Travesti é morta com 17 facadas em disputa por ponto de prostituição

Crime foi na madrugada desta quarta-feira (22), em Dourados, MS.
Oito travestis são suspeitas do crime, que teria durado cinco minutos.

Uma travesti de 40 anos foi morta com 17 facadas na madrugada desta quarta-feira (22), na área central de Dourados, a 214 quilômetros de Campo Grande. Segundo informações do boletim de ocorrência, outras 8 travestis são suspeitas do crime, que teria sido motivado pela disputa por ponto de prostituição.

De acordo com o registro policial, o homicídio aconteceu por volta das 2h30 (de MS), na rua José Cândido da Câmara. Testemunhas disseram aos militares que estavam junto com a vítima quando as suspeitas chegaram e pediram para conversar com ela.

As testemunhas, também travestis, se afastaram do grupo e viram quando as suspeitas passaram a esfaquear a vítima. Cada uma das travestis teria usado uma faca e até uma barra de ferro teria sido utilizada. Foram cerca de cinco minutos de agressão.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, foram 14 facadas nas costas, três no pescoço e ainda golpes de barra de ferro na região da cabeça. A polícia foi até a casa onde mora algumas das suspeitas, mas, ninguém foi localizado.

O caso foi registrado homicídio doloso, se o crime é praticado em concurso de duas ou mais pessoas.

Fonte: g1/ms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *