Justiça de SP ouve testemunhas em processo que envolve Joesley e Wesley Batista

Justiça de SP ouve testemunhas em processo que envolve Joesley e Wesley Batista

On : --

Amanhã cedo, também devem ocorrer depoimentos de mais algumas testemunhas de defesa do caso Uma testemunha de acusação, técnico da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), foi ouvido na manhã de hoje (9) pela Justiça Federal em processo que apura se os irmãos…

Anúncios
Gilmar pede vista e julgamento de reclamação de Wesley é suspenso

Gilmar pede vista e julgamento de reclamação de Wesley é suspenso

On : --

Após votos dos ministros Edson Fachin e Dias Toffoli negando libertar o investigado, um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes suspendeu o julgamento na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de uma reclamação da defesa do empresário Wesley Batista, que afirma que a um juiz de primeira instância não poderia ter decretado a prisão preventiva dele por um fato relacionado ao acordo de colaboração premiada que o Supremo Tribunal Federal homologou.

Ex-procurador admite “lambança” no caso JBS, mas nega ter orientado Joesley a gravar Temer

Ex-procurador admite “lambança” no caso JBS, mas nega ter orientado Joesley a gravar Temer

On : --

Marcello Miller admitiu que fez uma “lambança” ao sair da Procuradoria-Geral da República e, dias depois, se tornar sócio de um escritório de advocacia que atende a JBS. Por esse movimento, o ex-procurador, que depõe nesta quarta-feira (29/11) na CPMI da J&F, é acusado de fazer jogo duplo ao supostamente beneficiar Joesley e Wesley Batista na PGR.

CPMI da JBS pede a Fachin anulação da delação de Wesley Batista e Saud

CPMI da JBS pede a Fachin anulação da delação de Wesley Batista e Saud

On : --

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), pediu, no início da tarde desta quinta-feira (9/11), para que o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, rescinda os acordos de delação premiada dos executivos da JBS Wesley Batista e Ricardo Saud. O tucano usa como justificativa o fato de os dois terem ficado calados durante oitivas realizadas pela comissão.