Em Rondônia, 79 pessoas foram assassinadas nos dois primeiros meses de 2019

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Em 2018, 448 pessoas foram mortas no Estado

O Estado de Rondônia registrou nos dois primeiros meses de 2019, 79 assassinatos (mortes violentas), segundo dados do Monitor da Violência, desenvolvido pelo portal G1.

Professora foi uma das vítimas de feminicídio em março deste ano em Candeias do Jamari

Foram 44 assassinatos em janeiro e 35 em fevereiro. O site ainda não disponibilizou os dados de março quando foram registrados diversos casos, principalmente envolvendo violência contra a mulher.

De acordo com dados do portal, o Brasil registrou uma queda de 25% nos números de mortes violentas nesse primeiro bimestre.

Queda de avião mata homem e criança no RS

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Até o momento, não há informações sobre as causas do acidente

Um homem e uma criança de 8 anos de idade morreram na noite desta quarta-feira (6) após a queda de um avião em Dom Pedrito, na região da Campanha do Rio Grande do Sul.

O homem era Marcos Cesar Bernardi, 51 anos, e estava pilotando o avião que transportava um menino, que não teve a identidade revelada. A criança, de acordo com os bombeiros, seria filho de uma funcionária da fazenda. As autoridades estão investigando o acidente. Até o momento, não há informações sobre as causas da tragédia. Com informações da Ansa.

Fonte: noticiasaominuto

Incêndio deixa pelo menos oito mortos em Paris

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

As chamas, que começaram por volta da 1h (horário local), de origem ainda desconhecida, só foram controladas por volta das 6h30.

Pelo menos oito pessoas morreram em um incêndio de grandes proporções, na madrugada desta terça-feira (5), num edifício de oito andares em Paris. O incêndio deixou também 31 feridos, um deles em estado grave, de acordo com os bombeiros.

As chamas, que começaram por volta da 1h (horário local), de origem ainda desconhecida, só foram controladas por volta das 6h30.

As autoridades não descartam que haja mais vítimas no prédio, situado no 16º arrondissement (oeste da capital francesa), principalmente nos andares superiores. Segundo um bombeiro, cerca de 50 pessoas foram resgatadas.

As autoridades suspeitam que o incêndio tenha sido um ato criminoso e detiveram uma mulher, que é moradora do edifício e suspeita de iniciar o fogo. “No momento, a hipótese de incêndio criminoso é a que tem mais peso”, disse um promotor.

O incêndio pegou de surpresa muitos moradores que dormiam, o que, somado à velocidade com que as chamas se espalharam, pode explicar o elevado número de vítimas.

Trata-se de um edifício da década de 1970, localizado perto do bosque de Bolonha, uma área nobre da capital francesa. O prédio ficou devastado, e dois blocos adjacentes foram esvaziados como medida de precaução.

Fonte: agenciabrasil

Sobe para 370 total de mortos devido a inundações na Índia

Milhares de soldados da Marinha, das Forças Aéreas, do Exército e da Força Nacional de Resposta a Desastres participam dos trabalhos de resgate

O número de mortos por conta das fortes chuvas e inundações que castigam, desde o dia 29 de maio, o estado de Kerala, na Índia, subiu para 370, dos quais 230 foram vítimas nos últimos 12 dias. O porta-voz do Departamento de Informação do Governo de Kerala, Pratheesh Sr. Mony, confirmou o balanço de mortos e situou em 724.649 as pessoas que estão abrigadas nos 5.645 acampamentos de emergência montados na região.

“O foco deve estar agora na provisão de ajuda como comida, água e remédios, e na restauração de serviços essenciais como eletricidade, gasolina, telecomunicações e transporte, depois que a água das inundações baixaram”, disse ontem à noite – em comunicado – o Ministério de Interior indiano.

Milhares de soldados da Marinha, das Forças Aéreas, do Exército e da Força Nacional de Resposta a Desastres participam dos trabalhos de resgate e das operações para socorrer pessoas isoladas e levá-las para acampamentos. Contam para isso com dezenas de helicópteros e aviões, além de centenas de lanchas. “As operações (de resgate e ajuda) continuarão até que a situação se normalize”, concluiu o departamento. O alerta vermelho na região foi cancelado.

Fonte: bandab

Inundações na Índia deixam mais de 320 mortos

Balanço desta sexta-feira reúne vítimas que morreram em uma semana no estado de Kerala. Governo local já considera inundação a pior do século.

O número de mortos em uma semana de inundações no estado de Kerala, um dos mais turísticos na Índia, subiu para 324 mortos nesta sexta-feira (17), anunciou o governo local. Mais de 200 mil pessoas estão desabrigadas e precisaram buscar acampamentos, segundo a BBC.

O ministro-chefe de Kerala, Pinarayi Vijayan, indicou em um tuíte que seu Estado “enfrenta as piores inundações em um século, com a perda de 324 vidas”. Mais cedo, a administração do Estado descreveu a crise como “extremamente grave”.

O governo do estado disse que muitas pessoas foram vítimas dos deslizamentos de terra.

As operações de resgate, que mobilizam centenas de pessoas, foram reforçadas. Cerca de 30 de helicópteros do exército e 320 embarcações participam nas operações de salvamento de pessoas que ficaram isoladas pelas inundações. Milhares delas já foram salvas, mas 6.000 ainda se encontram isoladas.

Soldados da Marinha Indiana participam de operação de resgate em uma área inundada em Kerala, na Índia, nesta sexta-feira (17) (Foto: Sivaram V/ Reuters)

Segundo o ministro-chefe de Kerala, 223.139 pessoas sem moradia foram abrigadas em 1.500 acampamentos improvisados.

Milhares de indianos precisaram fugir para lugares mais altos. O governo fez um apelo para que as pessoas não ignorem as ordens para deixar suas casas.

Alerta vermelho

Como há previsão de mais chuva forte, o aeroporto foi fechado. A presidência de Kerala voltou a advertir aos 33 milhões de habitantes deste estado meridional: “Todos os distritos, excetuando o de Kasargod, estão em alerta vermelho. As chuvas torrenciais podem afetar 13 distritos. Todos os seus habitantes devem estar muito atentos”, informou a equipe de Vijayan em sua conta do Twitter.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, anunciou nesta sexta-feira ter tratado com Vijayan a situação das inundações, que começaram na semana passada.

“Me deslocarei nesta noite (de sexta-feira) em Kerala para examinar a situação”, prometeu Modi em uma mensagem no Twitter.

Ajude-nos

Cresce o número de habitantes que pedem ajuda nas redes sociais.

“Minha família e a dos vizinhos sofrem graves problemas por causa das inundações na região de Pandanad Nakkada, assegurou Ajo Varghese em uma publicação que viralizou no Facebook. Não temos “nem água nem comida”, lembrou. “Os telefones celulares não funcionam. Ajudem-nos, por favor!”, acrescentou.

Um dirigente local confirmou que o problema nas linhas telefônicas dificulta o contato com os habitantes afetados pelas inundações que precisam de ajuda de maneira urgente.

Chuvas de monções

No estado de Kerala, famoso por suas praias paradisíacas, costuma chover com muita intensidade durante a estação das monções, mas as precipitações foram especialmente fortes este ano.

Mais de um milhão de turistas visitaram Kerala no ano passado, segundo dados oficiais.

Fonte: g1

Naufrágio no rio Nilo deixa pelo menos 22 crianças mortas

As vítimas estavam a caminho da escola quando a embarcação afundou; uma mulher adulta também morreu

Ao menos 22 crianças sudanesas morreram em um naufrágio ocorrido nesta quarta-feira (15) no rio Nilo, no Sudão. De acordo com as autoridades locais, o acidente aconteceu a 750 km da capital Cartum.

As vítimas estavam a caminho da escola quando a embarcação afundou. Segundo a agência de notícias sudanesa Suna, uma mulher adulta também morreu, sendo ela a 23ª vítima. Os corpos das vítimas ainda não foram localizados.

A Suna conta ainda que “o acidente foi provocado pela paragem do motor da embarcação a meio caminho devido à forte corrente”.

À France Presse, uma testemunha afirmou que o barco atravessa o Nilo “contra a corrente”, ou seja, de norte para sul.

As embarcações são bastante utilizadas pelos habitantes da região que querem atravessar o Nilo de uma margem para a outra.

Fonte: noticiasaominuto

Ponte desaba no norte da Itália e deixa mortos e feridos

Ministro do transporte italiano afirmou que o colapso da ponte é uma ‘terrível tragédia’

Uma parte da ponte Morandi desmoronou em Gênova, no norte da Itália, na manhã desta terça-feira (14), e deixou ao menos 11 mortos e cinco feridos graves, de acordo com a imprensa italiana.

O balanço de mortos ainda não está fechado, pois as equipes de resgate trabalham no local em buscas de vítimas. O jornal “Corriere della Sera” afirma que 11 pessoas morreram e cinco ficaram gravemente feridas. Já o “La Stampa” afirma que o númoro de mortos chega a 20.

Mais cedo, a agência italiana Adnkronos e o jornal “Le Reppublica” citando o serviço de Emergência 118 Gênova afirmou que “dezenas” de pessoas tinham morrido.

O diretor da central de emergência 118 Gênova, Francesco Bermano, afirmou que várias pessoas estão sob os escombros da ponte e que feridos já foram levados para um hospital da região. Cerca de 200 agentes estão envolvidos nas operações de resgate.

100 metros de altura

A estrutura, que atravessa a cidade portuária de Gênova, estava a cerca 100 metros de altura. Ela passa por uma área densamente habitada. A maior parte do viaduto caiu no leito do córrego Polcevera, mas trechos enormes caíram nas casas, nos galpões e nas ruas abaixo.

O incidente ocorreu por volta das 11h15 (no horário local) após uma forte chuva atingir a região. O colapso da ponte pode estar relacionado a um problema estrutural.

A ponte foi construída nos anos 60 e o governo tinha iniciado uma reforma na obra em 2016. Ela tem 1.182 metros de comprimento e 45 de altura.

Serviços de emergência trabalham nos escombros de ponte que desabou em Gênova, na Itália (Foto: Luca Zennaro/ANSA via AP)

O ministro do transporte de Itália, Danilo Toninelli, afirmou que o colapso da ponte é “uma terrível tragédia”.

As imagens impressionantes divulgadas pela imprensa italiana e as redes sociais mostram os escombros da construção, que se estenderam por cerca de cem metros.

De acordo com o jornal “La Stampa”, o colapso do viaduto atingiu o estacionamento da Ansaldo Energia, uma das principais fábricas de produção de energia da Itália. Aparentemente o local estava vazio no momento do acidente.

Tiroteio no Canadá deixa pelo menos quatro mortos

Ainda não há detalhes sobre o incidente

Um tiroteio em Fredericton, no Canadá, deixou ao menos quatro mortos na manhã desta sexta-feira (10), de acordo com a polícia local. Um suspeito foi detido. A cidade é capital da província de New Brunswick, no leste do país.

Ainda não há detalhes sobre o incidente. A polícia, bombeiros e paramédicos trabalham no local. Há relatos de que moradores foram escoltados por agentes de segurança para deixar a região. Uma mulher que foi retirada de sua casa com o filho pequeno disse ao jornalista Nick Moore, da CVT Atlantic, que ouviu “multiplos disparos” por volta das 7h, no horário local.

Pelo Twitter, a polícia pediu para que as pessoas evitem a regão da avenida Brookside e que se tranquem em casa. Também disse que dará mais informações quando possível. Segundo a CBC, rede pública de rádio e televisão do Canadá, trata-se de uma área residencial.

“Por favor continuem a evitar a área da avenida Brookside, entre as ruas Main e Ring. Um incidente resultou em pelo menos quatro pessas mortas. Mais informações estarão disponíveis quando pudermos confirmar”, diz um dos tuítes.

Fonte: g1

Novo terremoto atinge ilha de Lombok, na Indonésia; número de mortos sobe

Tremor de 5,9 de magnitude atingiu a mesma região do sismo de domingo (5). Ministro indonésio da Segurança afirmou que número de mortos já chegou a 319.

Um terremoto de 5,9 de magnitude atingiu a ilha turística de Lombok, na Indonésia, nesta quinta-feira (9), quatro dias depois de um primeiro forte tremor deixar pelo menos 319 mortos.

Ainda não há informações sobre vítimas, danos ou alertas para tsunamis na região por causa do tremor desta quinta.

O Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), que registra a atividade sísmica pelo mundo, indicou que o tremor teve um epicentro registrado a 10 km de profundidade e a 23 km de Mataram, capital provincial – isto é, na mesma zona do terremoto de domingo (5).

O tremor afetou edifícios que já estavam danificados, enquanto as pessoas saíam apavoradas pelas ruas, escreveu em mensagem do Twitter, o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio), Sutopo Purwo Nugroho.

As equipes de resgate ainda trabalham em busca de sobreviventes do terremoto de domingo e na recuperação dos corpos. O ministro indonésio da Segurança, Wiranto, declarou nesta quinta que o balanço de mortos subiu para 319.

Mais cedo, a Agência Nacional de Gestão de Desastres, que tinha atualizado o balanço para 168 os mortos, ressaltou que os dados oficiais avançam mais lentamente, mas são confiáveis devido ao processo de verificação com o qual trabalham.

Números informais apresentados por outras entidades já indicavam 381 mortos na quarta-feira. O representante da BNPB pediu “cautela para garantir que os dados estão corretos” e pede para a mídia utilizar os números da agência nacional.

Após o tremor de domingo, 1.467 precisaram ser hospitalizadas – mais de 200 em estado grave. Cerca 156 mil precisaram deixar suas casas. Desses, cerca de 70 mil estavam em abrigos, que enfrentam a falta de água e suprimentos básicos.

Fonte: g1

Dois adultos e uma criança morrem carbonizados em acidente de carro na BR-364 em RO

Segundo a PRF, condutor do veículo teria perdido o controle da direção e colidido na cabeceira de uma ponte. Depois do impacto o carro pegou fogo, matando todos os ocupantes.

Dois adultos em uma criança morreram, vítimas de acidente de um trânsito que aconteceu na manhã desta terça-feira (7) no quilômetro 569 da BR-364, no trecho localizado entre os municípios de Itapuã do Oeste e Alto Paraíso.

O carro em que as vítimas estavam bateu contra a cabeceira da ponte do Rio Crespo, saiu da pista e incendiou em seguida, matando todos os ocupantes. A placa do veículo, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), é de Mirante da Serra (RO). As vítimas não foram identificadas.

Segundo a PRF, há indícios de que o veículo estava em alta velocidade e de que o motorista tenha perdido o controle da direção, colidindo contra o início da proteção lateral da ponte. Com o impacto, o carro foi arremessado para fora da pista e pegou fogo.

Ainda segundo a PRF, as pessoas que passaram pelo local disseram que o fogo já estava alto e que não conseguiram apagar as chamas. Quando a equipe da PRF chegou, encontrou as três vítimas carbonizadas, dentro do carro.

“Tudo indica que são dois adultos e uma criança com idade entre 8 e 10 anos”, disse um PRF.

Três ocupantes do veículo foram carbonizados pelas chamas que se espalharam pela vegetação (Foto: PRF/Divulgação)

Os policiais que atenderam a ocorrência informaram que não há identificação de nenhum dos ocupantes do veículo. “A PRF tentou contato com familiares do dono do carro, mas sem sucesso”, afirmou.

No local do acidente, segundo a PRF, não há marca de frenagem que indique uma tentativa de parada brusca, nem indícios de envolvimento de outro veículo no acidente. “Mas, naquele local já há registros de outros acidentes similares”, conclui o PRF.

Fonte: g1/ro