aeroporto Glauber Rocha. Depois, endureceu o discurso ao citar o forte esquema de segurança usado pelo presidente da República na ocasião.

Prefeito

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), aliado do presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, principal adversário político de Costa e alinhado nacionalmente a Bolsonaro, não apareceu ao evento de inauguração da policlínica.

“Esse daí não precisa de PM (Polícia Militar)”, gritou um dos correligionários no meio da multidão, em certo momento da chegada, que aconteceu por volta de 10h. Na sequência, Costa entrou em um ônibus e seguiu para a agenda oficial.

A frase trata-se de uma provocação ao presidente Bolsonaro, que reclamou publicamente porque, durante a inauguração oficial do Aeroporto Glauber Rocha, o governador baiano não enviou efetivos da Polícia Militar para fazer a segurança da comitiva presidencial.

Em resposta, o petista afirmou que “quem tem governo impopular não deve sair de casa” e chamou a inauguração do aeroporto de “palanque político-partidário”, além de afirmar que desistiu de participar porque não teve convites suficientes para seus correligionários.

Do Estadão