Teto do salão de embarque do Aeroporto de Brasília desaba e fere um

Parte do teto do salão de embarque do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, desabou na tarde deste domingo (18). A Inframerica, que administra o terminal, confirmou que o incidente foi causado pelo entupimento de uma calha que deveria escoar a água da chuva.

O local onde o gesso cedeu fica em frente ao portão 17, no píer sul. A área é restrita, com acesso permitido apenas para passageiros que vão embarcar em aviões e também para funcionários.

Um vendedor que trabalhava em um estande de livros e revistas ficou ferido. Ele precisou ser atendido pelos médicos do Aeroporto JK. A vítima foi encaminhada ao Hospital de Base. Por meio de nota, a Inframerica afirmou que equipes de manutenção foram enviadas ao local, e disse ainda que “foram realizados todos os exames” no funcionário que se machucou.

“O paciente já recebeu alta médica e a Inframerica presta toda a assistência necessária.”

De acordo com um vendedor que trabalha no estande atingido, Phabiano Costa, de 29 anos, a parte do teto que caiu foi trocada na semana passada.

“Começou a gotejar em cima do estande. Outras vezes já tinha acontecido, mas nunca tinha caído o teto. Foi um susto muito grande.”

Chuva forte

Na hora em que a estrutura caiu, chovia muito na região. Por volta das 16h, horário da queda do teto, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mediu que a velocidade do vento na região alcançou 63 km/h.

“Vento muito forte, capaz de quebrar galhos de árvores, inclusive.”

Neste domingo, as estações do Inmet registraram uma média 33,2 milímetros de chuva em todo o DF. A previsão é de que as chuvas continuem nos próximos dias, acompanhadas de ventos fortes e trovoadas.

Ainda nesta tarde, o Aeroporto de Brasília registrou um voo atrasado devido ao mau tempo. As más condições meteorológicas causaram a suspensão de pousos e decolagens entre as 16h12 e 16h28.

G1/DF

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário