Três policiais militares são feridos em menos de 24 horas no Estado do Rio

Todos os três casos estão sendo investigados pela Polícia Civil. Nenhuma detenção foi feita até o momento, por conta destes episódios.

Ao menos três policiais militares — dois em serviço e um de folga — foram feridos, em menos de 24 horas, no Estado do Rio. Os agentes foram levados para hospitais próximos e receberam atendimento, sendo liberados em seguida. As ocorrências, porém, deixaram mais quatro pessoas baleadas, das quais três vieram a óbito no mesmo dia.

Na Zona Norte do Rio, o confronto que vitimou quatro pessoas — entre elas, um PM — ocorreu após o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Macacos, em Vila Isabel, receber uma denúncia sobre a realização de um baile funk não autorizado na localidade conhecida como Beco do Amor, durante a madrugada de ontem. Ao chegarem na região, os agentes foram recebidos a tiros por criminosos armados. Além do confronto na área — onde os PMs apreenderam dois fuzis —, ocorreram ataques a equipes policiais em outros pontos da comunidade, de acordo com a UPP.

O policial ferido por estilhaços no rosto, identificado apenas como soldado Pereira, foi levado para o Hospital Federal do Andaraí, onde foi medicado e liberado em seguida. Na mesma unidade, porém, foram atendidos mais três baleados na situação: um atingido na face, outro na barrida e o terceiro, no ombro. Outro atingido foi localizado no Hospital Salgado Filho, que fica no Méier.

A Polícia Civil confirmou a morte de Matheus Vinicius dos Santos, conhecido como Raro; Alexandre da Silva Vasconcelos, conhecido como Pescobil, e Rafael Araújo Ferreira. Segundo a Divisão de Homicídios, que investiga o caso, eles carregavam dois fuzis, um carregador de pistola e um rádio transmissor. Todo o material foi apreendido.

Por conta da ocorrência, o policiamento na comunidade foi reforçado com agentes de outras UPPs, do Batalhão da Tijuca (6º BPM) e do Batalhão de Choque (BPChq).

Também durante a madrugada, mas na Vila Aliança, em Bangu, Zona Oeste, uma operação terminou com um policial do Batalhão de Operações Especiais baleado no pé esquerdo e um morador alvejado na coxa esquerda e no glúteo direito, próximo a sua residência. Os dois foram levados para o Hospital Albert Schwaitzer, em Realengo. O policial já foi liberado, mas o estado de saúde da outra vítima não foi informado.

Horas antes, ainda na noite de sábado, o município de Nilópolis, na Baixada Fluminense, também já havia registrado o ataque a um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Caju. O agente, porém, estava de folga, quando sofreu uma tentativa de assalto. Ao reagir, o bandido disparou em sua direção, acertando na perna.

A vítima foi levada, inicialmente, a para o Hospital Municipal Juscelino kubitschek e, depois, transferido para o Hospital Central da polícia Militar, no Estácio. O policial recebeu alta médica na manhã deste domingo.

Todos os três casos estão sendo investigados pela Polícia Civil. Nenhuma detenção foi feita até o momento, por conta destes episódios.

Fonte: extra.globo

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário