Ladrões sequestram motorista, roubam carga de cerveja avaliada em R$ 300 mil e são presos

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Motorista passou a noite amarrado e sendo ameaçado por dois suspeitos armados em uma região de mata. A carga de cerveja foi descarregada em uma distribuidora

Quatro homens foram presos na manhã desta quinta-feira (31), no Bairro Jardim Glória, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, suspeitos de sequestrar motorista e roubar o caminhão que ele dirigia com uma carga de cerveja avaliada em R$ 300 mil. O sequestro ocorreu na quarta-feira (30).

De acordo com a Polícia Militar, o motorista foi abordado pelos criminosos enquanto transportava a carga.

Ele foi levado para uma região de mata às margens da Rodovia dos Imigrantes (BR-070), em Cuiabá, onde ficou amarrado e sendo ameaçado por dois suspeitos armados até ser encontrado pelos policiais nesta quinta-feira.

Caminhão roubado foi encontrado no galpão de uma distribuidora — Foto: Brígida Mota/TVCA

A polícia contou que estava fazendo rondas no Bairro Jardim Glória quando viu o caminhão roubado entrando em um galpão de uma distribuidora.

No local, os suspeitos descarregaram as caixas de cerveja. Ao sair do galpão, um dos suspeitos que conduzia o caminhão foi abordado e, durante entrevista, confessou o roubo.

O suspeito também informou onde estava a vítima. Além dele, outros dois suspeitos de participação no sequestro e o dono da distribuidora foram presos em flagrantes.

Via G1

Leia também

Falso delegado é preso após assaltar casa no DF e fugir com armas e munições

Revista - https://revista.painelpolitico.com

Em maio, homem se identificou como policial e invadiu residência em Taguatinga. Ele tinha seis mandados de prisão em aberto por roubo e estava foragido há 15 anos

Um falso policial que se passou por delegado para assaltar uma casa, em Taguatinga, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (1º). O suspeito foi detido em um ônibus, no Distrito Federal, que saiu do Rio Grande do Norte com destino a Brasília.

Segundo as investigações, Edson Alves de Lima e o comparsa Aldair de Lima cometeram o crime em maio. “Eles estavam bem vestidos, com armas em punho, se identificaram como policiais e foram entrando na casa”, afirmou o delegado Fernando Cocito, que investiga o caso.

Na abordagem às vítimas, a dupla encontrou duas armas de fogo que pertenciam ao proprietário da casa – um revólver calibre 44 e uma pistola calibre 380. Em seguida, os suspeitos anunciaram o assalto e trancaram a família em um dos quartos. Ninguém se feriu.

Os autores fugiram levando as armas do morador e cerca de 100 munições. Aldair foi preso três semanas após o crime, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do DF. Segundo a polícia, ele estava com uma das pistolas roubadas.

Já o suspeito detido nesta quinta (1º), Edson de Lima, tinha seis mandados de prisão em aberto, sendo cinco pela prática de roubo. Ele estava foragido há 15 anos e usava documentos falsos.

G1/DF

Ladrão invade casa em BH, rouba dinheiro e esconde mais de R$ 6.000 no ânus

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Vítima de 78 anos foi feita refém no bairro Colégio Batista; quantia foi colocada dentro de plástico antes de ser escondida

Um roubo a uma casa no bairro Colégio Batista, na região Leste de Belo Horizonte, nessa quinta-feira (6), terminou de uma forma, no mínimo, inusitada. Após invadir uma casa e fazer o morador refém, um ladrão de 47 anos foi preso com a quantia roubada. O dinheiro, mais de R$ 6.000 em notas trocadas, estava no ânus do bandido.

Conforme consta no registro da Polícia Militar, o idoso de 78 anos contou que saiu da residência, localizada na rua Machado, para ir à padaria e, ao retornar, se deparou com o criminoso já dentro do imóvel. Com uma arma de pressão apontada para a cabeça, a vítima foi mantida em cárcere privado em um dos quartos. O suspeito pegou aproximadamente R$ 6.674, um relógio e fugiu pelos fundos da casa. O idoso não ficou ferido.

“Fomos acionados e, durante rastreamento, conseguimos localizá-lo perto do aglomerado Pedreira Prado Lopes. Fizemos a primeira busca e nada foi encontrado. Deslocamos da região e, já na delegacia, em uma segunda busca mais minuciosa percebemos que o autor tirou um plástico do ânus. Dentro desse plástico estava o dinheiro”, explicou o aspirante Elias Rocha Júnior, do 16 Batalhão.

O restante da quantia e o relógio foram encontrados no tênis e bolso da calça do ladrão. O criminoso, que segundo a polícia já tinha antecedentes criminais por furto, foi encaminhado à Delegacia de Plantão 1 (Deplan).

Carolina Caetano – O Tempo

Ladrões deixam Nova Mamoré sem internet e roubam agência do Bradesco; banco não informou valores

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Marginais cortaram cabos de fibra óptica e, com isso, sistema de monitoramento da agência parou de funcionar

Uma agência do banco Bradesco foi roubada durante madrugada desta terça-feira (4) no Centro de Nova Mamoré (RO), a pouco mais de 300 quilômetros de Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), os suspeitos cortaram os cabos de fibra óptica da cidade para interromper o sinal de internet e paralisar o sistema de videomonitoramento. Com a falta de comunicação na cidade, os bandidos invadiram a agência e roubaram o dinheiro do cofre. O valor levado ainda não foi divulgado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), funcionários de uma empresa que fornece internet na região acionaram a polícia depois de notarem que ladrões tinham cortado os cabos de fibra óptica da cidade. Em consequência, Nova Mamoré ficou sem internet e os bancos tiveram o monitoramento de segurança interrompido.

Em seguida a guarnição passou a fazer rondas e, nas proximidades do Bradesco, um vigilante de um comércio chamou os policiais e contou que notou uma movimentação suspeita no local.

Além disso, o homem relatou que viu dois carros, com as placas viradas, saindo da frente do banco em alta velocidade.

Ao ir até o banco, a PM constatou que os suspeitos quebraram uma parede e tiveram acesso ao interior da agência através da cozinha. Eles cortaram a fechadura e violaram a lateral do cofre onde o dinheiro fica guardado.

O dinheiro do cofre foi levado, mas ainda não se sabe o valor levado pelo grupo. Ninguém foi preso pelo roubo e a Polícia Civil segue investigando o caso.

Do G1

Garçonete devolve dinheiro que roubou em restaurante nos EUA após mais de 20 anos

Atitude da ex-funcionária comoveu dona de restaurante no Arizona, que gostaria de devolver o dinheiro.

A proprietária de um restaurante no Arizona, sul dos Estados Unidos, recebeu uma carta de uma ex-garçonete com US$ 1000 e um pedido de desculpas escrito à mão. Ela tinha roubado o dinheiro há mais de 20 anos.

A mulher tinha trabalhado no restaurante “El Charro”, em Tucson, nos anos 1990, enquanto ainda estava na universidade, de acordo com a CNN.

“Um dos garçons com quem eu trabalhei me encorajou a esquecer de contabilizar alguns drinques e guardar o dinheiro. Por alguma razão estúpida, eu fiz isso”, afirmou a mulher, que assinou o bilhete apenas como “ex-funcionária agradecida”.

“Felizmente, eu era uma garçonete terrível e todos vocês me demitiram antes que [o montante roubado] pudesse chegar a algumas centenas de dólares no total”, disse, sem precisar o quanto desviou da patroa.

“Eu cresci na igreja. Eu nunca tinha roubado um centavo antes, nem fiz mais isso desde então”, declarou a ex-funcionária.

“Já faz 20 anos, mas ainda carrego muito remorso. Sinto muito que roubei de você. Por favor, aceite minhas desculpas e este dinheiro como um reembolso, com mais de 20 anos de juros. Que Deus abençoe você e sua família para sempre”, conclui.
A proprietária Carlotta Flores, que não conseguiu identificar a ex-funcionária, disse à CNN que a carta a comoveu profundamente e que gostaria de enviar o dinheiro de volta. Alguns de seus gerentes também choraram depois de ler a mensagem.

“Eu tive minha bolsa roubada e isso renovou a fé que tínhamos muitas pessoas boas por aí”, disse a proprietária a uma afiliada da CNN.

Fonte: g1

Homens se passam por policiais e roubam mais de R$ 23 mil de correspondente bancário em Jaru, RO

Crime aconteceu na manhã desta terça-feira (31) em um estabelecimento da cidade. Nenhum suspeito foi preso pelo crime.

Dois homens armados se passaram por policiais civis e roubaram mais de R$ 23 mil de um correspondente bancário, nesta terça-feira (31), no Setor 1 de Jaru (RO), a 290 quilômetros de Porto Velho. Segundo boletim policial, os suspeitos usaram roupas pretas parecidas com a da polícia para poder entrar no estabelecimento.

De acordo com ocorrência registrada pela Policia Militar (PM), dois homens armados com revólver chegaram na porta do comércio na Avenida Brasil, se identificaram como policiais civis e renderam a vítima, dizendo que só queriam dinheiro.

O empresário de 45 anos disse aos policiais que foi forçado a abrir o cofre e a entregar R$ 23.676,66 do saldo caixa do correspondente bancário da Caixa Econômica, mais R$ 200 do caixa da loja, cartão magnético e oito folhas de cheques da Caixa e fugiram.

Os policiais realizaram patrulhamento, mas não localizaram os suspeitos. A ocorrência foi registrada e apresentada ao delegado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) em Jaru. Ninguém foi preso pelo crime.

Fonte: g1

Travesti rouba carro de cliente após ele se recusar a pagar o programa

Homem procurou a polícia para tentar recuperar o veículo. Ao ser localizada, a travesti contou que teve que pagar até o motel

Após encontro com uma travesti de 20 anos, em um motel de Sinop (500 km de Cuiabá), um homem de 38 anos não pagou o programa e o caso acabou na delegacia do município. De acordo com boletim de ocorrência, o homem procurou a polícia na madrugada deste domingo (08) para prestar queixa contra a travesti, que segundo ele teria o agredido fisicamente e roubado seu carro Ford Ka de cor branca.

A guarnição realizou rondas próximo ao local do fato e encontrou a travesti dirigindo o veículo na avenida Itaúbas, no bairro Jardim Palmeiras. Consta na ocorrência, que ao ser abordada a travesti não possuía nenhum documento pessoal, e que ela negou se identificar.

No carro havia uma carteira sem dinheiro com os documentos pessoais do denunciante. A travesti relatou à polícia que o homem tinha contratado seus serviços e a levado para o motel, porém após o programa ele não arcou com as despesas.

“Eu tive que pagar até o motel, então ele me pediu para acompanhá-lo até sua residência, só que quando eu disse que tudo ficaria mil reais, ele se recusou a pagar. Daí eu o agredi e deixei ele em frente o cemitério da cidade, depois eu fiquei rodando com o veículo”, conta a travesti.

Segundo a PM, depois de muita insistência a acusada revelou sua verdadeira identidade. O veículo foi encaminhado para o guincho e a travesti foi levada para a Delegacia Civil.

Fonte: metropoles

Vigilante de banco no RJ rende gerente e rouba R$ 700 mil

De acordo com o texto da empresa, “uma das linhas de investigação da Polícia Civil é que ele tenha sido coagido por bandidos a cometer o delito ou esteja passando por um distúrbio psicológico

Um segurança uma agência bancária do Santander do Rio rendeu a gerente e roubou R$ 700 mil do cofre do estabelecimento, na noite dessa quarta-feira (9) na Rua Conde de Bonfim, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

De acordo com o G1, a vítima prestou depoimento na 19ª DP (Tijuca) e disse que, além do dinheiro, foram levadas três armas e o celular dela. A funcionária contou que foi rendida pelo suspeito, Matheus de Sousa Monteiro, e que foi feita refém quando abria o cofre da agência.

O caso foi registrado na delegacia e policiais da unidade deram início a diligências para tentar capturar o vigilante.

Em nota, a empresa Sunset Vigilância, para qual o funcionário trabalhava, disse que “está dando toda assistência para a família do funcionário suspeito de participar do roubo”.

A empresa “assegurou” que o cliente (Banco Santander) não sofrerá nenhum prejuízo. “A Sunset possui seguro contra roubos e ressarcirá o banco de eventual perda patrimonial”, diz o texto.

A Sunset diz ainda a que “o vigilante em questão serviu ao Exército Brasileiro durante cinco anos e estava há seis meses na Sunset, sem nunca ter apresentado qualquer tipo de comportamento inadequado aos padrões da empresa”.

De acordo com o texto da empresa, “uma das linhas de investigação da Polícia Civil é que ele tenha sido coagido por bandidos a cometer o delito ou esteja passando por um distúrbio psicológico. O vigilante em questão é morador do bairro de São Cristóvão e seu paradeiro até o momento é desconhecido”.

Fonte: noticiasaominuto

Bandidos roubam carga de celulares avaliada em R$ 3,4 milhões em aeroporto no RJ

A ação dos criminosos foi flagrada pelas câmeras de segurança do local. Procurada, nem a PM nem a Polícia Civil ainda se pronunciaram sobre o caso

Uma carga de celulares da Samsung avaliada em US$ 1 milhão – cerca de R$ 3,4 milhões – foi roubada no último domingo (15) do terminal de cargas do Aeroporto Internacional do Galeão, na Ilha do Governador, na zona norte do Rio. Os aparelhos modelo S9, que custam quase R$ 4 mil cada, ainda nem estão disponíveis nas lojas do estado.

De acordo com o Sindicarga (Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário e Logística do Rio de Janeiro), os rastreadores dos aparelhos indicam que a mercadoria foi levada para a favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, na zona norte. A mercadoria veio do Espírito Santo. Um caminhão blindado seria usado para buscar a carga no aeroporto.

Ainda de acordo com o Sindicarga, esse foi o segundo roubo ocorrido no Rio em menos de uma semana. Na semana passada, o alvo foi uma carga da Apple avaliada em R$ 2 milhões. As mercadorias foram roubadas do mesmo terminal de carga no Galeão.

A ação dos criminosos foi flagrada pelas câmeras de segurança do local. Procurada, nem a PM nem a Polícia Civil ainda se pronunciaram sobre o caso.

O UOL também entrou em contato com o consórcio RIOGaleão, mas a empresa ainda não se posicionou sobre o crime.

Fonte: uol

Câmara pode votar hoje MP do Refis Rural e projeto que aumenta pena para roubo com uso de explosivo

O Plenário da Câmara dos Deputados podem votar hoje a Medida Provisória 803/17, que prorroga de 28 de fevereiro para 30 de abril o prazo final de adesão ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR), também chamado de “Refis Rural”.

O PRR permite o parcelamento, com descontos, de débitos de produtores rurais com a contribuição social de 2,1% sobre a receita bruta, conhecida popularmente como Funrural.

Após acordo com o governo, a relatora, senadora Simone Tebet (PMDB-MS), manteve na medida provisória apenas a prorrogação da adesão, retirando os dispositivos que tratam do PRR. Ela afirma que eles foram incorporados à Lei do Refis Rural.

Esta é a quarta vez nos últimos meses que o Congresso Nacional discute o prazo de adesão ao programa de renegociação do Funrural (veja quadro ao abaixo).

Após ser votado na Câmara, o texto ainda precisa passar pelo Senado. A MP tem validade até o dia 8 de março.

Pauta da segurança
Os deputados podem votar hoje também o projeto de lei que aumenta as penas para uso de explosivos em furto ou roubo (PL 9160/17).

No caso do furto, cuja pena geral é de reclusão de 1 a 4 anos, o crime de empregar explosivos ou de furtá-los passará a ser punido com 4 a 10 anos.

Já o roubo de explosivos passará a ser penalizado com aumento de 1/3 à metade da pena geral de reclusão de 4 a 10 anos. Para o roubo realizado com arma de fogo ou com uso de explosivos, o agravante será de 2/3 da pena cominada.

Fonte: agenciacamara