Polícia deflagra operação para prender piratas de rio no interior do AM

Jovem cai do barco de pesca e desaparece no Rio São Miguel, em RO

Mais uma fase da operação “Interior Seguro” foi deflagrada, no início da manhã desta sexta-feira (24), pela Polícia Civil em Coari, a 469 km de Manaus. A ação tem como objetivo o cumprimento de 14 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão.

De acordo com a Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), foco é combate ao tráfico de drogas, os famosos “piratas do rio”, pistoleiros de aluguel, assaltantes, homicídio, roubo e furtos no município.

As investigações sobre os crimes duraram quatro meses para identificar os alvos da operação.

Participaram dos trabalhos 30 policiais civis, lotados na delegacia de Coari, Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), Departamento Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), Delegacia Fluvial (Deflu).

G1/AM

“Piratas de rio” tinham roubado lancha; população os amarrou e jogou na lama até chegada da PM

Cinco homens foram presos na manhã deste domingo (1º) na comunidade do Lago do Arapapá, em Manacapuru, a 84 quilômetros da capital, suspeitos de roubarem uma lancha para cometer assaltos no rio Solimões. Eles foram presos e amarrados pela população e depois colocados deitados com os rostos na lama por cerca 30 minutos até a chegada da Polícia Militar.

Conforme informações do sargento Ailton Sidney, do 9º Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), os cinco suspeitos roubaram uma embarcação de um comerciante na noite de ontem, sábado (30), na comunidade do Laranjal. Por volta das 9h deste domingo, pescadores avistaram a lancha próximo ao lago do Arapapá, quando decidiram abordar os suspeitos.

Foto: divulgação PM

“Nós fomos acionados via rádio que a própria comunidade, cansada de tantos roubos, capturou e agrediu os suspeitos. Depois disso, eles amarraram os homens e os fizeram deixar de rosto virado para a lama. Só então que a viatura da PM chegou e retirou os suspeitos de lá”, disse. Ainda segundo o PM, os suspeitos jogaram as armas no rio antes de serem levados à superfície.

Os suspeitos foram identificados como Charles Gomes Nunes, 27, Elielson da Silva Maia, 22, Felipe Ribeiro Martins, 20, Gessiney Monteiro de Souza, 20, e Fábio Júnior da Costa Faria, 28. Todos eles foram encaminhados à Delegacia Interativa de Manacapuru e devem responder pelo crime de roubo. A lancha, segundo a PM, foi devolvida ao proprietário.

A Crítica (AM)