Belfort anuncia que luta contra Uriah Hall será a última da carreira

Vitor Belfort, após mais de 20 anos no MMA, vai parar. Na tarde desta quinta-feira (11), o lutador brasileiro anunciou que o combate deste fim de semana contra o jamaicano Uriah Hall, válido pelo UFC St. Louis, será o último da carreira.

A partir da próxima semana, o “Fenômeno” se dedicará a novas atividades ligadas à modalidade, mas longe da dura rotina de um atleta profissional de MMA (Artes Marciais Mistas).

“Vou começar segunda-feira [15], quando começo a abrir as franquias da academia. Estou investindo no meu negócio. É hora de descansar meu corpo e abrir as academias. Estou focado na minha segunda jornada”, afirmou o lutador brasileiro em conversa com jornalistas.

Aos 40 anos, Belfort se dedicará agora a sua própria academia, a Belfort Lifestyle. O lutador tem planos de expandir o conceito de seu novo negócio e afirma que apenas uma oferta muito interessante o faria voltar ao octógono.

“Muito dinheiro, muito dinheiro [para voltar]. Bota milhões nisso. Vou estar sempre treinando, me dedicando às pessoas. Vou estar sempre preparado. Gosto de fazer isso, é meu estilo de vida. Mas tem que ser muito interessante, estou muito insatisfeito com essa decisão. Falar de 10 milhões para cima. Começar a conversa aí”, prosseguiu.

Sobre a carreira, o ex-campeão meio-pesado e peso-pesado do UFC disse não se importar com a maneira em como será lembrado pelas próximas gerações.

“Fiz o meu melhor. Errei, acertei. Chegou o momento de passar em transição para a segunda jornada. Como vou ser lembrado, na realidade, é como o próximo vai lembrar de como você era. O princípio de tudo é estar satisfeito com você mesmo”, completou.

Com informações da Folhapress.

Belfort confirma aposentadoria e quer última luta no Rio; não viu? assista a luta completa

Ex-campeão do UFC reflete após acumular terceira derrota consecutiva por nocaute

O feômeno está perto de seu último ato no MMA. Depois de ser nocauteado por Kelvin Gastelum na luta principal do UFC Fight Night Fortaleza, neste sábado, Vitor Belfort confirmou que sua próxima luta representará sua despedida do esporte, lamentou o revés contra o americano e revelou que pretende fazer sua última apresentação no Rio de Janeiro, dia 3 de junho, pelo UFC 212.

“Não tive paciência, fui muito afoito. Estava muito bem preparado, meu time treinou bastante. Eu estava bem, confiante que ia nocautear. Temos que nos reinventar, mas acho que chegou a minha hora de encerrar o meu capítulo como lutador profissional. O corpo não é mais a mesma coisa. São mais de 14 cirurgias no corpo ao todo. Deixei tudo ali, não foi da melhor forma, fico triste, mas faz parte. (Vou parar de lutar) a não ser que eles (UFC) criem uma organização só das lendas. Fazer treinamento para cinco rounds é muito sacrificante para o meu corpo. Ele me conectou bons golpes. Não tenho o mesmo corpo”, avaliou Vitor, buscando respostas para o terceiro revés consecutivos no evento.

Belfort diz ainda que gostaria de se apresentar no UFC 212, dia 3 de junho, no Rio de Janeiro (RJ). Ele quer uma despedida digna para sua carreira.

“Acho que fui muito afoito, estava com sede de vitória. Quando levantei da primeira queda, não tive paciência. Estava querendo ganhar a luta. Tenho só uma luta do contrato. Não queria enfrentar brasileiro, não. Queria finalizar minha carreira profissional. Ver o MMA onde chegou… É triste não poder dar a vitória a seu povo, mas Já era algo decidido na minha cabeça (aposentadoria), só não tinha anunciado ainda. Acho que o UFC deveria criar uma categoria das lendas. Sei o quanto é difícil, não é fácil. Sem sacrifício, não há glória. Saio com o sentimento de que deixei escorregar… Paguei o preço. O Kelvin foi o vencedor mas eu fui muito afoito”, concluiu.


Vitor Belfort vs Kelvin Gastelum Luta completa… por painelpolitico