Vereador denuncia abandono de quadra em escola municipal

Situada na Rua Tilápia, bairro Tancredo Neves, escola está tomada pelo mato e dominada usuários de drogas

O vereador Everaldo Fogaça (PTB) esteve esta semana na escola municipal Tancredo Neves, em Porto Velho, situada na rua Tilápia e segundo ele, a quadra da escola estava cheia de adolescentes e adultos, usuários de drogas que utilizam a quadra coberta da escol,a que encontra-se abandonada. Veja o relato do vereador e as imagens:

[su_frame align=”right”] [/su_frame]”Uma das cenas mais fortes presenciei ontem foi no bairro Eletronorte na Rua Tilápia onde dezenas de jovens e adultos usuários de drogas saíram correndo e pedindo para não serem filmados ou fotografados na Quadra de Esportes da Escola Municipal Tancredo Neves.

Era cerca de 15h00min na hora que eu e dois assessores chegamos para fazer um trabalho de fiscalização e verificação inloco a pedido de moradores, um quadra que esta abandonada desde o ano de 2005.

Foi tomada pelo lixo, mato e por jovens usuários de drogas, que no local consomem, vendem e fazem do local suas residências.

O que chama a atenção é que ao lado separando esta apenas uma grade de 1,5 metros onde crianças de 03 a 05 anos estudam, segundo o vigia a convivência é tranquila, mas sempre tem a tensão.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]“Quando eles estão drogados, durante a noite o clima fica tenso e o jeito é pedir para Deus proteção”, diz um vigia que é evangélico e trabalha no local há 13 anos.

Segundo professores e funcionários da escola a atividades extraclasse com as crianças é complicada e a quadra é local “proibido”.

Não nós arriscamos a levar às crianças para a quadra, eles pedem, mas infelizmente não podemos, disse uma professora.

Bem ao lado fica o “CRAS” – Centro de Cadastramento do Bolsa Família – que também convive com o problema, segundo a diretora a convivência também é harmoniosa.

No ano de 2013 ele levei esse problema a secretária municipal de Educação professora Chaguinha, que prometeu fazer a reforma do local, mas passados dois anos a situação esta do mesmo jeito.

Agora teremos que tomar algumas atitudes, pois como a SEMED não consegue resolver teremos que acionar o Ministério Público”.

quadra1

quadra2

quadra3

quadra4

quadra5

quadra6

quadra7

quadra8

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário