Turista é morta por leoa em reserva após ignorar avisos de segurança

A polícia examinou as última fotos da vítima, que ainda não teve o nome revelado, para provar que ela ignorou avisos de segurança, como manter as janelas do carro fechadas enquanto estava dentro da reserva.

Uma mulher de 22 anos foi atacada por uma leoa e morreu em uma reserva de caça, na África do Sul. Espectadores lutaram para salvar a sua vida depois que ela foi selvagemente atacada pelo felino na reserva Dinokeng Nature, em Hammanskral, porém os ferimentos foram muitos fortes e ela não resistiu. Um porta-voz dos paramédicos que chegaram ao local logo após o acidente declarou ao jornal britânico Daily Mail que quando a ambulância chegou os espectadores já tinham começado os primeiros socorros, mas os esforços foram em vão e a vítima faleceu ali mesmo.

De acordo com o seu website, a reserva é uma das primeiras reservas de caça que possui os cinco mais importantes animais da África – leão, leopardo, rinoceronte, búfalo e elefante – na província de Gauteng – e provavelmente no mundo – perto de uma área urbana. Oferece rotas nas quais o visitante pode circular só e apreciar a natureza. A polícia examinou as última fotos da vítima, que ainda não teve o nome revelado, para provar que ela ignorou avisos de segurança, como manter as janelas do carro fechadas enquanto estava dentro da reserva.

Fonte: diariodepernambuco
Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário