Teori via poucas provas para muitos delatores na Lava Jato

Ministro, que morreu antes de ter acesso à delação da Odebrecht, temia que opinião pública se frustrasse com o julgamento dos acusados

Teori Zavascki morreu sem conhecer o míssil Odebrecht. Talvez por isso, ele tenha manifestado a um amigo preocupação com o saldo final da Lava Jato.

O ministro alertava que o conjunto probatório parecia-lhe modesto em relação à quantidade de delatores da operação. Teori temia que a opinião pública se frustrasse com os resultados do julgamento.

“E não tem jeito, eu sou juiz. Sem provas, eu não condeno”, relatou ao amigo.

Fonte: veja.com / radar on line

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *