Veja quem são e onde estão os réus do mensalão

[su_frame align=”right”] [/su_frame]José Dirceu

José Dirceu sai da Vara de Execuções Penais para cumprir pena em casa Foto: Agencia O Globo / Agência O Globo
Foto: Agencia O Globo / Agência O Globo
Ex-ministro da Casa Civil. Homem forte de Lula. CONDENADO A 7 ANOS E 11 MESES POR CORRUPÇÃO ATIVA. Deveria estar no regime aberto, mas, por falta de vaga, foi para prisão domiciliar. Ele trabalha como auxiliar administrativo no escritório do advogado José Gerardo Grossi, um renomado criminalista de Brasília.

José Genoino

<br />
O ex-deputado federal José Genoíno deixa a Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas (Vepema) acompanhado por seus advogados e segue para prisão domiciliar no condomínio onde mora em Brasília.<br />
Foto: ANDRE COELHO/Agencia O Globo / Agência O Globo
Foto: ANDRE COELHO/Agencia O Globo / Agência O Globo
Ex-presidente do PT e ex-deputado do PT-SP. CONDENADO A 4 ANOS E 8 MESES POR CORRUPÇÃO ATIVA. Deveria estar no regime aberto, mas, por falta de vaga, foi para prisão domiciliar.

Delúbio Soares

<br />
O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares 20/01/2013<br />
Foto: André Coelho / O Globo
Foto: André Coelho / O Globo
Ex-tesoureiro do PT. CONDENADO A 6 ANOS E 8 MESES POR CORRUPÇÃO ATIVA. Deveria estar no regime aberto, mas, por falta de vaga, foi para prisão domiciliar. Trabalha na CUT.

Marcos Valério

Marcos Valério, algemado, saindo do IML, em Minas Gerais, e seguindo para a penitenciária Foto: Ezequiel Fagundes
Foto: Ezequiel Fagundes
Operador do mensalão. 37 ANOS, 5 MESES E 6 DIAS, POR CORRUPÇÃO ATIVA, PECULATO, LAVAGEM DE DINHEIRO E EVASÃO DE DIVISAS. Preso em regime fechado na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Terá direito à progressão de pena em 10 de dezembro de 2020.

Ramon Hollerbach

Ramon Hollerbach na Papuda Foto: Reprodução / Vinícius Sassini
Foto: Reprodução / Vinícius Sassini
Ex-sócio de Valério. CONDENADO A 27 ANOS, 4 MESES E 20 DIAS POR CORRUPÇÃO ATIVA, PECULATO, LAVAGEM DE DINHEIRO E EVASÃO DE DIVISAS. Preso em regime fechado na Papuda, em Brasília. A previsão é de progressão de pena em abril de 2018, mas pode haver remissão de pena por dias trabalhados ou dedicados ao estudo.

Cristiano Paz

Cristiano Paz na Papuda Foto: Reprodução / Vinícius Sassini
Foto: Reprodução / Vinícius Sassini
Ex-sócio de Valério. CONDENADO A 23 ANOS, 8 MESES E 20 DIAS POR CORRUPÇÃO ATIVA, PECULATO E LAVAGEM DE DINHEIRO. Preso emregime fechado na Papuda, em Brasília. A previsão é de progressão de pena em setembro de 2017, mas pode haver remissão de pena por dias trabalhados ou dedicados ao estudo.

Simone Vasconcelos

Ex-funcionária de Valério, Simone Vasconcelos toma banho de sol no 19º Batalhão da Polícia Militar, na Papuda Foto: Givaldo Barbosa/ O Globo
Foto: Givaldo Barbosa/ O Globo
Ex-diretora da SMP&B, empresa de Valério. CONDENADA A 12 ANOS, 7 MESES E 20 DIAS POR CORRUPÇÃO ATIVA, LAVAGEM DE DINHEIRO E EVASÃO DE DIVISAS. TAMBÉM FOI CONDENADA POR FORMAÇÃO DE QUADRILHA, MAS A PENA PRESCREVEU. Presa em regime fechado na penitenciária Estevão Pinto, em Belo Horizonte. Terá direito à progressão de pena em 24 de dezembro de 2015.

Rogério Tolentino

<br />
Rogério Tolentino, ex-advogado de Marcos Valério<br />
Foto: Roberto Stuckert Filho 27.09.2005 / O Globo
Foto: Roberto Stuckert Filho 27.09.2005 / O Globo
Advogado de Marcos Valério. CONDENADO A 6 ANOS E 2 MESES POR CORRUPÇÃO ATIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO. Regime semiaberto, trabalhando em uma empresa de Romeu Queiroz, outro condenado do mensalão. Cumpre pena em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Kátia Rabelo

Kátia Rabelo, presa no processo do mensalão Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
Ex-presidente do Banco Rural. CONDENADA A 14 ANOS E 5 MESES POR LAVAGEM DE DINHEIRO, GESTÃO FRAUDULENTA E EVASÃO DE DIVISAS. Presa em regime fechado na penitenciária Estevão Pinto, em Belo Horizonte. Terá direito à progressão de pena em 28 de março de 2016.

José Roberto Salgado

José Roberto Salgado, condenado por formação de quadrilha, gestão fraudulenta, lavagem de dinheiro e evasão de divisas Foto: Vinícius Sassini / O Globo
Foto: Vinícius Sassini / O Globo
Ex-dirigente do Banco Rural. CONDENADO A 14 ANOS E 5 MESES POR LAVAGEM DE DINHEIRO, GESTÃO FRAUDULENTA E EVASÃO DE DIVISAS. Preso em regime fechado na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Terá direito à progressão de pena em 09 de abril de 2016.

Vinícius Samarane

Vinícius Samarane se apresenta na Polícia Federal Foto: Jorge Willian/ O Globo
Foto: Jorge Willian/ O Globo
Ex-sócio de Valério. CONDENADO A 8 ANOS, 9 MESES E 10 DIAS POR LAVAGEM DE DINHEIRO E GESTÃO FRAUDULENTA. Preso em regime fechado na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

João Paulo Cunha

<br />
João Paulo Cunha pede para cumprir pena em casa<br />
Foto: Arquivo / Renato Silvestre
Foto: Arquivo / Renato Silvestre
Ex-presidente da Câmara dos Deputados (PT-SP). CONDENADO A 6 ANOS E 4 MESES POR CORRUPÇÃO PASSIVA E PECULATO. Regime semiaberto, trabalhando em um escritório de advocacia em Brasília. Condenado já pediu para ficar em prisão domiciliar, mas pedido ainda não foi julgado.

Valdemar Costa Neto

BSB - Brasília - Brasil - 28/02/2014 - PA - O ex-deputado Valdemar Costa Neto quando chegava no CPP. Foto: Givaldo Barbosa/Agência O Globo Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
Ex-deputado do PL-SP. Regime semiaberto, trabalhando num restaurante em Brasília. Conquistou o direito ao regime aberto em 20 de outubro deste ano, e já pediu a concessão do benefício, que será analisada pelo STF.

Pedro Corrêa

Pedro Corrêa, condenado pelo mensalão Foto: Roberto Stuckert Filho / O Globo
Foto: Roberto Stuckert Filho / O Globo
Ex-deputado do PP-PE. CONDENADO A 7 ANOS E 2 MESES POR CORRUPÇÃO PASSIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO. Regime semiaberto, trabalhando em uma clínica em Garanhuns (PE).

Pedro Henry

<br />
O ex-deputado Pedro Henry<br />
Foto: Roberto Stuckert Filho/9-2-2006
Foto: Roberto Stuckert Filho/9-2-2006
Ex-deputado pelo PP-MT e ex-líder do partido. CONDENADO A 7 ANOS E 2 MESES POR CORRUPÇÃO PASSIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO. Condenado ao semiaberto, conseguiu 187 dias de remissão de pena, mas o pedido está ainda sob análise do STF. Atualmente está em prisão domiciliar e trabalha em um hospital particular em Cuiabá.

Roberto Jefferson

Roberto Jefferson concedeu entrevista em escritório de advocacia Foto: Agência O Globo / Pablo Jacob
Foto: Agência O Globo / Pablo Jacob
Ex-presidente do PTB. Delatou o esquema. CONDENADO A 7 ANOS E 14 DIAS POR CORRUPÇÃO PASSIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO. Regime semiaberto, trabalhando em um escritório de advocacia no Rio.

Romeu Queiroz

<br />
Ex-deputado Romeu Queiroz foi condenado a seis anos e seis meses de prisão<br />
Foto: Ailton de Freitas / O Globo/9-11-2005
Foto: Ailton de Freitas / O Globo/9-11-2005
Ex-deputado estadual do PTB-MG. CONDENADO A 6 ANOS E 6 MESES POR CORRUPÇÃO PASSIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO. Regime semiaberto, trabalhando em uma empresa de sua propriedade em Minas Gerais. Cumpre pena em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Bispo Rodrigues

O ex-deputados Bispo Rodrigues, sai do CPP para trabalhar Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
Ex-deputado do PL-RJ (atual PR-RJ) e ex-vice-líder. CONDENADO A 6 ANOS E 3 MESES POR CORRUPÇÃO PASSIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO. Deveria estar no regime aberto, mas, por falta de vaga, foi para prisão domiciliar. Trabalha em uma rádio em Brasília.

Jacinto Lamas

<br />
Lamas, chega à Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas para audiência pouco antes de ser transferido para o regime aberto<br />
Foto: ANDRE COELHO / O Globo
Foto: ANDRE COELHO / O Globo
Ex-tesoureiro do PL (atual PR). CONDENADO A 5 ANOS POR LAVAGEM DE DINHEIRO. A PENA POR CORRUPÇÃO PASSIVA PRESCREVEU. Deveria estar no regime aberto, mas, por falta de vaga, foi para prisão domiciliar. Trabalha em uma empresa de engenharia em Brasília.

Emerson Palmieri

Ex-tesoureiro informal do PTB Emerson Palmieri Foto: Ailton de Freitas / O Globo
Foto: Ailton de Freitas / O Globo
Ex-tesoureiro informal do PTB. PENA RESTRITIVA DE DIREITOS POR LAVAGEM DE DINHEIRO. A PENA POR CORRUPÇÃO PASSIVA PRESCREVEU. Pagou a multa e espera análise do pedido para liberação do passaporte.

José Borba

<br />
O ex-deputado José Borba<br />
Foto: Gustavo Miranda/7-7-2005
Foto: Gustavo Miranda/7-7-2005
Ex-deputado do PMDB-PR e ex-líder do partido. PENA RESTRITIVA DE DIREITOS POR CORRUPÇÃO PASSIVA. Está proibido de exercer cargo ou função pública até maio de 2016. Atualmente está pagando multa no valor de 300 salários mínimos, parcelada em 30 meses.

Henrique Pizzolato

<br />
Condenado a 12 anos e sete meses de prisão pelo mensalão, Pizzolato vive na Itália após ser solto pela Justiça italiana que não aceitou o pedido de extradição do Brasil<br />
Foto: Reprodução da TV 28/10/2014
Foto: Reprodução da TV 28/10/2014
Ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil. CONDENADO A 12 ANOS E 7 MESES POR CORRUPÇÃO PASSIVA, LAVAGEM DE DINHEIRO E PECULATO. Foi solto no dia 28 de outubro deste ano após a Corte de Bolonha negar o pedido de extradição apresentado pelo governo brasileiro, que recorrerá da decisão. ESTÁ FORAGIDO DA JUSTIÇA BRASILEIRA.

Breno Fischberg

Breno Fischberg, dono da corretora Bonus Banval Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Sócio da corretora Bônus Banval. PENA RESTRITIVA DE DIREITOS POR LAVAGEM DE DINHEIRO. A PENA POR CORRUPÇÃO PASSIVA PRESCREVEU. Pagou a multa e espera análise do pedido para liberação do passaporte.

Enivaldo Quadrado

<br />
Contadora diz que PT repassou dinheiro a Enivaldo Quadrado para pagar multa do mensalão<br />
Foto: Tuca Vieira/Arquivo
Foto: Tuca Vieira/Arquivo
Doleiro. PENA RESTRITIVA DE DIREITOS POR LAVAGEM DE DINHEIRO. Está cumprindo a pena de prestação de serviços à comunidade em uma entidade de Assis, São Paulo. Também está pagando uma multa que foi parcelada em 42meses. Já pagou R$ 25.857,11 em cinco parcelas.
Levantamento feito pelo jornal O Globo
Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário