Golpe promete Netflix grátis por causa de coronavírus e atinge 1 milhão

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Netflix libera acesso de graça? Golpe que circula no WhatsApp usa período de quarentena em isolamento ao coronavírus

Um novo golpe que circula no WhatsApp nesta quinta-feira (19) promete Netflix de graça durante o período de isolamento e quarentena para prevenção do surto do novo coronavírus. A mensagem falsa diz que libera acesso ao serviço de streaming após o usuário fazer o suposto cadastro grátis na Netflix pelo link indicado, que não é oficial e é potencialmente malicioso. Segundo análise do dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, o endereço do golpe tem mais de 1 milhão de acessos e compartilhamentos.

Não há registros oficiais de Netflix grátis durante a pandemia da Covid-19. Com base em outros golpes semelhantes, é possível concluir que o objetivo dos cibercriminosos seja ganhar dinheiro com anúncios fraudulentos ou roubar dados dos usuários, em golpe conhecido como phishing.

Golpe no WhatsApp promete Netflix grátis durante isolamento provocado por coronavírus — Foto: Rubens Achilles/TechTudo
Golpe no WhatsApp promete Netflix grátis durante isolamento provocado por coronavírus — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

A Netflix decidiu liberar o acesso a sua plataforma de filmes e séries pelo período de isolamento das pessoas, mas é por pouco tempo o cadastramento! Corre no site https://netflix-usa.net/

De acordo com o Google Trends, ferramenta que monitora buscas na Internet, a procura por termos como “netflix isolamento”, “netflix libera acesso” e “netflix grátis” tiveram aumento repentino ao longo das últimas 24 horas. No Twitter, usuários também reagiram à informação falsa — veja algumas postagens ao final da matéria.

Google Trends mostra pico de buscas para "netflix isolamento" — Foto: Reprodução/Google Trends
Google Trends mostra pico de buscas para "netflix isolamento" — Foto: Reprodução/Google Trends
Google Trends mostra pico de buscas para “netflix isolamento” — Foto: Reprodução/Google Trends

A Netflix oferece ferramentas online para detectar golpes com o nome da empresa de streaming. Ao suspeitar de alguma suposta oferta da Netflix, é possível conferir a veracidade no site oficial (netflix.com/signup/planform), que lista os planos disponíveis na plataforma.

O atendimento por telefone está disponível pelo número 0800 761 4631 das 8h até 23h (horário de Brasília). Assinantes também podem seguir as dicas da página de segurança do serviço (netflix.com/security), no caso de movimentação estranha na conta da Netflix.

Golpes se aproveitam do novo coronavírus

Outras mensagens falsas que circulam no WhatsApp se aproveitam da pandemia do novo coronavírus para enganar usuários. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o surto da Covid-19 trouxe uma infodemia de desinformação, pela quantidade exagerada de notícias sobre o assunto. Portanto, é importante questionar mensagens muito encaminhadas no WhatsApp, já que podem se tratar de boatos.

É o caso de um texto que promete distribuição grátis de mais de 1 milhão de unidades de álcool em gel produzido pela Ambev, com link para inscrição. A fabricante de cervejas realmente vai doar o produto a hospitais públicos, mas o endereço com as supostas informações é falso e se assemelha a golpe de phishing.

Em comunicado na página oficial no Facebook, a empresa esclareceu que a corrente no WhatsApp sobre a Ambev distribuir álcool em gel é falsa. O produto será, na verdade, entregue a hospitais públicos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília para uso interno dos funcionários de saúde.

Também há registros textos oferecendo diagnóstico grátis para o coronavírus causador da Covid-19, com formulários de verificação ou supostas consultas grátis com médicos pelo WhatsApp. Os links que acompanham as mensagens são falsos e também têm potencial para roubar dados dos usuários.

Como se proteger?

Em períodos de crise, é comum o aumento da circulação de fake news e correntes falsas pelas redes sociais. De acordo com o diretor do dfndr lab Emilio Simoni, é importante duvidar de textos que não acompanhem links para fontes oficiais de órgãos de saúde, como a OMS ou o Ministério da Saúde, ou notícias de veículos conhecidos da imprensa.

Ao acessar páginas para inserir dados pessoais, é importante verificar se o endereço começa com o código HTTPS, que possui uma camada de segurança a mais que o HTTP. Também é sempre válido manter um antivírus instalado em seu celular, manter o sistema operacional atualizado e tomar cuidado extra ao utilizar redes Wi-Fi públicas. Via TechTudo

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Dias Toffoli derruba decisão de desembargador contra Porta dos Fundos e Netflix

Painel Político:: - https://politico.painelpolitico.com

O recurso era para ser conduzido por Gilmar Mendes, mas devido ao recesso do judiciário, o presidente da corte de plantão Dias Toffoli foi quem deu andamento ao processo

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, decidiu nesta quinta-feira (9) derrubar a decisão do desembargador Benedicto Abicair, da 6.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de retirar o especial de Natal do Porta dos Fundos do Ar.

Na última quarta-feira, o desembargador disse que sua decisão sobre o Porta dos Fundos era “benéfica, não só para a comunidade cristã , mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã”.

A Netflix informou o STF que não seleciona o conteúdo a ser assistido por seus assinantes, mas “se limita a disponibilizar os mais diversos temas, assuntos e gêneros para que os usuários livremente optem pelo que desejem assistir, concedendo-lhes total liberdade de escolha”.

O recurso era para ser conduzido por Gilmar Mendes, mas devido ao recesso do judiciário, o presidente da corte de plantão que deveria dar andamento ao requerimento da Netflix sobre o especial de Porta dos Fundos . No caso, Dias Toffoli.

Continue lendo…

Porta dos Fundos: Justiça do Rio ordena retirada do ar de especial de Natal

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

A decisão vem ao encontro a um pedido feito pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura

Por determinação do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível, a produtora Porta dos Fundos e a Netflix terão de retirar do ar o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo”, divulgado na plataforma de streaming desde o final de dezembro, informa em sua coluna no jornal O Globo, Ancelmo Góis.

A decisão vem ao encontro a um pedido feito pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. Em primeira instância, o pedido havia sido negado.
Alvo de ataques desde a sua divulgação, o especial de 46 minutos apresenta Jesus (Gregorio Duvivier), prestes a completar 30 anos.

Ele é surpreendido com uma festa de aniversário quando voltava do deserto acompanhado do namorado, Orlando (Fábio Porchat). A sátira com um Jesus gay desagradou setores religiosos, que pedem a censura da produção.

Veja a conclusão do desembargador:


Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida. Via O Globo

Continue lendo…

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Netflix divulga número de assinantes por região. Quem lidera e quem cresce mais?

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Como já era de se esperar, Estados Unidos e Canadá são os maiores mercados da Netflix no momento

O impensável aconteceu e a Netflix enfim divulgou seus números globais de assinantes pagos, separando-os por região. E as informações trazem um detalhe interessante que pode mudar a hegemonia de certos mercados da empresa de streaming.

Como já era de se esperar, Estados Unidos e Canadá são os maiores mercados da Netflix no momento, trazendo 67,1 milhões de membros assinantes, ao passo que a região conhecida como “EMEA” (sigla para referir-se à Europa, Oriente Médio e parte da Ásia) fica em segundo lugar, com 47,4 milhões de usuários. Entretanto, aqui entra um fator de interesse: enquanto EUA e Canadá cresceram cerca de 6,5% no último ano, EMEA apresentou aumento de 40% de sua base no mesmo período.

Se esse ritmo se manter para o ano que vem, é bem provável que a liderança — e, consequentemente, a prioridade — de usuários pagantes do serviço de streaming mude de continente.

Números da Netflix mostram uma briga acirrada pela liderança entre as diversas regiões de atuação da empresa (Imagem: Divulgação/Netflix)

A América Latina fica em terceiro lugar, apresentando 29,4 milhões de usuários — um crescimento de 22% em relação ao último ano. Finalmente, a região Ásia-Pacífico apresenta o menor volume de membros — 14,5 milhões —, porém, traz o maior percentual de crescimento no último ano de todos os mercados, tendo ampliado a sua base em 53%.

Na receita, o mesmo ranking se mantém, exceto por uma inversão nas duas últimas regiões, com a América Latina rendendo menos dinheiro à Netflix: nos EUA e Canadá, cada usuário pagante rende à empresa US$ 13,08 (R$ 53,06); EMEA traz US$ 10,40 (R$ 42,19); Ásia-Pacífico rende US$ 9,29 (R$ 37,68) e, finalmente, a América Latina gera US$ 8,63 (R$ 35,01).

A divulgação vem para sacramentar uma mudança em como a Netflix passará a relatar seus números trimestrais de receita para seus investidores e acionistas. A ideia é adotar o formato de exibir os rendimentos por região, para adicionar maior transparência.

Via: Canaltech

Continue lendo…

O “outro” Jesus Cristo – Professor Nazareno*

Político – ::Painel Político:: - https://politico.painelpolitico.com

Em vez de se preocupar com bobagens e filmes, as pessoas deviam se interessar mais pela sua vida cotidiana

O filme de comédia “A Primeira Tentação de Cristo” apresentado pela Netflix e o grupo Porta dos Fundos acendeu a fúria de muitos cristãos católicos e principalmente evangélicos. O especial de Natal deste ano mostra um Cristo homossexual e com muitas dúvidas se realmente queria pregar a palavra de Deus. O filme também sugere um triângulo amoroso entre Deus, José e Maria e mostra os apóstolos como devassos e consumidores de drogas. Líderes religiosos e políticos foram à guerra para censurar a ficção e já encamparam campanhas públicas para boicotar a Netflix e punir os autores/atores da obra. Não sou cristão e também não sigo nenhuma religião, mas provavelmente não verei este filme, pois a única coisa que me interessa sobre Jesus é a sua Filosofia, suas pregações. Não quero saber se ele foi gay ou qualquer outra coisa.

Aliás, o ódio desses “puritanos” sobre o filme é exatamente este. Para a maioria deles, Jesus Cristo não pode ter sido um homossexual, como se esta orientação sexual fosse um castigo a ser evitado. Os homossexuais são seres humanos dotados de muitas qualidades, dentre elas a inteligência, caráter, a boa personalidade e acima de tudo eles são humanos como poucos. Mas em nossa hipócrita sociedade, eles são perseguidos, discriminados, vandalizados, espancados, brutalizados e mortos como se criminosos fossem. Como verdadeiros Cristos, os homossexuais de hoje são vítimas da ignorância e da bestialidade. A literatura nos ensina que pelo menos dez por cento dos indivíduos em cada espécie animal pratica alguma forma de homossexualidade. Qual o problema se Jesus Cristo tivesse sido um homossexual? O que mudaria na sua Filosofia para nós?

Em toda a minha vida eu nunca ouvi falar de uma só namorada de Jesus. Nunca ouvi falar do relacionamento dele com mulher nenhuma. E sempre soube que ele andava rodeado de outros homens. Nas festas, nas pregações, no deserto, na vida cotidiana, não há relatos dele interagindo sexualmente com o outro sexo. É claro que ele pode ter sido sim um homossexual ou até mesmo assexual. Não precisa um filme sugerir que ele era isso ou aquilo. Nada sobre a vida particular dele ou de qualquer outra pessoa devia interessar a nós. A grandeza de Jesus está na sua grande Filosofia. Na pregação do amor ao próximo, no perdão aos inimigos, inclusive aos homossexuais e LGBTT’s. Sua vida particular só a ele interessava. Infelizmente muitos se revoltaram contra o filme só por este fato. Ser homossexual não é crime, não é pecado e devia ser aceito por todos nós.

Em vez de se preocupar com bobagens e filmes, as pessoas deviam se interessar mais pela sua vida cotidiana. Por que há tantas injustiças em nosso país, por exemplo? Por que há tanta pobreza e fome numa nação que é a segunda maior produtora de alimentos do mundo? Por que somente os ricos daqui têm privilégios enquanto os pobres são muitas vezes injustiçados e perseguidos pelo Estado? Por que temos tanta desigualdade social e tanta corrupção? Não me incomodaria o fato de Jesus ter sido gay, mas que tivesse sido a pessoa que foi: dedicada a combater as injustiças dos homens. Dia 25 próximo, vamos celebrar o nascimento de um refugiado pobre que foi perseguido, torturado e morto por pregar igualdade, justiça social e amor. Ter sido homossexual é o de menos. Ainda assim, muitos homossexuais votaram no Bolsonaro, mesmo sabendo da homofobia do “Mito” e de sua ojeriza pelos gays. Estavam errados?

*É Professor em Porto Velho.

Continue lendo…

Juiz federal quer processar Netflix por especial de Natal com ‘Jesus gay’

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Comunidade cristã pede para que o longa ‘A Primeira Tentação de Cristo’ seja removido da plataforma de streaming; saiba mais detalhes sobre o caso

O Especial de Natal do grupo Porta dos Fundos continua causando desconforto na comunidade cristã. Dessa vez, o juiz federal William Douglas afirmou em suas redes sociais que deseja processar o serviço de streaming Netflix pelo filme ‘A Primeira Tentação de Cristo’ que – em suas palavras – ofende o sentimento religioso.

“Escolher a principal data do calendário cristão para nos ofender é uma vergonha”, escreveu o magistrado. “Não vou cancelar a assinatura da Netflix; pretendo processar a empresa por ofensa ao sentimento religioso. Se ofende minha crença ou a de outrem, me ofende também. E vamos usar a lei. Viva o respeito ao próximo!”

Em seu perfil no Instagram, Douglas pede para que os mais de 220 mil seguidores assinem o abaixo-assinado para a remoção do filme ‘A Primeira Tentação de Cristo’ do catálogo.

William Douglas, magistrado cristão, é autor do livro “As 25 leis bíblicas do sucesso”

Petição passa de 1,7 milhão de assinaturas

O abaixo-assinado que pede pela remoção do longa ‘A Primeira Tentação de Cristo’ do catálogo da Netflix já tem mais de 1,7 milhão de assinaturas. Organizada pelo cerimonialista Alex Brindejoncy no site Charge.org, a petição também pede para que o grupo Porta dos Fundos seja responsabilizado por blasfêmia.

O filme dirigido por Rodrigo Van Der Put sugere que Deus (Antonio Tabet), Maria (Evelyn Casto) e José (Rafael Portugal) formam um triângulo amoroso. Jesus Cristo (Gregório Duvivier) é gay, e retorna de uma viagem de 44 dias pelo deserto com o namorado Orlando (Fábio Porchat).

Continue lendo…

Abaixo-assinado contra filme do Porta dos Fundos tem 1,6 milhão de assinaturas

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Religiosos pedem para que filme de ‘Jesus gay’ seja removido do catálogo da Netflix, acusando o grupo humorístico de blasfêmia; veja detalhes

O abaixo-assinado que pede pela remoção do longa ‘ A Primeira Tentação de Cristo ’ do catálogo da Netflix já tem mais de 1,6 milhão de assinaturas. Organizada pelo cerimonialista Alex Brindejoncy no site Charge.org, a petição também pede para que o grupo Porta dos Fundos seja responsabilizado por blasfêmia.

O filme dirigido por Rodrigo Van Der Put sugere que Deus (Antonio Tabet), Maria (Evelyn Casto) e José (Rafael Portugal) formam um triângulo amoroso. Jesus Cristo (Gregório Duvivier) é gay, e retorna de uma viagem de 44 dias pelo deserto com o namorado Orlando (Fábio Porchat).

Protestos

Dom Henrique Soares da Costa, bispo da Diocese de Palmares (PE), fez um post no Facebook criticando a produção. “Eu era assinante da Netflix. Nesta semana, desfiz a minha assinatura”, diz o religioso.

“Imaginem um filme debochado e desrespeitoso ao extremo com alguém a quem você ama — com o seu pai, com a sua mãe, com coisas que lhe são muito caras e definem e alicerçam a sua vida… Como reagir?”, finaliza o bispo, que também pede para que os fiéis cancelem a assinatura no serviço de streaming.

O ator Carlos Vereza também disparou contra a obra. ” Porta dos Fundos , vocês são lamentáveis como viventes (…). Nada de novo no front: fazer paródia de Jesus gay e de esquerda, talvez para sublimar desejos e inclinações mal resolvidas”, disse em rede social.

Continue lendo…

Abaixo-assinado contra filme do Porta dos Fundos tem 1,6 milhão de assinaturas

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Religiosos pedem para que filme de ‘Jesus gay’ seja removido do catálogo da Netflix, acusando o grupo humorístico de blasfêmia; veja detalhes

O abaixo-assinado que pede pela remoção do longa ‘ A Primeira Tentação de Cristo ’ do catálogo da Netflix já tem mais de 1,6 milhão de assinaturas. Organizada pelo cerimonialista Alex Brindejoncy no site Charge.org, a petição também pede para que o grupo Porta dos Fundos seja responsabilizado por blasfêmia.

O filme dirigido por Rodrigo Van Der Put sugere que Deus (Antonio Tabet), Maria (Evelyn Casto) e José (Rafael Portugal) formam um triângulo amoroso. Jesus Cristo (Gregório Duvivier) é gay, e retorna de uma viagem de 44 dias pelo deserto com o namorado Orlando (Fábio Porchat).

Protestos

Dom Henrique Soares da Costa, bispo da Diocese de Palmares (PE), fez um post no Facebook criticando a produção. “Eu era assinante da Netflix. Nesta semana, desfiz a minha assinatura”, diz o religioso.

“Imaginem um filme debochado e desrespeitoso ao extremo com alguém a quem você ama — com o seu pai, com a sua mãe, com coisas que lhe são muito caras e definem e alicerçam a sua vida… Como reagir?”, finaliza o bispo, que também pede para que os fiéis cancelem a assinatura no serviço de streaming.

O ator Carlos Vereza também disparou contra a obra. ” Porta dos Fundos , vocês são lamentáveis como viventes (…). Nada de novo no front: fazer paródia de Jesus gay e de esquerda, talvez para sublimar desejos e inclinações mal resolvidas”, disse em rede social.

Continue lendo…

Jack Burns, ator da Netflix e dançarino de 14 anos, é encontrado morto em casa

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Burns apareceu em séries como ‘Outlander’ e ‘Plain Sight’ e chegou a ser chamado de ‘o próximo Billy Elliot’. Causa da morte não foi divulgada

O jovem ator e dançarino Jack Burns foi encontrado morto em sua casa em Greenock, no Reino Unido, no domingo (1).

A morte do garoto de 14 anos se tornou pública e causou comoção nas redes depois que sua escola de ballet clássico fez um post em sua homenagem nesta semana. O funeral acontece nesta quinta-feira (12).

“Tragicamente, como sabem, perdemos o nosso amado aluno Jack Burns no domingo (1). Ele foi uma inspiração para todos na Elite e tocou os corações de todos os que tiveram o prazer de trabalhar e dançar desde 2012”, diz o comunicado da Elite Academy of Dance.

A causa ainda não divulgada até a última atualização desta reportagem, mas a polícia disse ao jornal Metro UK, que não estão tratando a morte como suspeita.

Burns apareceu em séries como “Outlander” e “Plain Sight”, e chegou a ser chamado de “o próximo Billy Elliot”. Aos nove anos, ele conquistou uma vaga na Glasgow Ballet School, uma das mais concorridas academias de dança do Reino Unido. via G1

Continue lendo…

Abaixo-assinado pede a exclusão de especial de Natal da Netflix

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Entre os temas mais polêmicos da trama produzida pelo Porta dos Fundos está um suposto namoro de Jesus Cristo com outro homem

Um abaixo-assinado digital com mais de 500 000 assinaturas quer derrubar o especial de Natal do grupo de humor Porta dos Fundos veiculado na Netflix. Além da plataforma de streaming e da produtora, a mobilização é endereçada à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal.

O filme, intitulado A Primeira Tentação de Cristo e estrelado por Gregório Duvivier e Fábio Porchat é acusado de “ofender os cristãos”. Entre os temas mais polêmicos da trama estão um suposto namoro de Jesus Cristo, Duvivier, com outro homem, Porchat, e uma ceia de Natal caótica. Assista ao trailer:

Bispo da Diocese de Palmares, em Pernambuco, Dom Henrique Soares da Costa pediu inclusive que os fieis cancelassem suas assinaturas da Netflix. “Eu exorto vivamente aos cristãos: neste Natal, proclame seu amor, sua fé, seu respeito em relação a Nosso Senhor Jesus Cristo; mostre que seu amor por Ele é real e ativo: cancele a assinatura da Netflix e lá, no menu apropriado, explique o motivo: “desrespeito por Jesus Cristo”, “desrespeito pelo cristianismo”, etc. Se você realmente crê e ama ao Senhor, não há outra atitude a tomar“, disse.

No Twitter, o Porta dos Fundos ironizou a iniciativa. “Enquanto tá rolando abaixo assinado contra, a gente comemora o sucesso de mais uma criação de Deus: nosso Especial de Natal”, diz o texto que também contém um link para o abaixo-assinado, caso alguém “queira assinar”. Via VejaSP

Continue lendo…