Copresidente da Fox News renuncia diante de denúncias de assédio sexual

Copresidente da Fox News renuncia diante de denúncias de assédio sexual

Bill Shine era aliado do ex-presidente do canal, que deixou o cargo depois das denúncias de abuso

Âncora da CNN também acusa ex-CEO da Fox News de assédio

Âncora da CNN também acusa ex-CEO da Fox News de assédio

Ailes teria sugerido a ela que ‘se conhecessem melhor’ em um hotel, para que fosse bem-sucedida na Fox News

Alisyn Camerota, âncora do canal de notícias CNN, engrossa agora a lista de denúncias contra o x-CEO da Fox News, Roger Ailes, suspeito de assédio sexual. Camerota afirmou neste domingo ter sido assediada por Ailes quando trabalhava na Fox News, se juntando a outras ex-funcionárias da emissora que o acusam de comportamento inapropriado. Segundo declarou em entrevista a Brian Stelter, seu colega na CNN, Ailes teria sugerido a ela que “se conhecessem melhor” em um hotel, para que fosse bem-sucedida na Fox News.

“Eu soube naquele momento que não iria para aquele hotel em nenhuma circunstância, mas eu não sabia o que isso significaria para mim ou minha carreira”, disse. A entrevista ampliou declarações dadas por Alisyn Camerota na semana passada, quando disse ter passado por “assédio emocional” na Fox e afirmou que a cultura da emissora tornava impossível acabar com esse tipo de comportamento. As alegações vêm apenas alguns dias depois de a empresa matriz da Fox, a Twenty-First Century Fox, cortar laços com a sua maior estrela, Bill O’Reilly, também por acusações de assédio sexual.

Outro lado

A advogada de Ailes, Susan Estrich, negou as alegações de Camerota. “Ailes nunca participou das conversas inapropriadas que ela agora alega terem acontecido, e nega vigorosamente esse relato fictício das interações entre os dois e sobre a política editorial da Fox News.”

Fonte: veja.com

Acusado de assédio sexual, apresentador da Fox News é demitido

Acusado de assédio sexual, apresentador da Fox News é demitido

Bill O’Reilly é acusado de ter assediado Wendy Walsh, que participava de seu programa com frequência como convidada especial.

Acusado de assédio sexual, o apresentador americano Bill O’Reilly foi demitido da Fox News. Em comunicado, a matriz Twenty-First Century Fox informou que, depois de uma análise cuidadosa das alegações, as partes chegaram a um acordo, e o jornalista não mais fará parte da grade de programação do canal.

No início de abril, Wendy Walsh, que participava do programa The O’Reilly Factor como convidada regular, procurou a emissora para reportar um caso de assédio sexual por parte do apresentador. Segundo Wendy, O’Reilly impediu que ela conseguisse um trabalho na emissora depois de ela negar seu convite para encontrá-lo em seu quarto de hotel após um jantar, em 2013. Após a denúncia, o apresentador foi afastado do programa.

Em carta aos funcionários, o diretor executivo da 21st Century Fox, Rupert Murdoch, e seus filhos, Lachlan e James, escreveram: “Nós temos plena confiança de que a Fox News continuará como uma forte emissora de televisão a cabo. Queremos reforçar nosso comprometimento em construir um ambiente de trabalho baseado na confiança e respeito”.

Depois das acusações se tornarem públicas, o jornal The New York Times informou que Fox e O’Reilly pagaram 13 milhões de dólares em acordos com cinco mulheres que acusaram o apresentador de assédio sexual.

Fonte: veja.com