Lutador é condenado à prisão perpétua por agredir ex-namorada, atriz pornô

Declarado culpado por 29 acusações na corte do distrito de Clark County, em Las Vegas, o lutador Jon “War Machine” Koppenhaver foi condenado à prisão perpétua nesta última segunda-feira (5). Aos 35 anos de idade, o norte-americano é acusado por violência doméstica e cárcere privado contra sua ex-namorada, Christy Mack e um homem chamado Corey Thomas.

Em agosto de 2014, o lutador encontrou sua então namorada e ex-atriz pornô com Thomas e agrediu os dois. O homem sofreu diversas lesões, como pulmão perfurado e muitos ossos quebrados. A mulher também foi espancada e ficou com diversos hematomas. Uma das acusações contra Koppenhaver era de tentativa de homicídio.

Christy Mack após agressão de Jon Koppenhaver

O julgamento aconteceu em março deste ano, mas somente agora a punição contra o ex-UFC irá acontecer. Na época, embora o destino de Jon fosse ainda incerto, a ex-namorada comemorou o resultado apresentado pelo júri. “Hoje foi uma grande vitória minha e de todas as vítimas de violência doméstica. Por favor, continuem denunciando e fiquem firme!”, publicou Christy Mack , que hoje é ativista na luta das mulheres contra a violência doméstica em seu Twitter. “Obrigado a todos pelo apoio ao longos dos anos, por favor, continuem a apoiar outros casos semelhantes e acreditem nisso”, continuou.

War Machine iniciou sua carreira no MMA em fevereiro de 2004 e fez sua última luta oficial em outubro de 2013. Em quase 10 anos de carreira ele tem um cartel com 14 vitórias e cinco derrotas. Lutou apenas duas vezes no UFC , entre 2007 e 2008 e três no Bellator.

Recurso

De acordo com informações do portal “Bleacher Report”, pode ser que o lutador  War Machine consiga liberdade condicional depois de 35 anos de prisão . Durante o último julgamento, a ex-atriz pornô chegou a afirmar: “Eu sei que quando ele for liberado, ele vai tentar me matar”, disse Christy Mack.

Lutador de MMA será julgado por espancar a namorada Christy Mack, atriz pornô

Jonathan Koppenhaver invadiu a casa de sua então namorada, a atriz pornô Christy Mack, e a atacou com diversos socos

O lutador de MMA norte-americano Jonathan Koppenhaver, mais conhecido como War Machine, é acusado de tentativa de homicídio contra a namorada Christy Mack, atriz pornô.

Os relatórios policiais afirmam que Koppenhaver invadiu a casa de Mack, em Las Vegas, acusando-a de traição com um colega, o ator Corey Thomas. Após atacar Thomas com diversos socos e tê-lo expulsado do local, ele se voltou para a atriz.

O resultado do espancamento foram vários ossos quebrados na face, dentes perdidos, lacerações no fígado e costelas quebradas. Alguns dias após o ocorrido, ela postou diversas fotos nas redes sociais relatando as agressões.

O juiz porém, não descarta a hipótese de “fantasia de estupro”, uma vez que a atriz não negou que houve uma brincadeira com o ex-namorado e agressor, War Machine, sobre isso.

O crime ocorreu em julho de 2014, na casa de Mackinday. Ele será julgado no próximo mês. As agressões contra os dois foram tão fortes que estão sendo tratadas pela polícia como tentativa de homicídio.