Pedro Paulo apresenta projeto de lei com erro de português

Pedro Paulo apresenta projeto de lei com erro de português

Peemedebista propôs suspensão de incentivos fiscais de ICMS por 20 anos, porém, palavra com grafia errada chamou atenção.

Um projeto de lei do deputado federal Pedro Paulo (PMDB-RJ) chamou atenção por um detalhe constrangedor.

No texto, que propõe suspender os incentivos fiscais de ICMS em todas as esferas governamentais por 20 anos.

No entanto, na justificativa do projeto de lei, a palavra “suspensão” é escrita como “suspenção”. A gafe foi revelada pela coluna Radar On-Line, da revista Veja, nesta segunda-feira (26).

Fonte: noticiasaominuto

Mais de 50 servidores da Prefeitura do Rio doam R$ 5 mil cada a Pedro Paulo

Mais de 50 servidores da Prefeitura do Rio doam R$ 5 mil cada a Pedro Paulo

Candidato ao governo municipal recebeu exatamente a mesma quantia de 57 funcionários

O candidato à prefeitura do Rio de Janeiro Pedro Paulo (PMDB) recebeu doações de 57 servidores do município. Segundo informações da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, cada um dos funcionários doou exatamente R$ 5 mil.

Dos 57, 13 fizeram contribuição diretamente a ele e 44 indiretamente, por meio do diretório estadual do PMDB. Com as doações, Pedro Paulo obteve R$ 285 mil.

Até o momento, a maior contribuição única conquistada pelo candidato foi de R$ 200 mil reais, do empresário Marcelo Lírio Gonçalves, dono do Hotel Nacional, no Rio, sócio do laboratório Neoquímica. Gonçalves é réu na Justiça Federal de Goiás, acusado ter sido beneficiado numa decisão judicial comprada pelo grupo do bicheiro Carlinhos Cachoeira.