Veja as sete (prováveis) mudanças no novo iPhone 7

Desde a nova gestão de Tim Cook, a Apple não consegue esconder suas novidades

Ao contrário do que acontecia na era Steve Jobs, o atual CEO da Apple, Tim Cook, parece não conseguir esconder as novidades da próxima geração do iPhone.

Esperado no dia 7 de setembro, o iPhone 7 já teve inúmeros vazamentos divulgados por sites especializados, analistas e fabricantes de componentes e acessórios.

Veja as principais novidades que, supostamente, estarão no novo smartphone da Apple.

1. Diga adeus aos fones de ouvido e ao botão ‘Home’

Um dos principais rumores em torno do iPhone 7 é de que ele não terá a tradicional entrada p2 para fones de ouvido. Documentos da Apple enviados para a Comissão Econômica Euroasiática, entidade regulatória das antigas nações soviéticas, mostram um novo produto: fones de ouvido wireless, batizados de “AirPods”. Isso indica que a Apple deve substituir a conexão por fio nos fones.

Outros rumores dizem que a Apple incluirá um adaptador para que os fones antigos continuem sendo usados, mas não está claro se ele será incluso com o produto ou vendido separadamente. Segundo a Bloomberg, o botão Home não será mais mecânico. Será sensível ao toque e a diferentes níveis de pressão, como acontece no Apple Watch – seria também a primeira vez do iPhone sem um botão home mecânico.

2. Aparência semelhante

Vazamentos de fabricantes de acessórios mostram que o design do iPhone não deve mudar, o que acontecia a cada duas gerações do aparelho. Assim, ele deve manter o mesmo visual do iPhone 6s. Alguns especialistas indicam que, talvez, ele possa ser 1 milímetro mais fino, indo de 7 milímetros para 6 milímetros.

3. Maior armazenamento

Finalmente, o iPhone de 16 GB deve morrer! Rumores de diversas fontes indicam que a Apple deve dobrar a capacidade de armazenamento de todos os modelos de iPhone. Então as configurações sairiam de 16 GB/64 GB/128 GB para 32 GB/ 128 GB/ 256 GB e os preços permaneceriam inalterados nos EUA (sabemos que no Brasil a história sempre é diferente, infelizmente).

4. Custo

O site GSM Arena afirma que teve acesso a um documento que traz os preços do produto, o que confirma a informação do aumento de capacidade:

iPhone 7 – supostos preços- 32 GB – CNY 5288 ($790)- 128GB – CNY 6088 ($990)- 256GB – CNY 7088 ($1060)

Iphone 7 Plus – supostos preços- 32GB – CNY 6088 ($910)- 128GB – CNY 6888 ($1030)- 256GB – CNY 7888 ($1180)

5. Configuração da tela

Mesmo com a Samsung atropelando o iPhone com suas telas de Super Amoled, a Apple deve ficar com os painéis de LCD por mais uma temporada. Em relação à resolução, os rumores são conflitantes. Alguns dizem que o iPhone 7 irá para 1.080p, enquanto o iPhone 7 Plus irá para 2K. Outras fonte garantem que as resoluções permanecem iguais (1.334 x 750 no modelo menor e 1.080p no Plus). Isso seria decepcionante.

6. Câmera dupla

O modelo Plus deve ganhar um sistema de câmera dupla em sua traseira, o que deve garantir melhor performance em ambientes de baixa luminosidade, cores mais bonitas e melhor capacidade de zoom. O sistema permite que cada câmera independentemente faça imagens, que depois são unidas pelo software. O modelo menor deve permanecer com uma única câmera de 12 MP.

7. Outras mudanças

O modelo Plus deverá ganhar memória de 3GB (enquanto o menor permanece com 2 GB), e um novo processador de 16 nm, o Apple A10, deve ser incluído em ambos aparelhos -alguns dizem que o processador deverá ter seis núcleos, mas a Apple sempre prefere andar devagar na corrida de núcleos. Sobre a bateria, o modelo menor terá um leve crescimento de 1.715 mAh para 1.960 mAh. Já o Plus deve permanecer com a mesma bateria de 2.910 mAh.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário