Já viu a nova reação de avião no Facebook? Saiba como liberar no seu celular

Como não se sabe ao certo a função da nova reação e nem se ela realmente deveria estar ali, é possível que o botão não apareça para todos os modelos de celulares, mas já tem bastante gente fazendo uso do aviãozinho.

Há dois anos, o Facebook liberou mundialmente a ferramenta de reações nas publicações da rede social. Além do “curtir”, agora é possível amar e até rir dos posts que vemos por aí. Tempos depois, ele liberou a flor da gratidão como uma reação, mas ela não durou muito tempo.

Parece que por um bug da última atualização ou uma brincadeira de algum dos desenvolvedores, é possível liberar uma reação inédita: a de um avião!

Isso mesmo, você pode “avionar” (?) os posts dos seus amigos ou das páginas que você curte. Veja como liberar a função no seu celular:

  1. Abra alguma publicação;
  2. Comente com #addplanereact ou #PlaneReaction
  3. Espere alguns segundos;
  4. Pressione o botão de curtir e a nova reação deve aparecer lá!

Confira um tutorial em vídeo, em inglês:

Como não se sabe ao certo a função da nova reação e nem se ela realmente deveria estar ali, é possível que o botão não apareça para todos os modelos de celulares, mas já tem bastante gente fazendo uso do aviãozinho.

Segundo uma publicação no Reddit, é preciso ter a versão mais atual do aplicativo do Facebook no celular para que o aviãozinho apareça.

Se não rolou de ter o novo react no seu telefone, mas você quer ver como ele é, pesquise no Facebook “avião reação” ou “plane react” para ver posts em que a galera já está usando.

UPADATE: parece que conseguiram liberar um react com o emoji de uma fogueira também!

Fonte: ocp.news

Google pode passar a cobrar pelo sistema Android

Multa aplicada pela União Europeia atinge em cheio a principal fonte de receita do Google: a publicidade exibida em resultados de busca

A multa de US$ 4,3 bilhões (cerca de R$ 19,4 bilhões) que a União Europeia impôs nessa quarta-feira, 18, ao Google pode ter impacto direto no Android, sistema operacional móvel mais usado do mundo. A União Europeia acusa o Google de obrigar fabricantes de smartphones a pré-instalar aplicativos, como o de busca e o YouTube, nos telefones em troca de usarem o sistema. Após o anúncio, o presidente executivo do Google, Sundar Pichai, disse que a empresa vai recorrer.

A decisão pode mudar o modelo de negócios do Android, que hoje é usado gratuitamente por 1,3 mil fabricantes em todo o mundo – segundo o Google, são 24 mil modelos de dispositivos com a plataforma, que hoje possui mais de 1 milhão de aplicativos. Criado em 2008 para competir com o iPhone, da Apple, o Android ganhou mercado por ser de código aberto e gratuito e hoje é usado em mais de 80% dos dispositivos móveis.

“O Google investiu bilhões de dólares para fazer do Android o que ele é hoje”, disse Pichai, no blog oficial. “Esse investimento faz sentido porque podemos oferecer aos fabricantes a opção de pré-instalar um conjunto de aplicativos populares, alguns que geram receita para o Google.” Se esse tipo de acordo for proibido na Europa, é possível que o gigante das buscas passe a cobrar pelo software, num modelo similar ao do Windows, da Microsoft.

Isso pode fazer o preço dos smartphones nos países europeus subir. “Pela falta de opção, os fabricantes podem optar por pagar pelo Android, caso seja necessário”, disse o gerente de pesquisas da consultoria IDC, Reinaldo Sakis, ao Estado. “A estimativa mais plausível é de que esse valor seja repassado aos consumidores.”

Para o professor de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), Fernando Meirelles, o Google vai “espernear” por conta da decisão, mas o impacto será pequeno, já que a instalação dos aplicativos poderá ser sugerida de outra forma. “O Google vai ter que dar um jeito, porque não dá para levar multa de US$ 5 bilhões toda semana”, afirma.

A multa aplicada pela União Europeia atinge em cheio a principal fonte de receita do Google: a publicidade exibida em resultados de busca. Hoje, os dispositivos móveis já representam mais da metade das buscas realizadas na ferramenta. “Se os fabricantes não puderem instalar os aplicativos num grande número de dispositivos, isso pode prejudicar o equilíbrio do ecossistema do Android”, diz Pichai.

Investigação

A multa divulgada na quarta-feira é resultado de uma investigação iniciada há três anos pela comissária de concorrência da União Europeia, Margrethe Vestager. A suspeita inicial era de que o Google constrangia fabricantes como Samsung, Sony, Motorola e Huawei, a pré-instalar a busca da empresa nos dispositivos com Android. Só assim, os aparelhos poderiam oferecer também a loja de aplicativos do Android, chamada de Play Store.

A investigação também apontou que o Google fez pagamentos a alguns fabricantes e a operadoras de telecomunicações para que transformassem o navegador de internet Chrome e a busca do Google em padrão.

“O Google aplicou práticas ilegais para consolidar sua posição dominante sobre o mercado de pesquisa online. Isso prejudica os consumidores e é ilegal”, advertiu Margrethe. “O Google deve cessar suas práticas nos próximos 90 dias, caso contrário corre o risco de novas penalidades.”

Fonte: exame

Usuários mais populares do Twitter perdem em média 2% de seguidores após mudança de política

Twitter eliminou contas ‘bloqueadas’ da contagem de seguidores

Uma mudança de política do Twitter para aumentar a credibilidade do serviço custou aos 100 usuários mais populares da rede social a perda na quinta-feira (12) de cerca de 2% de seus seguidores em média, disse a firma de dados de mídia social Keyhole.

O Twitter não está mais contando como seguidores contas que tenham sido bloqueadas por causa de suspeita de fraude, informou o presidente-executivo Jack Dorsey na quinta-feira. As contas bloqueadas já haviam sido mantidas fora dos números de usuários ativos diários e mensais do Twitter.

As contas são bloqueadas se o Twitter detectar comportamentos incomuns, como uma explosão de atividade após meses de inatividade.

A nova política pode ser importante para alguns usuários do Twitter, porque os seguidores totais servem como referência quando celebridades e os chamados influenciadores de mídia social negociam acordos com anunciantes. Para outros usuários, o número de seguidores é uma questão de orgulho.

Com a entrada em vigor da mudança, a conta “@Twitter” do Twitter perdeu 12,4% de seus seguidores em comparação com a quarta-feira, a maior queda entre as 100 maiores contas por seguidores, segundo dados da Keyhole.

O empresário do setor de tecnologia Elon Musk viu o menor declínio, 0,3%, ou cerca de 71 mil seguidores. O declínio médio das top 100 contas foi de cerca de 734 mil seguidores, de acordo com os dados. O Twitter disse que a queda média (por conta) para todo o serviço deve ser de quatro seguidores.

Twitter recusou-se a fornecer dados adicionais. A Keyhole é especializada em capturar dados do Twitter e Instagram e vender relatórios para empresas.

A artista de música pop Katy Perry, cuja conta é a mais seguida, perdeu mais de 2,8 milhões de seguidores na quinta-feira, uma queda de 2,6% em relação ao dia anterior. Outros músicos no top 100, incluindo Pink, Mariah Carey, Britney Spears e Eminem, tiveram quedas de mais de 3%.

Analistas financeiros aplaudiram os esforços do Twitter para melhor limitar o uso indevido, dizendo que isso pode levar a um maior uso da rede social no longo prazo.

Fonte: g1

Com iOS 12, Apple lança ferramentas para reduzir vício de iPhone

Com a ferramenta Screen Time, o usuário passa a ter controle do tempo que passa no smartphone, com relatórios semanais de atividade

A Apple anunciou nesta segunda-feira inovações em seu sistema operacional, o iOS 12. Entre as novidades estão recursos que para reduzir o chamado vício de iPhone – a quantidade de tempo que o usuário passa utilizando o smartphone. “São ferramentar para ajudar a limitar as distrações e entender como você gasta o seu tempo”, disse o vice-presidente sênior de engenharia de software da Apple, Craig Federighi.

Uma das novidades é a função “não perturbe”, que esconde as notificações do celular durante determinados períodos. “Às vezes, você acorda no meio da noite e se depara com um monte de notificações. Com o ‘Não perturbe’, tudo o que você vê é o relógio”, explicou Federighi.

Os usuários também vão conseguir controlar quais notificações querem receber na tela de bloqueio do smartphone. “Vamos sugerir que você desative as notificações dos aplicativos que você não usa mais”, disse ele.

Com a ferramenta Screen Time, o usuário passa a ter controle do tempo que passa no smartphone. O aplicativo disponibiliza relatórios semanais de atividades que mostram detalhes da utilização do aparelho. O aplicativo Limits vai permitir definir um período de uso para cada aplicativo diariamente – quando o usuário atinge o limite, um aviso aparece na tela do celular. A aplicação também pode ajudar pais a controlarem o que as crianças fazem no smartphone.

Outra funcionalidade da tela de bloqueio vai agrupar até quatro notificações do mesmo aplicativo ou assunto em um só bloco.

Realidade aumentada

Com a atualização, os usuários contarão com o novo aplicativo Measure – que usa realidade aumentada para detectar automaticamente o tamanho de objetos através da câmera do celular. As novidades foram divulgadas na conferência anual para desenvolvedores da Apple, em San Jose, na Califórnia (Estados Unidos).

Ao dar início ao evento, o CEO da empresa, Tim Cook, avisou: “Hoje, é tudo sobre o software”. A expectativa era de que a Apple anunciasse uma nova versão do iPhone SE, smartphone econômico da marca. O rumor mais recente era de que o design do aparelho seria semelhante ao do iPhone X, com sistema de reconhecimento facial, mas o anúncio não aconteceu.

Com a tecnologia de realidade aumentada, a Apple também permite que usuários consigam “projetar” objetos em um local ao apontar a câmera do celular. Dessa forma, é possível observar como um móvel, por exemplo, fica dentro de sua casa.

Jogos também serão otimizados com o iOS 12. Será possível usar objetos físicos para criar cenários a partir da câmera de um dispositivo.

A Apple também anunciou atualização dos Animojis, os emojis animados que imitam as expressões dos usuários. Com o iOS 12, a função “tongue detection” será ativada.

Com a atualização do sistema, os usuários terão acesso ao Memoji, uma versão de emojis animados do próprio usuário.

Segundo a Apple, todos os dispositivos que suportam o iOS 11 vão receber a atualização de software. O iOS 12 será disponibilizado aos usuários a partir de setembro.

Fonte: veja

Motorola lança smartphone com foco na bateria por menos de mil reais

Moto E5 Plus chega com bateria de 5.000 mAh e promete até 40 horas de uso com uma única carga

Motorola lança nesta semana no Brasil o smartphone Moto E5 Plus, um aparelho que tem longa duração de bateria como principal recurso e preço sugerido de 949 reais. O novo celular rivaliza com produtos como o Galaxy J2 Prime e o Zenfone 4 Max.

Com carregador TurboPower na caixa, que promete recarga rápida, o smartphone pode oferecer até 40 horas de uso, de acordo com a fabricante. Sua bateria tem capacidade de 5.000 mAh, o que é mais do que a média do mercado, é de 3.000 mAh.

O Moto E5 Plus tem tela de 6 polegadas com resolução HD e, assim como o Moto G6, sua proporção é de 18:9. Até pouco tempo atrás, o normal era que os celulares tivessem telas 16:9, um pouco menos alongadas do que as que chegam agora ao mercado devido à tendência de telas infinitas. A proposta de fabricantes como Xiaomi, Samsung, LG e Motorola é aproveitar a parte frontal tanto quanto possível, reduzindo o tamanho das bordas laterais.

Moto E5 Plus: dispositivo tem revestimento em vidro (Lucas Agrela/Site EXAME)

O novo smartphone da Motorola tem sensor de impressões digitais, câmeras de 12 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal), processador Snapdragon 425 (com clock de 1,4 GHz), 16 GB de espaço de armazenamento e 2 GB de memória RAM.

O aparelho deve chegar às lojas físicas a partir da próxima semana, mas já está à venda no site oficial da fabricante.

Fonte: exame

iPhone com recarga solar é vendido por R$ 16 mil

O produto com acabamento em ouro 24K será vendido no site da Caviar.

As versões exóticas e exclusivas de smartphones costumam fazer sucesso entre os ricos e famosos. Pensando nisso, o fabricante russo chamado Caviar se especializou em versões nada discretas de celulares.

Seu mais novo produto é uma cobertura para smartphone da Apple movido a energia solar. Ainda que o nome lembre, o Iphone X Tesla não tem nada a ver com a empresa de tecnologia de Elon Musk.

Segundo a Caviar, foram fabricadas apenas 999 unidades do produto em duas versões, com armazenamento interno de 64 GB, a US$ 4,5 mil (R$ 16,6 mil), e de 256 GB, a US$ 4,8 mil (R$ 17,7 mil).

O produto com acabamento em ouro 24K será vendido no site da Caviar.

Fonte: noticiasaominuto

Apple quer incluir novos emojis que mostrem deficientes físicos em aplicativos

Se forem aprovadas, 13 novas imagens podem chegar não só a iOS, mas também a Android e Windows.

A Apple quer incluir novos emojis, aqueles desenhos animados usados em aplicativos de mensagem, que representem deficientes físicos. Apesar de a empresa ser a fabricante de iPhones, essas imagem têm o potencial de chegar também a aparelhos que rodem outros sistemas, como Android (Google) e Windows (Microsoft).

A empresa fez a proposta de inclusão para a Unicode Consortium, a organização responsável pela padronização gráfica para o setor de tecnologia. É ela que define a lista de novos caracteres a serem incluídos em serviços conectados, como aplicativos e softwares. Isso inclui emojis, números e outros novos símbolos gráficos.

A Apple sugeriu a inclusão de 13 novos emojis:

  • um cão-guia;
  • homem e mulher caminhando com uma bengala;
  • homem e mulher sinalizando que são surdos;
  • uma orelha com aparelho auditivo;
  • homem e mulher em cadeiras de rodas;
  • homem e mulher em cadeiras de rodas motorizadas;
  • uma prótese de braço;
  • uma prótese de perna;
  • um cão de serviço.

“Atualmente, há uma grande gama de opções de emojis, mas que não representem as experiências daqueles com deficiência”, escreveu a Apple em sua proposta.

“Diversificar as opções disponíveis ajuda a preencher uma lacuna significativa e provê uma experiência mais inclusiva para todos.”

Quando chega?
Essas imagens, no entanto, não devem ser liberadas junto com a nova leva de 157 emojis que chegam a smartphones neste ano.

A próxima reunião da Unicode Consortium ocorrerá em abril em San José, na Califórnia. Nela, os executivos de várias empresas de tecnologia discutirão os novos emojis e caracteres a serem incluídos no próximo pacote, o que só deve ocorrer em 2019.

Fonte: g1

6 soluções para liberar espaço e ter o bom funcionamento do seu smartphone de volta

Se seu celular tem travado com a mensagem “pouco espaço de armazenamento”, com certeza o excesso de fotos, vídeos e outros arquivos têm uma parcela de culpa. Com 70% do espaço utilizado, por mais potentes que sejam a memória e o processador, o aparelho ficará bastante lento.

Fazer a limpeza dos arquivos pelo menos uma vez por mês – excluindo o que não for mais necessário e transferindo o que for relevante para plataformas de nuvem on-line –  pode  fazer milagre pelo desempenho do seu aparelho.

Abaixo, foram selecionadas 6 soluções para melhorar o funcionamento do smartphone:

1) Google Drive: Um dos pontos positivos em escolher o produto da Google é que ele está integrado juntamente com suas contas e dispositivos. Caso o seu telefone móvel seja Android, o programa já vem instalado. Essa opção oferece 15GB gratuitos, sendo possível organizar em pastas e compartilhar com outros usuários.

2) DropBox: Um dos preferidos e mais antigos no segmento, o DropBox é compatível com praticamente todos os sistemas. Apesar de ceder apenas 2GB gratuitamente, tem uma proposta diferente: quanto mais pessoas você indicar para usar o serviço, mais espaço ganha.

3) iCloud: Com ótimas funcionalidades, o iCloud é exclusivo para clientes da Apple. Com isso, caso queira usar, é necessário ter um iPhone ou iPad, sendo que pelo Macbook é possível apenas visualizar o que está hospedado na nuvem. O cliente tem 5GB para usar gratuitamente.

4) Utilize serviços de streaming: Em vez de baixar músicas, séries e filmes no aparelho, prefira usar serviços de streaming como o Netflix e Spotify, que consomem menos;

5) Aplicativos para “limpeza” do aparelho: Excluir componentes e aplicativos pode ser um tanto perigoso para quem não entende totalmente de tecnologia. Por isso, o Clean Master pode ser uma boa saída. O app limpa tudo aquilo que é desnecessário e o otimiza.

6) Download automático: Está em muitos grupos no Whatsapp? Uma dica é desativar a função que permite fazer download automático dos documentos compartilhados.

Fonte: hojeemdia

WhatsApp para de funcionar em alguns celulares a partir do ano novo

Donos de smartphones antigos terão uma preocupação a mais na virada do ano: eles deixarão de receber suporte oficial do WhatsApp. A partir de 1º de janeiro de 2018, o aplicativo de mensagens não terá mais atualizações para BlackBerry OS, BlackBerry 10 e Windows Phone 8.0.

Isso significa que não será mais possível criar novas contas ou verificar contas já existentes nesses dispositivos. Ou seja, se o usuário desinstalar o aplicativo ou restaurar o aparelho para as configurações de fábrica, não poderá mais voltar ao app de mensagens.

Essa já é a segunda vez que o WhatsApp anuncia sua descontinuação em determinados sistemas. Em 2016, o aplicativo já não oferecia mais suporte para as versões de Android anteriores a 2.3.3, o Windows Phone 7, o iPhone 3GS/iOS 6 e o Nokia Symbian S60.

De acordo com a equipe do aplicativo de mensagens, “estas plataformas não têm a capacidade necessária para  suportar futuras funções ”. O conselho aos poucos usuários dos modelos afetados é “adquirir um telefone Android com um sistema operacional 4.0 ou superior, Windows Phone 8.1 ou superior, ou um iPhone com iOS 7 ou superior”, informou a empresa em seu site oficial.

Além disso, o mensageiro instantâneo também anunciou que versões do Android anteriores a 2.3.7 não terão mais suporte a partir de fevereiro de 2020.

Com esta decisão o WhatsApp fica livre para criar novas funcionalidades e fazer avançar ainda mais a sua oferta, sem estar preso a versões antigas e que obrigavam a que existisse uma fragmentação desnecessária dentro deste serviço.

Fonte: correiobraziliense

Samsung cria baterias que recarregam em 12 minutos

Uma investigação publicada recentemente pela Samsung indica que a tecnológica conseguiu criar baterias que podem ser recarregadas em apenas 12 minutos sem correr risco de sobreaquecimento, uma vez que é capaz de se manter a 60º Celsius.

A solução para estas novas baterias está na substituição do lítio (material que costuma ser aplicado em baterias para smartphones e carros elétricos) por grafeno. Tal como conta o The Next Web, este material é conhecido pela sua força e condutividade, qualidades que o tornam ideal para ser usado em baterias de smartphones.

Por enquanto ainda não são conhecidos os planos da Samsung para lançar estas baterias no mercado mas, tendo em conta que a empresa sul-coreana já submeteu duas patentes para esta tecnologia, crê-se que o momento tenha lugar nos próximos anos.

Fonte: 24horasnews