Jovem diz que namorado a traiu com 30 mulheres, inclusive na hora do parto

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

“Ele arruinou o dia mais feliz da minha vida”, desabafa a mulher em relato

Histórias de traição existem em todo o lugar, mas algumas realmente surpreendem. Em relato recente ao The Sun , Coral Gibb, 23 anos, revela sobre o dia em que descobriu que havia sido traída com outras 30 mulheres. Inclusive, uma das traições aconteceu enquanto ela estava em trabalho de parto. 

mulher chorando
shutterstockEle admitiu que a traiu com outras 30 mulheres, inclusive quando ela estava em trabalho de parto, mas implorou por perdão

Grávida do segundo filho, ela estava passando alguns dias na casa da mãe após desentendimentos com o namorado, Steven, 34 anos. Nos últimos tempos, ele havia passado algumas noites fora e começou a interagir com uma vizinha nas redes sociais – o que incomodava Coral.

Quando as contrações começaram, a jovem mandou uma mensagem ao  namorado  dizendo que estava prestes a dar à luz, mas que antes passaria em casa para buscar algumas roupas. Chegando lá, Steven estava confuso e insistiu que ela fosse embora imediatamente. 

Foi só no caminho para o hospital que Coral percebeu porque ele a queria fora do caminho: Steven estava com outra mulher. 

O confronto

Uma hora depois de Coral dar à luz, Steven chegou ao hospital e, ao ser confrontado pela namorada, admitiu que estava tendo um caso. “Ele arruinou o dia mais feliz da minha vida”, desabafa. 

Ela conta que conseguiu ver o celular dele e encontrou inúmeros e-mails trocados entre ele e outra mulher. “Era óbvio o que estava acontecendo”, diz. A mãe fala que ficou ficou ainda mais furiosa e exigiu saber tudo o que se passava. “Ele admitiu que dormiu com outra mulher e disse que estava arrependido”. 

“Era tarde demais. Eu não podia confiar nele. Ele estava me traindo enquanto eu estava em trabalho de parto. O que mais ele faria?”, continua. A jovem fala que diante da situação imperdoável, optou pela separação. 

“Eu o queria fora da minha vista. ‘Eu estava em trabalho de parto’, gritei. ‘Você dormiu com ela em nossa cama quando eu estava prestes a dar à luz’”, lembra. 

Para completar, mais tarde ele admitiu que dormiu com cerca de 30 mulheres enquanto estavam namorando. “Ele continuou se desculpando e implorando para voltar, mas eu nunca voltaria com alguém que pudesse fazer isso”. 

Vingança

Coral fala que ficou tão furiosa diante da situação que compartilhou o acontecimento em seu Facebook. “Agradeci a Steve e a todas as mulheres com quem ele dormiu junto. Meus amigos ficaram tão chocados quanto eu”, lembra. 

Atualmente, ela segue solteira, mas vê o ex-namorado todos os dias que ele visita as crianças. “Ele é um ótimo pai, mas é um péssimo namorado. Não quero compartilhar meu homem com outra mulher – muito menos com 30”. 

Do IG Delas

Postei no Facebook que procurava uma noiva e me casei seis dias depois

Solicitações de amigos aleatórios, ser adicionado a grupos nos quais você não pediu para entrar e tags que permitem que “amigos” poluam sua linha do tempo com postagens ou fotos que você não gostaria de ver.

Mas um nigeriano levou isso a um novo patamar após fazer uma publicação incomum.

Chidimma Amedu escreveu em sua página pessoal no dia 30 de dezembro perguntando se havia alguma mulher interessada em ser sua esposa e, caso estivesse, para respondê-lo, contou ele à BBC.

A proposta

“Tenho idade e estou pronto para dizer o que eu quero e não estou perdendo tempo.”

“Enviem suas candidaturas – a mais qualificada se casará no dia 6 de janeiro de 2018. A oportunidade se encerra à meia-noite do dia 31/12/2017”, ele postou.

Foto: Chidimma Amedu
Nigeriano perguntou no Facebook se alguma mulher estava interessada em se casar com ele | Foto: Chidimma Amedu

E continuou com novas postagens.

“Estou falando sério, e depois não diga que você não viu isso a tempo. Boa sorte”.

Ele recebeu algumas respostas, mas foi a de Sophy Ijeoma que mais chamou sua atenção.

“Estou interessada, apenas me mande um inbox… risos”, dizia a mensagem.

No início, ela pensou que era uma piada e respondeu simplesmente para manter a fluidez da corrente.

Homem em missão

Uma mensagem direta enviada por ele, seguida de uma ligação pelo Facebook, mudaria a trajetória da vida dela.

Dois dias após a primeira conversa, ele viajou cerca de 500 km de sua casa, na cidade de Abuja, no norte do país, para Enugu, no leste, onde ela morava.

Ijeoma estava esperando por ele do lado de fora de uma loja. No melhor estilo dos contos de fadas, quando eles cruzaram o olhar “foi amor à primeira vista”, lembra ela.

Sophy Ijeoma
Ijeoma conheceu o marido após ele fazer publicação no Facebook | Foto: Chidimma Amedu

“Ele é o homem mais bonito que já conheci. Gostei dele assim que o vi.”

Depois de duas horas de uma conversa “desconfortável”, ele pediu para que ela fosse ao encontro do tio dele, que, coincidentemente, também mora em Enugu.

Perguntou o que estava pensando e ela respondeu que achava que a proposta de casamento fosse uma piada, mas estava entusiasmada e achou Amedu um cara muito interessante.

Tradição e modernidade

“Chegamos à casa do tio e ele disse:” Tio, conheça a mulher com quem eu quero me casar”.

Assim como Amedu, sua família parece à vontade ao lidar com o assunto – o tio deu instantaneamente sua aprovação.

Obter apoio familiar para a escolha da esposa é essencial na cultura Igbo, da qual ele faz parte.

Cerimônia de casamento do casal
Tradição prevê que familiares aprovem o casamento antes que ele aconteça | Foto: Chidimma Amedu

Especialmente naquela situação, em que a futura esposa havia sido selecionada entre dezenas de interessadas em um anúncio de casamento no Facebook e em que a cerimônia aconteceria seis dias depois.

Naquele ponto do relacionamento – que não havia completado sequer um dia -, começou a ficar claro a Ijeoma que o sujeito não estava brincando. Mas como você se compromete a se casar com alguém que acabou de conhecer?

Ela não revela se eles chegaram a trocar um beijo naquele dia, mas diz que estava comovida com a determinação de seu novo noivo.

“Quando o vi pela primeira vez, definitivamente o achei atraente, mas não tinha ideia do quão sério era o que ele dizia sobre se casar comigo”.

“Foi depois que conhecemos o tio dele e sua esposa que eu percebi que isso poderia realmente acontecer e que eu também queria aquilo”.

O noivado

Agora era a vez de ela se preocupar com a forma como conseguiria a aprovação de sua família para se casar com um homem que acabara de conhecer no Facebook.

Eles resolveram continuar seguindo a tradição. Tendo se encontrado e se apaixonado à primeira vista – ou primeira mensagem – e já contando com a aprovação do tio de Amedu, o casal decidiu completar o ciclo visitando a família de Ijeoma no mesmo dia.

Na conversa com a mãe, a moça descobriu que, como seu pai havia morrido, a última palavra sobre aprovação do matrimônio era na verdade de seu irmão mais velho.

O vento continuava a favor deles – o irmão de Ijeoma deu suas bênçãos à união.

Depois de responderem algumas perguntas, era oficial – Chimmidi Amedu e Sophy Ijeoma estavam noivos e se casariam em seis dias.

No rebote?

No ano passado, Amedu chegou a ficar noivo de outra mulher e o casamento estava agendado para dezembro, mas o relacionamento acabou em março, deixando-o abatido.

À medida que dezembro se aproximava, o desapontamento de não poder cumprir seu sonho de se casar fez com que ele fizesse a postagem, contou à reportagem.

“Eu tinha o desejo de me casar e tinha uma data em mente, mas não tinha noiva. Então, eu decidi colocar um anúncio como uma piada, mas aberto e preparado para aquilo”.

Perguntado se ela sabia sobre seu noivado anterior e seus pensamentos sobre como esse casamento aparentemente apressado poderia ser visto como um rebote, Ijeoma descartou qualquer ideia de não tinha refletido suficientemente sobre o relacionamento.

“Eu não me importo com isso – quando você vê o que quer, você acredita naquilo”.

Eles eram amigos no Facebook há mais de um ano, mas nunca se conheceram ou se falaram até o anúncio.

Chidimma e Sophy Ijeoma
O casamento aconteceu dia 6 de janeiro | Foto: Chidimma Amedu

Ijeoma admitiu que seus amigos eram céticos sobre a união e que alguns ainda não acreditavam, mas, como ela disse: “Quando você vir a pessoa, saberá que ele é a única”.

Felizes para sempre?

Eles se casaram no dia 6 de janeiro deste ano em uma cerimônia tradicional Igbo e publicaram fotos do dia do casamento no Facebook, é claro – para a diversão da comunidade da rede social.

Amedu fez uma publicação dizendo que as pessoas poderiam ter pensado que ele estava brincando, mas ele claramente não estava.

Como é de se esperar, as reações foram variadas, mas a maior parte demonstrou grande apoio ao casal.

Eles planejam se casar na igreja em abril e talvez uma lua de mel em algum lugar legal, ele disse.

Gbolahan Peter Macjob

Para assustar ex-esposa, homem simula morte de filhos

A Justiça de Sevilha, na Espanha, decretou a prisão do ex-policial Manuel Lebrón, 40 anos, pelo sequestro de seus filhos, um menino de 9  e uma menina de 10 anos.

A denúncia partiu da mãe dos meninos. Sonia Barea procurou as autoridades policiais no começo da semana para alertar que o ex-marido, que compartilha a guarda dos menores com ela, deveria ter entregado os filhos em 30 de dezembro após uma visita realizada por ele. Porém, o trato não ocorreu.

De acordo com a espanhola, os filhos estariam sendo “vítimas de violência doméstica” na mão do pai. Ela também chegou a compartilhar um comentário de Manuel, em seu perfil no Facebook, em que o ex-marido tenta assustá-la com uma falsa morte dos filhos. “Dois cadáveres de meninos foram encontrados em Mairena”, escreveu.

O detido, a quem o juiz suspendeu a autoridade parental dos filhos e proibiu-o de aproximar-se a até 300 metros deles, tirou fotos no chão manchado de sangue e tentou fazer imagens em que as crianças fingiam estar mortas, para assustar a mãe.

Ao jornal espanhol EL PAIS, Sonia explicou que Manuel já havia sido sentenciado em várias ocasiões pelo crime de violência doméstica. A última aconteceu em no meio do ano passado, quando o ex-policial foi condenado a detenção de dois anos e dez meses.

Além do regime fechado, ao ex-marido também foi determinada uma ordem judicial – similar a medida protetiva de urgência – que o proíbe de se aproximar da ex-esposa até 2022.

Agora, Manuel também é acusado de lesão corporal aos agentes que realizaram o mandato de busca.

Filha escreve para mãe: “Ficarei aliviada ao ver você no caixão”

Uma mulher não identificada publicou uma carta no site do jornal britânico The Guardian endereçada à mãe dela. O bilhete emocionou e revoltou os internautas. A remetente falou sobre como nunca foi amada por sua progenitora e desabafou sobre preferir ver a mãe morta.

Confira a íntegra do texto:

As pessoas não querem enfrentar a verdade. Elas continuam voltando, tentando melhorar, tentando entender seus pais. Elas fazem terapia e tentam trabalhar em si mesmas. Eu também fui à terapia. Mas tudo o que aconteceu foi para confirmar o que eu já sabia.

Eu já odiava você. Eu não sei o quanto eu era jovem quando deixei de te amar. Oito ou nove anos, provavelmente, em uma daquelas idades feias, quando você não é mais uma garotinha fofa, mas ainda não é uma jovem atraente. Quando só sua mãe te ama.

Deve ter tido um dia. Um evento. Provavelmente uma daquelas sessões de gritos porque eu estava riscando meu nariz, ou porque tinha olhado para você engraçado, ou porque você me fez uma pergunta e minha resposta não atingiu aquele tom que você esperava.

Passei tanto tempo tentando descobrir o que te deixou assim, mas a verdade é que não era nada comigo. Eu era um saco de pancadas conveniente. Talvez alguém tinha sido desagradável com você no trabalho, ou acusado você de furar a fila do ônibus. E então, você chegava e esperava que eu fizesse algo que te irritasse para que, de repente, eu estivesse voando pela sala, sua mão no meu ombro, sua boca salivando de raiva, seu rosto a polegadas do meu. Você é horrível, uma pessoa terrível.

Não havia nome para isso enquanto eu crescia. Os momentos de raivas insanas seguidos por dias de total silêncio. O controle absoluto sobre o que eu usava, quem via, onde eu ia. E a falta de incentivo para que eu aprendesse quaisquer habilidades ou fizesse qualquer tipo de movimento buscando independência.

Era muito estranho para as pessoas entenderem. Vivíamos em um local onde os viciados em drogas deixavam suas crianças andarem nas ruas até altas horas; onde havia casas nas quais você poderia entrar e encontrar cocô no chão e geladeira sem comida. Fui bem alimentada, tinha roupas e nunca me meti em problemas. Um abuso como o seu não tinha registro. Mas ainda assim era abuso.

Eu mantive relações com você depois que saí de casa e enquanto meu pai estava vivo, para que pudesse vê-lo. Eu sabia que se eu rompesse com você, você transformaria a vida dele em um inferno sempre que ele quisesse me encontrar. Ele fez planos para deixá-la, sabia? Ele queria me levar embora, mas tinha medo de não conseguir a custódia. Papai só me disse isso depois que eu saí de casa.

Depois que ele morreu, eu disse a mim mesma que continuaria a entrar em contato com você para que não me sentisse culpada quando você morresse. Afinal, você era minha mãe. Mas, às vezes, quando ouvia alguém dizer, sem culpas, que vivia afastado da família, sentia inveja. Eu não fui boa para você, de qualquer maneira.

Você precisava manter a aparência de uma mãe amorosa, então se forçou para me ver de vez em quando. No entanto, não era mais divertido porque aprendi a não reagir a você. Você não poderia me machucar. Isso te frustrou e, depois de um ou dois dias conosco, você quis ir para casa.

Você se superou no final. Havia um nível de pesar que eu estava preparada para aguentar, mas então você atacou meu filho, e foi isso. Eu interpretei bem o papel, me comportei como a anfitriã perfeita durante o resto da sua visita. Eu até te dei um beijo de adeus no aeroporto. Mas enquanto eu assistia você caminhar até o portão, eu jurei que na próxima vez que eu te visse, você estaria em seu caixão. E não senti nada além de alívio.

Para namorar homem de 52, jovem de 19 rompe relações com a família, “amor é amor”

Há uma grande diferença de idade entre o casal, mas a alemã Selma Teichmann, de 19 anos, não liga para isso e afirma que o relacionamento dela com Maik Lier, de anos 52, tem o fundamental, que é o amor. Os pais da garota não são a favor do relacionamento e, por isso, cortaram relações com ela.

Tudo começou depois que Selma trabalhou junto com Maik por um breve período. A jovem tinha 18 anos de idade na época e o cinquentão ficou encantado por ela. Ele a adicionou nas redes sociais e passou a enviar inúmeras mensagens que nem sempre eram respondidas. Em entrevista ao portal britânico “Daily Mail”, a alemã diz que com o tempo, a amizade começou a se transformar em amor.

Sentimento mais forte que o preconceito

“Ele começou a me escrever. No começo, não respondia todas as mensagens. Mas, ele era muito insistente e continuou a escrevendo todos os dias”, conta a jovem. Aos poucos, ela foi se abrindo e diz que, quando menos percebeu, passou a trocar mensagens frequentemente com Maik e gradualmente foi se apaixonando por ele. Apesar da proximidade, ela confessa que tentou negar que existia um sentimento por ali a si mesma por diversas vezes.

“Eu escondi meus sentimentos, porque não conseguia admitir para mim mesma que estava apaixonada por ele”, lembra a garota. Porém, a sintonia e os vários interesses em comum fizeram o amor do casal vencer o preconceito. “Nós falamos a mesma língua e temos gostos semelhantes, como por música e desenho”, acrescenta.

Depois de três meses de conversa virtual, eles se encontraram pessoalmente e, desde então, não se separam mais. “Pensamos sobre esta grande diferença de idade no início, mas, para nós dois isso não foi problema. Nossos sentimentos sempre foram mais fortes”, expõe a alemã.

Selma Teichmann, de 19 anos, namora Maik Lier, de 52 anos, e não vê problema com a diferença de idade

Conflitos familiares

O grande problema é a forte desaprovação da família de Selma. Os pais da jovem tentaram separar o casal em diversas ocasiões e os apaixonados ainda tentam provar que o amor que sentem um pelo outro é real. “Durante seis meses escondemos nosso relacionamento, mas minha mãe já suspeitava, então contei tudo a ela”, diz a jovem.

A partir de então, a união da família Teichmann foi abalada. “Atualmente eu vivo com Maik, porque eles não aceitam nosso relacionamento e tentam nos separar. Maik não tem contato com sua família. Seu melhor amigo e meus amigos aceitam nosso relacionamento”, relata Selma. A incompreensão da família, fez com que a filha se separasse dos pais e isso não foi algo fácil.

“Queremos mostrar a todos que estamos felizes nessa relação e que as relações entre pessoas com diferenças de idade não precisam ser escondidas. O amor não tem idade, não tem limites, não tem rótulos. Amor é amor. Não importa o que os outros pensem ou digam. Todo mundo tem o direito de se apaixonar”, desabafa Selma. Os planos dos dois são de se casar e constituir uma família.

Do IG

Veja 10 coisas que você nunca deve dizer por mensagens de Whatsapp

A gente já conversou muito por aqui sobre como uma mensagem de texto pode ser a maneira perfeita de começar uma conversa com a pessoa que você gosta, uma forma de manter as amizades vivas e até de mandar memes e mensagens fofinhas para a família e os amigos. Porém, assim como tudo nesse mundo, existem algumas coisas que a gente não deve falar, jamais, usando esse recurso.

Não deixa de ser um treino de bom senso, né? Ninguém gostaria de ser como Taylor Swift, que viu o seu relacionamento com Joe Jonas terminar em uma ligação de 28 segundos. Ou a própria Carrie Bradshaw, que soube do término por meio de um post-it. Algumas conversas são melhores ao vivo – é uma maneira de considerar a outra pessoa e os seus sentimentos.

Por isso, fique ligada para coisas que você nunca deve dizer por mensagem de texto.

1.Estou doente

Queremos dizer, aqui, que é melhor conversar ao vivo com alguém quando você recebeu uma notícia médica séria. Casos de doenças graves, como um câncer, são melhores dadas cara a cara, principalmente porque não sabemos como a outra pessoa vai reagir – mas, provavelmente, ela vai querer confortar você de alguma forma, e é difícil fazer isso online.

2.Vamos terminar

Esse deveria ser uma regra de etiqueta básica: se você quer terminar um relacionamento, faça cara a cara. Converse honestamente com a pessoa, diga o que você está sentindo e seja sincera no seu desejo de terminar. A gente sabe que muita gente prefere fazer isso pelas redes porque não quer lidar com a reação do outro – ou com a insistência em dar mais uma chance ao relacionamento. Mas se você decidiu terminar, no mínimo tenha o bom senso de fazer isso em uma conversa sincera com a pessoa com quem você dividiu tantos momentos bons.

mensagem de texto© Fornecido por Superela Entretenimento e Informatica S.A. mensagem de texto

3.Eu ainda não superei aquela vez que você…

Uma das piores coisas que você pode fazer por mensagem de texto é relembrar uma briga antiga ou trazer à tona antigos argumentos. Lavar roupa suja pelo Whatsapp nunca é uma boa ideia, porque a chance de vocês entenderem errado o que um ou o outro estão dizendo são enormes. Se existe alguma coisa não resolvida a ser dita, fale isso de frente com a pessoa, ok?

4.A minha senha é…

Enviar senhas por mensagem pode ser perigoso porque você nunca sabe onde essas conversas vão parar. Pode ser que alguém esteja olhando enquanto você digita no ônibus ou enquanto olha as suas mensagens antigas. É melhor manter as suas senhas privadas, a não ser em casos de emergência.

5.*Foto de pênis não solicitada*

Mandar um nude pode ser incrível para um relacionamento. Mas mandar ou receber fotos sem que exista um consentimento (ou seja, sem que a pessoa tenha pedido por essa foto ou vocês tenham um relacionamento que permita esse tipo de troca), não é legal. Evite mandar esse tipo de imagem sem motivo, ok? Ou lide com as consequências.

6.Eu odeio a minha chefe

Quais as chances de você abrir a aba errada para soltar um desabafo sobre a sua chefe? E mandar as críticas e xingamentos para ela própria? Pois bem, se você precisa conversar sobre problemas no trabalho, se quer desabafar com as suas amigas sobre algo que aconteceu no trampo ou alguma coisa que deu errado, faça isso ao vivo – e evite esse tipo de problema.

7.Fulana morreu hoje

Falar que alguém morreu por meio de uma mensagem no Whatsapp é, no mínimo, muito indelicado. Principalmente se a pessoa for alguém próximo, o melhor a fazer é pedir para conversar ao vivo ou, pelo menos, fazer uma ligação para dar a notícia, se não existir outra maneira. A gente nunca sabe como uma notícia dessas pode impactar os outros.

mensagem de texto© Fornecido por Superela Entretenimento e Informatica S.A. mensagem de texto

8.Estou com este problema no trabalho…

Se você tem uma situação no trabalho que precisa ser resolvida com os seus chefes, marque uma reunião e converse com eles cara a cara. Resolver problemas por mensagem de texto é indelicado e antiprofissional – e não vale a pena você se esconder atrás de uma mensagem enviada na noite de sexta-feira e ficar ansiosa até segunda para saber a resposta. Mantenha o seu trabalho no local de trabalho, e resolva o que precisa ser resolvido por lá.

9.Você viu o que fulana fez? *print screen*

Você já deve ter feito isso alguma vez na vida. Viu uma mensagem de uma amiga que você não gostou, tirou um print e jogou num outro grupo. Ou recebeu uma mensagem do namorado que não agradou e precisa de ajuda para responder, por isso fez uma foto e colocou na roda para as amigas opinarem. Assim como desabafar do seu chefe, evite fazer fofocas desse tipo através das redes sociais. Na empolgação do momento, pode acontecer de você errar a janela e mandar a mensagem para a pessoa que é o assunto do momento, e isso só vai gerar um desconforto e discussão.

10.Eu amo você

Se vocês já namoram há um tempo e a frase é comum no relacionamento de vocês, é mais do que normal você soltar um ‘eu te amo’ durante uma conversa no Whatsapp. Agora, se você está em um namoro recente, se começou a sair com a pessoa há pouco tempo e quer se declarar, evite as redes sociais. Você quer que esse momento seja especial e que os seus sentimentos sejam levados a sério. Não custa nada falar em um momento que vocês estejam juntos.

Via MSN.COM

Veja 8 qualidades que te ajudarão em qualquer relacionamento

Grandes negócios são construídos a partir de grandes relacionamentos. Você já se perguntou como algumas pessoas parecem tão naturais e à vontade dentro de uma relação, enquanto outras realmente lutam para mantê-la intacta? Há uma diferença de temperamentos, como a introversão e a extroversão?

Para a psicóloga Sherrie Campbell, talvez sim. Em artigo publicado na Business Insider, ela defende que a abordagem dos relacionamentos é diferente entre introvertidos e extrovertidos, mas todos têm como base as mesmas crenças fundamentais (listadas abaixo). Esses pilares, segundo ela,  são necessários para qualquer pessoa que queira manter um bom relacionamento.

1. Não deixe seu passado te definir

Todos têm um passado. Mas quando alguém não consegue aceitá-lo, superá-lo ou perdoá-lo, o passado pode causar um impacto negativo nas relações do presente. É preciso usar suas experiências para crescer e parar de repetir certos padrões improdutivos.

Somos responsáveis pelas nossas próprias vidas. É imperativo reconhecer e trabalhar para amadurecer os aspectos menos refinados de nossa personalidade, onde tendemos a compensar excessivamente pelas inseguranças desenvolvidas.

Use o seu passado para mudar seu futuro positivamente. Estabeleça a autoconsciência necessária para criar relacionamentos benéficos e, ao mesmo tempo, recíprocos.

2. Saiba quem você é

Para ter bons relacionamentos, é preciso ter profundidade emocional. Para encontrar essa profundidade, não se pode ter medo de mostrar suas imperfeições. Quando aceitamos isso, esperamos menos perfeição de nós mesmo e desistimos de exigir perfeição dos outros também.

Quando se é autêntico, não é preciso preciso se esforçar tanto para passar uma boa imagem aos olhos dos outros. Podemos nos apresentar como quem e o que somos, inclusive com defeitos. Quando uma de nossas falhas se torna um problema, precisamos reconhecê-la com propriedade, um pedido de desculpas e um plano para fazer com que isso não aconteça de novo. Quando sabemos quem somos, podemos nos autocorrigir, o que nos ajuda a construir confiança.

3. Seja independente

Uma pessoa autossuficiente é o melhor tipo de pessoa para se relacionar. Depender demais dos outros para se sentir valorizado faz com que você seja uma pessoa difícil de se conviver.

É responsabilidade de cada um se sentir bem o suficiente consigo mesmo. Não se pode entrar em relações e colocar a responsabilidade do seu sucesso ou da sua felicidade no colo de outra pessoa. É preciso entender que cada pessoa com a qual você se relaciona também é responsável pelo seu próprio sucesso e felicidade.

A fórmula para ter uma relação bem sucedida é: nós cuidamos de nós mesmos e esperamos que as outras pessoas, em troca, cuidem de si mesmas. Desta forma, cada indivíduo pode se oferecer como um ser completo, inteligente, educado e responsável.

4. Contribua mais, critique menos

Uma das razões mais comuns para pessoas terminarem relacionamentos é o sentimento de que alguém está tentando mudá-las. Relações não funcionam sob críticas constantes.

Quanto mais focarmos em inspirar, mais provável é que outras pessoas manifestem a mudança que desejamos para elas. Quanto mais colocamos as pessoas para baixo e ignoramos o que elas estão fazendo de certo, mais infelizes, improdutivas e rígidas elas se tornarão. Quando contribuímos positivamente ao invés de criticar, a motivação é diferente; damos informação às pessoas para ajudá-las, e não mudá-las para que sirvam a nós.

Quando pensamos assim, as mudanças que inspiramos nas outras pessoas são produtivas: todas as partes envolvidas querem as mudanças, incluindo a pessoa que está mudando.

5. Se mostre vulnerável

Uma das melhores formas de estabelecer relações positivas é sendo vulnerável. Quando as pessoas nos veem como perfeitos, acabamos por parecer menos acessíveis e mais intimidadores. Isso não é bom para a construção de um relacionamento.

Precisamos nos permitir ser vulneráveis. Deixar nossos defeitos transparecerem torna mais fácil a conexão com as outras pessoas. Quando mostramos nossas vulnerabilidades, os outros se sentem mais abertos a expressar seus próprios medos de serem recriminados. Por que nos abriríamos a alguém que não é aberto sobre si mesmo? É necessário que nós permitamos que os outros deem uma olhada na nossa humanidade. Esse tipo de postura ajuda a construir uma confiança que não pode ser alcançada nem mesmo com mil palavras.

6. Seja generoso

Construir e nutrir conexões profundas é a melhor maneira de fazer um negócio crescer. Nutrir significa doar. Devemos doar de bom grado, e não fazendo com que aquele ato pareça um enorme e indesejado sacrifício para quem o recebe. Podemos encarar essa doação de duas formas: sendo amargos e pensando que estamos sacrificando algo que não queremos compartilhar; ou fazendo isso generosamente e enxergando a atitude como algo positivo e necessário que beneficia todas as partes, incluindo nós mesmos.

Esta mudança em nossa mentalidade nos permite doar sem parecermos hostis e ressentidos. Quando fazemos assim, conseguimos apreciar a ajuda que oferecemos a uma pessoa para que ela se torne mais bem sucedida. Pessoas em bons relacionamentos são capazes de se elevar mutuamente.

7. Deixe algumas coisas para lá

O perdão é a marca de um relacionamento saudável. Não podemos ser bons com as pessoas se guardamos rancor. Não há nada de produtivo em punir continuamente uma pessoa fazendo-a se sentir culpada ou envergonhada por um erro do passado.

Se alguma coisa imperdoável aconteceu, apenas corte laços com aquele indivíduo e siga em frente. Se um relacionamento não pode se manter intacto após um erro, devemos ter em mente que as pessoas não podem trabalhar para o seu pleno desempenho se estamos de olho em cada pequena falha que eles cometem, ou cada coisinha que eles não estão fazendo corretamente.

Em poucas palavras: não podemos criar pelo em ovo em nossos relacionamentos. Precisamos deixar espaço para imperfeições e fraquezas e fazer o possível para ajudar as pessoas nessas áreas.

8. Seja descontraído

Relacionamentos muito sérios não são lá muito agradáveis. Claro, negócios são um assunto sério, mas para construir times bem sucedidos e desenvolver boas relações pessoais mesmo no trabalho, o ambiente deve ter um ar descontraído.

Transforme o trabalho em algo que você e os outros se animem em participar. Faça esforço para que reuniões, viagens de negócio e outros compromissos sejam tão interessantes e agradáveis quanto possível. O humor conecta as pessoas porque é espontâneo e impulsivo. É divertido compartilhar experiências e memórias positivas com seus colegas de trabalho, assim como é importante sorrir e ser amigável.

Descubra por que você não deve falar detalhes da vida sexual para as amigas

Sair com as amigas e colocar o papo em dia é tudo de bom. Trabalho, relacionamento, filhos, sonhos… são tantos assuntos que se tem para compartilhar, mas querendo ou não sempre tem um tema que costuma render: sexo! Claro que isso não deve ser tabu, no entanto será que é bom dar detalhes íntimos da vida sexual para outras pessoas?

Na fase da adolescência, os hormônios estão a flor da pele e como o sexo, amor e relacionamento são novidades é comum compartilhar as primeiras experiências da vida sexual . “Todos estão animados e energizados com essas novas experiências, e por causa da imaturidade, é comum contar tudo”, afirma a escritora Jackie Pilossoph em artigo ao portal “Huffington Post”.

Caso sério ou indefinido?

Para a especialista, quando se trata de um relacionamento casual é natural falar apenas do sexo para as amigas, pois a relação costuma se resumir a isso. E quando você se apaixona, as “regras” do que se pode contar mudam? Segundo Jackie, claro que sim! Ela explica que expondo a intimidade, consequentemente você acaba expondo o parceiro que ama.

O relacionamento deve ser construído nos detalhes e os momentos íntimos devem ficar apenas entre o casal, assim a relação se torna algo mais profundo e significativo. “Compartilhar sua vida sexual é desrespeitoso com a outra pessoa. Como você acha que o parceiro se sentiria se soubesse que você estava discutindo detalhes íntimos de vocês?”, indaga Jackie.

Sem dúvidas, é vergonhoso saber que alguém que você confia está falando para outras pessoas sobre o desemprenho que você tem na cama. Ah, não precisa ser radical e simplesmente não tocar no assunto, às vezes é preciso desabafar, mas evite contar os detalhes sórdidos do momento a dois.

Saber o que compartilhar

Falar das escapadas que tiveram no elevador, as posições sexuais diferentes que experimentaram e fazer algum tipo de avaliação do cara na cama são alguns dos assuntos que você deve evitar (e ele também quando estiver na roda de amigos).

Além de serem coisas que normalmente as pessoas não querem ouvir, quando as suas amigas encontrarem vocês juntos, provavelmente elas vão olhar para ele e se lembrar da conversa que tiveram (quem nunca?).

A escritora ressalta que há tipos de coisas que os verdadeiros amigos querem ouvir, como saber se você está curtindo a vida, se o relacionamento anda bem e se está se sentindo amada e feliz. Percebeu que em boa parte dos assuntos o sexo já está implícito? Ou seja, compartilhe o que quiser, mas deixe os detalhes da vida sexual de lado.

O que faz alguém ser atraente? A ciência responde

Não é um número de manequim, a cor dos olhos e muito menos os acessórios que você está usando. A ciência mostra que para garantir a atração inicial talvez o melhor truque seja cuidar da saúde

Como os animais, no primeiro momento nosso objetivo é buscar o melhor parceiro para procriar. Um bom reprodutor tem traços e padrões que garantem uma boa saúde. Assim, quanto mais saudável, mais atraente” – Mario Louzã, psiquiatra da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo

Um estudo publicado na revista Appetite mostrou que homens que comiam bastante alho pareciam mais atraentes. O teste foi feito com 14 mulheres avaliando 42 homens. Soa maluco, até porque pensamos no bafo que isso pode causar, mas a ciência explica que o alho aumenta os níveis de antioxidantes no corpo e mata bactérias prejudiciais, evidenciando que os comedores de alho prezam pela saúde.

A mesma coisa aconteceu em uma pesquisa feita pela Universidade de Sidney, na Austrália, onde 43 homens que tinham uma dieta rica em carotenoide (pigmento que existe na abóbora, cenoura, damasco, etc.) pareceram mais atraentes. O carotenoide estimula o sistema imunológico e é associado a baixos níveis de infecção. Vai ter um encontro? Comece já a comer abóbora com alho para ver se ajuda.

Sorrir também cai bem

Um estudo publicado na revista PLOS que os dentes podem deixar você mais atraente, se estiverem limpos. Fazendo testes com 150 voluntários, pesquisadores notaram que analisamos a condição dos dentes do pretendente para ter noções de higiene, envelhecimento e doenças. Além disso, a mesma região do cérebro que é ativada quando recebemos uma recompensa é usada quando vemos um rosto agradável e essa resposta é reforçada por uma expressão facial sorridente. Então, não esqueça o fio dental e dê umas risadas. “As emoções no rosto são uma forma de comunicação, sabemos reconhecer os estados emocionais na face do outro. Essa decodificação é essencial para o convívio, um sorriso mostra que a pessoa está mais aberta, mais disponível, causa uma resposta positiva”, diz Louzã.

Tem a tal da química

A atração pode acontecer devido ao antígeno leucocitário humano (HLA, em sigla em inglês), segundo um estudo publicado na Nature . É algo como “os opostos se atraem”: buscamos quem tenha HLA diferente do nosso. Os cientistas descobriram que quanto maior a diferença entre os antígenos de um casal, maior o desejo e a satisfação sexual. E mais uma vez, nosso corpo busca por sinais de saúde. Casais com HLA distintos aumentam a possibilidade de seus descendentes serem resistentes a um número maior de doenças. Uma curiosidade: detectamos um HLA diferente do nosso pelo olfato. O nariz é um guru do amor.

Vermelhou, a paixão

Nem só com a saúde paqueramos. O cérebro também acaba caindo em alguns truques durante a atração. Por exemplo, uma pesquisa publicada no Personality and Social Psychology , provou que usar vermelho aumenta as chances de sucesso em um encontro. Mostrando imagens da mesma mulher com diferentes cores de roupa, os homens afirmaram que ao usar vermelho ela parecia mais atraente e desejável. Além do fator cultural, que nos faz associar vermelho à paixão e ao fogo, cientistas afirmam que é em parte biológico, primatas (como babuínos e chimpanzés) também se atraem sexualmente pela cor.

A grama da vizinha sempre é mais verde

A coisa mais atraente em um homem pode ser uma mulher bonita.

Um estudo publicado na revista Evolutionary Psychology mostrou que mulheres acham que homens acompanhados por parceiras atraentes são mais desejáveis, inteligentes, confiáveis, bem-humorados, ricos e atenciosos, um pacote completo. Calma, isso não quer dizer que as mulheres querem roubar o namorado das colegas. Segundo os cientistas, o que acontece é que as mulheres deduzem que homens precisam ter todas essas qualidades para conseguir ficar com uma mulher atraente.

Nós confiamos mais naqueles com rostos parecido com os nossos, segundo pesquisa da Universidade de Stirling . É narcisismo?

 Os truques garantem um relacionamento?

As regras podem funcionar em um primeiro momento, por ser instintivo. A partir disso, você começará a fazer análises mais racionais e a pessoa precisará de mais conteúdo” – Marilena Bigoto, psicóloga especialista em desenvolvimento humano

Muitos outros fatores interferem na hora de criar um vínculo. Mesmo que você tenha sorte no “approach” inicial, seu tom de voz, sua personalidade e suas atitudes serão analisadas durante o encontro.

Além disso, pode acontecer de você não estar disposto no dia, estar de mau humor. “Não podemos esquecer que os seres humanos são diferentes. Até nossos instintos funcionam de forma diferente e se fosse fácil assim, bastava todo mundo ir ao dentista e usar vermelho. Vale a pena testar para aproximação inicial, mas não crie grandes expectativas”, diz Bigoto.

E homem com cachorro?

Até aquelas histórias que damos como certas são mitos: “homens que andam com cachorros são mais atraentes” ou “quem usa aliança fica mais cobiçado”. “Não existem estudos que expliquem estes comportamentos específicos. Analisamos a dinâmica psicológica das pessoas. Nos atraímos por quem se encaixa no tipo de relacionamento que buscamos”, explica Louzã.

Se você quer um parceiro companheiro, pode se encantar ao ver ele brinca com cães. Se busca um pai/mãe para família, vai se derreter com o pretendente pegando crianças no colo. Se busca um desafio, pode se antenar nos comprometidos.

Do UOL

O que separa um namorado médio de um grande homem na sua vida?

O verdadeiro amor é aquele em que vocês podem ser vocês mesmos, autênticos e a admiração exista para que vocês sejam assim do jeito que são

Muitos homens podem passar pela sua vida, mas poucos podem ter o status de um que vai ocupar o posto de um grande parceiro. Por mais que todo mundo saiba que hoje em dia o importante é fazer ser eterno enquanto dure, há sempre uma forma de diferenciar um cara que é para ser importante de outro que não. Fique atenta aos detalhes a seguir.

Descubra se ele é o cara

1) Não comparar com o namorado da amiga

São nos pequenos detalhes e gestos que moram as grandes conquistas. E quando seu companheiro decide que ele quer estar ao seu lado a qualquer custo, não é preciso muito para prová-lo. Com atitudes simples e demonstrações do dia a dia, você vai perceber. Não há uma receita exata, nem dá para compará-lo com os namorados de outras pessoas para ter parâmetro.

2) Perceber quais são os valores importantes para os dois

Se você quer ter a certeza de que ele é o seu par ideal, faça uma lista com os seus valores e sonhos mais importantes, o que deseja realizar como mulher, como profissional, como ser humano, e depois se questione sobre qual é o papel dele em cada etapa. Seu parceiro se encaixa nos seus objetivos de vida ou não?

3) Saber quanto o outro está disposto a compreendê-la e ser uma pessoa melhor

Reflita se a relação te inspira a ser uma pessoa melhor e se com ele você é a sua melhor versão. Se ele aprecia, reconhece e agradece o seu apoio e vice-versa. Ele realmente sente que você o torna uma pessoa melhor, porque o ajuda a perseguir seus objetivos.

4) Avaliar sua própria postura como namorada

Não se pode ser sempre feliz, é verdade, há dias em que se está mais triste do que outros. Mas felicidade é outra coisa. É um estado permanente, que você sente no seu corpo, na sua alma e no seu pensamento. Ele faz você se sentir assim?

casal amor namoro 216 400x800

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA

5) Não criar falsas expectativas

Para onde está caminhando a relação? Todo relacionamento tem passado, presente e futuro. Viver o agora é realmente muito bonito, ter recordações também, mas vocês têm planos para o futuro? O que querem das suas vidas e da relação?

6) Não achar que vai conseguir transformá-lo

O verdadeiro amor é aquele em que vocês podem ser vocês mesmos, autênticos e a admiração exista para que vocês sejam assim do jeito que são. Um grande par é aquele que ajuda a crescer, e no qual ambos crescem juntos, sem a necessidade de mudança ou expectativa de que o outro reaja de forma diferente.