Prefeitura de São Paulo teria dado ordem para subnotificar COVID-19 em 37 postos de saúde

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

CNN Brasil divulgou e-mails que mostram as determinações

A CNN Brasil divulgou há pouco que a prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Saúde e de uma organização social de saúde, chamada Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam), que é responsável pela gestão de 37 unidades públicas de saúde da cidade, notifique que apenas casos de profissionais da saúde com queixa respiratória sejam comunicados oficialmente ao Governo Federal.

O Cejam conta com mais de 80 serviços e programas de saúde nos municípios de São Paulo, Mogi das Cruzes, Rio de Janeiro, Embu das Artes e Campinas. Na capital paulista, gerenciam os serviços de saúde do bairro Jardim Ângela e Capão Redondo, na zona sul, totalizando 30 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 164 equipes, atendendo cerca de 614 mil habitantes nas duas regiões. O Cejam também conta com sete serviços de Assistência Médica Ambulatorial (AMA).

Para o infectologista Jean Gorinchteyn, essa orientação do Cejam aos postos de saúde que ela administra aumenta a possibilidade de casos subnotificados do COVID-19. “O Ministério da Saúde está realmente otimizando, assim como Secretarias de Estado da Saúde, o maior número de testes possíveis que vão ser realizados na população que apresente menos sintomas, portanto não obrigatoriamente necessitando internação. Por enquanto, casos que estão sendo revelados pelas estatísticas revelam tão somente os casos que foram internados, assim como aqueles que evoluíram a óbito. Os demais casos, que devem ser milhares, ainda não foram identificados.”

Leia a reportagem completa na CNN Brasil

Infectado com coronavírus aos 28 anos, médico perde a mãe e a avó em três dias

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Ele trabalha no Hospital São Paulo, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e em outros serviços públicos

Nas últimas duas semanas, o coronavírus afetou gravemente a família do médico Douglas Sterzza Dias, 28 anos. Em três dias, ele perdeu a mãe e a avó. Um tio está na UTI. Outro já sente falta de ar. “É notícia ruim atrás de outra pior”, disse Douglas, também infectado, ao blog.

Ele trabalha no Hospital São Paulo, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e em outros serviços públicos. Em um depoimento contundente, Douglas descreve as dores emocionais e os danos físicos provocados pela covid-19.

A família reunida em dia de festa. Douglas com a avó Iracema, o pai Claudinei e a mãe Rita de Cássia. As duas morreram por complicações decorrentes da infecção pelo coronavírus (Foto: Arquivo pessoal/UOL VivaBem)

O jovem médico, que faz residência em cirurgia vascular, precisou interromper a quarentena para enterrar a mãe. Sozinho, sem ter ninguém para abraçar, viu o caixão ser transferido do carro funerário direto para a cova. “Para a minha família não foi uma gripezinha”.

Para ler a matéria completa no Viva Bem do UOL clique aqui.

Infectado com coronavírus aos 28 anos, médico perde a mãe e a avó em três dias

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Ele trabalha no Hospital São Paulo, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e em outros serviços públicos

Nas últimas duas semanas, o coronavírus afetou gravemente a família do médico Douglas Sterzza Dias, 28 anos. Em três dias, ele perdeu a mãe e a avó. Um tio está na UTI. Outro já sente falta de ar. “É notícia ruim atrás de outra pior”, disse Douglas, também infectado, ao blog.

Ele trabalha no Hospital São Paulo, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e em outros serviços públicos. Em um depoimento contundente, Douglas descreve as dores emocionais e os danos físicos provocados pela covid-19.

A família reunida em dia de festa. Douglas com a avó Iracema, o pai Claudinei e a mãe Rita de Cássia. As duas morreram por complicações decorrentes da infecção pelo coronavírus (Foto: Arquivo pessoal/UOL VivaBem)

O jovem médico, que faz residência em cirurgia vascular, precisou interromper a quarentena para enterrar a mãe. Sozinho, sem ter ninguém para abraçar, viu o caixão ser transferido do carro funerário direto para a cova. “Para a minha família não foi uma gripezinha”.

Para ler a matéria completa no Viva Bem do UOL clique aqui.

Einstein afastou 348 profissionais e tem 13 internados por coronavírus

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

O Einstein não é o único hospital com profissionais contaminados. No Sírio-Libanês há, desde fevereiro até esta segunda, 104 profissionais infectados pela Covid-19

Desde fevereiro, quando foi registrado o primeiro caso de Covid-19 no país, a doença já provocou o afastamento de 348 profissionais do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Desses, 13 estão internados.

Entre os 15 mil colaboradores do Einstein, 169 dos que foram infectados são profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Já retornaram ao trabalho 47 desses profissionais”, diz, em nota, o hospital.

O primeiro caso da infecção pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 foi confirmado em 26 de fevereiro. Tratava-se de um homem de 61 anos que tinha viajado para a Itália e foi tratado no hospital Albert Einstein.

O Einstein não é o único hospital com profissionais contaminados. No Sírio-Libanês, também em São Paulo, há, desde fevereiro até esta segunda (30), 104 profissionais infectados pela Covid-19.

A contaminação de profissionais de saúde é uma das preocupações na pandemia de coronavírus. Os países que concentram os casos, como Itália, Espanha e China, tiveram problemas para atender pacientes, em parte, por sofrer baixas na linha de frente do enfrentamento ao vírus. Via Folhapress

Patrão mata jovem por conta de R$ 200 e ‘esquece’ dedo na cena do crime

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Patrão teria avisado o jovem que voltaria para matá-lo após discussão. Crime ocorreu em Praia Grande, no litoral paulista, e segue sendo investigado pela Polícia Civil

Um ajudante de pedreiro de 24 anos foi morto a facadas na frente da mãe após reclamar com o patrão sobre atraso de salário em Praia Grande, no litoral de São Paulo. O criminoso fugiu deixando seu próprio dedo na cena do crime.

De acordo com familiares, o jovem Max Santos veio de Propriá, em Sergipe, para trabalhar em busca de condições melhores de vida. Ele atuava como ajudante de pedreiro para um conhecido, que seria vizinho da família.

Max teria cobrado o patrão sobre a dívida de R$ 200 por um serviço prestado de pintura. No meio da discussão formada, o patrão teria ameaçado o ajudante, dizendo que iria buscar uma arma para matá-lo. Max voltou à sua residência no bairro Tude Bastos, onde estava apenas com a mãe.

No início da noite deste sábado (14), o homem foi até a residência do ajudante e o golpeou na frente da mãe dele. De acordo com a Polícia Militar, rastros de sangue foram encontrados em todos os cômodos da casa.

Ainda segundo a Polícia Militar, o patrão acabou decepando o próprio dedo em um dos golpes. O membro foi deixado no local do crime e o autor fugiu. O caso foi registrado no DP Sede de Praia Grande e segue sendo investigado. Via G1

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Acusada de ser “amante do chefe”, mulher tem o carro pichado e quebrado

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Segundo relato da vítima à polícia, a autora do vandalismo seria a mulher de um ex-chefe dela

Uma mulher de 40 anos procurou a Polícia Civil de Sorocaba (SP) após ter o carro depredado e pichado com ofensas e as palavras “amante” e “puta” na lataria. A autora do ataque, segundo a dona do carro, é a mulher de um ex-chefe dela.

O vídeo com o veículo vandalizado circulando pela região do Jardim América, onde foi feita a perícia policial, viralizou nas redes sociais nesta quinta-feira (12), mas o caso ocorreu no dia 4 de março.

A dona disse à polícia que o carro foi danificado enquanto estava parado em frente a uma funilaria no Jardim Vera Cruz, onde passaria por conserto. O ataque ocorreu em um intervalo de uma hora e meia.

Em seguida, de acordo com o registro policial, a autora do vandalismo teria ligado para o marido da vítima, assumindo que danificou o veículo pois suspeitava que a esposa dele “tinha um caso” com o marido dela.

A Polícia Civil registrou o caso como dano e vai chamar os envolvidos para depor. A dona do carro foi orientada em relação ao prazo de seis meses para representar judicialmente contra a suspeita, caso queira que ela responda civil e criminalmente pelo vandalismo. via G1

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Motorista do 99 é indiciado por estuprar passageira em SP

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Vítima só descobriu estupro por dores e pelo valor da corrida

Um motorista de aplicativo foi indiciado pela polícia civil por estupro de vulnerável, em São Paulo, após ser denunciado por uma estudante de 20 anos, conta o SBT. 

A jovem conta que chamou um carro no aplicativo 99 para voltar para casa, depois de ter saído de uma casa noturna. Ela relata que havia bebido e que se lembra apenas de alguns momentos. “Eu tenho dois flashes. O primeiro é a gente passando na Consolação, o carro em movimento mesmo. E o outro flash é o moço no banco de trás comigo, com as calças abaixadas, e o carro estava parado”, ela relata.

Segundo a estudante, a viagem que ela faria para casa não passaria de 40 reais e duraria no máximo 30 minutos. O recibo, porém, mostra que ela pagou 109 reais e demorou mais de 5 horas. “Só foi cair a minha ficha quando eu senti muita dor na barriga, e muita dor para fazer xixi, e vi o preço da corrida, que não é o estimado”.

A polícia identificou o motorista, um homem de 47 anos, casado e pai de três filhos. Ele negou o crime, disse que foi seduzido e que não percebeu que a jovem estava embriagada. 

Motorista passou para o banco traseiro e foi flagrado pelas câmeras de segurança

Segundo os investigadores, imagens de uma câmera de segurança, no entanto, provam que ele mentiu. No vídeo, o suspeito para o carro, tranca a porta da frente e entra no banco de trás. Em seguida, ele tranca as outras portas. “Quem não quer, não passa para o banco de trás com uma moça numa situação dessas”, afirma o delegado Roberto Monteiro.

O motorista foi indiciado por estupro, mas não ficou preso porque já havia se passado o tempo de 24 horas do flagrante. Contudo, a polícia afirma que irá pedir a prisão preventiva dele ao final do inquérito. A 99 informou que baniu o motorista.

Esta é a terceira denúncia de assédio contra motoristas de aplicativos nos últimos quinze dias. Há duas semanas, em Viamão, na Grande Porto Alegre, uma menor de 17 anos gravou o momento em que foi assediada por um motorista da Uber. Já na semana passada, em Brasília, uma jovem foi vítima de importunação sexual, quando um motorista ofereceu uma corrida de graça em troca de sexo. Via SBT

VOTE NA ENQUETE

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Microcâmera é apreendida em vestiário feminino do aeroporto de Viracopos (Campinas)

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Suspeito era contratado para atuar como socorrista em terceirizada que atua no terminal de Campinas (SP)

Um bombeiro civil, contratado de uma empresa terceirizada que atua no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), foi indiciado pela Polícia Civil após ser identificado como dono de uma microcâmera que havia sido descoberta por uma colaboradora no vestiário feminino do local.

O equipamento estava escondido em um par de botas, apontado para o chuveiro e o vaso sanitário, e foi apreendido em janeiro deste ano. No aparelho havia fotos de funcionárias e algumas do suspeito, durante a instalação, o que auxiliou na identificação.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informa que a 4ª Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) instaurou inquérito policial (IP) que tramita em segredo de justiça.

“O autor foi identificado e formalmente indiciado. Em busca e apreensão foram apreendidos diversos eletrônicos, que foram encaminhados para perícia e, assim que finalizados, os laudos serão anexados ao IP”, diz o texto.

O bombeiro irá responder pelo crime de “registro não autorizado da intimidade sexual”, previsto no artigo 216-B do Código Penal Brasileiro: “Produzir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, conteúdo com cena de nudez ou ato sexual ou libidinoso de caráter íntimo e privado sem autorização dos participantes”; o crime prevê pena de detenção, de 6 meses a 1 ano, e multa.

Em nota, a Aeroportos Brasil Viracopos, que administra o terminal, destaca que o indiciado “prestava serviços como socorrista contratado por empresa terceirizada prestadora de serviços no ambulatório onde supostamente praticou os atos sob investigação.”

“A empresa terceirizada registrou boletim de ocorrência contra o suspeito e a concessionária acompanha o caso e está à disposição das autoridades para colaborar no inquérito, que corre sob segredo de Justiça, segundo informou a Polícia Civil”, completa o texto. Via G1

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Biópsia revela que câncer de Bruno Covas persiste

Político - https://politico.painelpolitico.com

Covas passou por oito sessões de quimioterapia desde o final de outubro, tendo realizado a última delas entre os dias 5 e 6 de fevereiro

Os resultados da biópsia dos linfonodos localizados ao lado do estômago do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), 39, apontaram que o câncer não desapareceu após a quimioterapia e que ele precisará continuar seu tratamento com sessões de imunoterapia.

O diagnóstico foi anunciado nesta quinta-feira (27) pelos médicos que cuidam do prefeito no hospital Sírio-Libanês, na Bela Vista, região central de São Paulo. 

Na semana passada, os médicos disseram que o prefeito teve uma reação excepcional à quimioterapia, e que o tumor na região do estômago e a metástase no fígado haviam desaparecido nos exames médicos. Restava apenas a biópsia dos linfonodos, que diria se existiam ou não células tumorais no local, que está aumentado em relação ao tamanho normal. 

O câncer do prefeito foi descoberto no final do ano passado. Em 23 de outubro, Covas foi internado no Sírio-Libanês para tratar de uma infecção de pele na perna direita.

Dias depois, uma trombose foi constatada no mesmo membro. No dia 28, Covas recebeu diagnóstico de câncer. O adenocarcinoma de Covas foi localizado inicialmente em um esfíncter na junção entre o esôfago e estômago –chamado cárdia–, e foram identificadas lesões no fígado e nos linfonodos ao lado do estômago.

Covas passou por oito sessões de quimioterapia desde o final de outubro, tendo realizado a última delas entre os dias 5 e 6 de fevereiro. 

Caso Covas precise se licenciar do cargo depois de abril, seus aliados já construíram um plano segundo o qual o vereador Celso Jatene (PL), ex-secretário de Esporte do petista Fernando Haddad, irá se tornar chefe do Executivo paulistano provisoriamente, conforme revelado pela Folha.

Como Covas assumiu a prefeitura com a saída de João Doria para o governo do estado, não há atualmente um vice-prefeito. O primeiro na linha sucessória é o presidente da Câmara, Eduardo Tuma (PSDB), e o segundo, Milton Leite (DEM), vice-presidente da Câmara. Com informações da Folhapress

Biópsia revela que câncer de Bruno Covas persiste

Político - https://politico.painelpolitico.com

Covas passou por oito sessões de quimioterapia desde o final de outubro, tendo realizado a última delas entre os dias 5 e 6 de fevereiro

Os resultados da biópsia dos linfonodos localizados ao lado do estômago do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), 39, apontaram que o câncer não desapareceu após a quimioterapia e que ele precisará continuar seu tratamento com sessões de imunoterapia.

O diagnóstico foi anunciado nesta quinta-feira (27) pelos médicos que cuidam do prefeito no hospital Sírio-Libanês, na Bela Vista, região central de São Paulo. 

Na semana passada, os médicos disseram que o prefeito teve uma reação excepcional à quimioterapia, e que o tumor na região do estômago e a metástase no fígado haviam desaparecido nos exames médicos. Restava apenas a biópsia dos linfonodos, que diria se existiam ou não células tumorais no local, que está aumentado em relação ao tamanho normal. 

O câncer do prefeito foi descoberto no final do ano passado. Em 23 de outubro, Covas foi internado no Sírio-Libanês para tratar de uma infecção de pele na perna direita.

Dias depois, uma trombose foi constatada no mesmo membro. No dia 28, Covas recebeu diagnóstico de câncer. O adenocarcinoma de Covas foi localizado inicialmente em um esfíncter na junção entre o esôfago e estômago –chamado cárdia–, e foram identificadas lesões no fígado e nos linfonodos ao lado do estômago.

Covas passou por oito sessões de quimioterapia desde o final de outubro, tendo realizado a última delas entre os dias 5 e 6 de fevereiro. 

Caso Covas precise se licenciar do cargo depois de abril, seus aliados já construíram um plano segundo o qual o vereador Celso Jatene (PL), ex-secretário de Esporte do petista Fernando Haddad, irá se tornar chefe do Executivo paulistano provisoriamente, conforme revelado pela Folha.

Como Covas assumiu a prefeitura com a saída de João Doria para o governo do estado, não há atualmente um vice-prefeito. O primeiro na linha sucessória é o presidente da Câmara, Eduardo Tuma (PSDB), e o segundo, Milton Leite (DEM), vice-presidente da Câmara. Com informações da Folhapress