TCE esquece noficação e contas de ex-prefeito preso voltam para Corte

As contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) que já haviam sido encaminhadas para a Câmara de Porto Velho e seriam votadas nos próximos dias, voltaram para o Tribunal porque, segundo o próprio TCE o servidor [su_frame align=”right”] [/su_frame]responsável pelo Departamento do Pleno esqueceu de notificar o ex-prefeito e seus advogados sobre a publicação do Acórdão, ocorrida no dia 26 de junho deste ano.

Com isso, as contas que já estavam na Câmara retornaram ao Tribunal e o ex-prefeito, que é candidato nessas eleições, ganha cerca de 1 ano de “sobrevida política”.

Roberto Sobrinho, que já foi denunciado por diversos crimes de corrupção, tanto pelo Ministério Público Federal quanto estadual, administrou a capital por oito anos e chegou a ser preso na Operação Luminus antes de encerrar seu segundo mandato. De acordo com denúncias do Ministério Público, o ex-prefeito comandava uma rede de corrupção que envolvia ainda vários ex-secretários de sua gestão.

Com o retorno das contas ao TCE, a Corte abrirá prazo para embargos declaratórios e outros recursos.

O Tribunal não informou quais medidas serão adotadas em relação aos servidores que teriam esquecido de enviar as notificações.

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário