Perguntas e respostas sobre a condenação de Lula no caso do triplex

Voo de Lula para Curitiba sai de São Paulo; vídeo mostra ex-presidente deixando apartamento

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou pouco depois das 9h30 desta quarta-feira, 10, a Curitiba para prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro em uma das ações em que é réu na Operação Lava Jato. Lula chegou no aeroporto Afonso Pena em um avião particular e deve seguir para um hotel antes de ir à Justiça Federal, onde vai estar pela primeira vez frente a frente com Moro.

Antes de sair do aeroporto, Lula deverá aguardar a chegada ex-presidente Dilma Rousseff. Ela vem de Porto Alegre em voo comercial, que deve chegar por volta das 10h30 no mesmo aeroporto. Um esquema especial com escolta policial foi montado para aguardar os dois ex-presidentes. Dilma vem apoiar Lula no dia em que ele vai prestar depoimento ao juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Os desembarques de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), na manhã desta quarta, motivaram a montagem de um esquema especial de segurança no aeroporto. Funcionários receberam a notícia da chegada de Lula a Curitiba às 9h25 e começavam a organizar o desembarque em um hangar destinado à viação executiva.

Imagens cedidas pela Rede Bandeirantes mostram o exato momento em que Lula sai de seu prédio em São Bernardo do Campos.


Saída Lula de São Paulo (Imagem Bandeirantes) por painelpolitico

Depoimento

O depoimento está marcado para às 14 horas no prédio da Justiça Federal, no bairro Ahú, que tem o entorno isolado desde às 23 horas de ontem. Várias ruas na região estão bloqueadas (ver mapa abaixo). Lula deve sair do aeroporto e ir para um hotel de Curitiba, na região central. Há a possibilidade dele e Dilma passarem na Praça Santo Andrade, onde movimentos sociais estão reunidos, antes do depoimento no início da tarde.

Uma comitiva com parlamentares da oposição também chegou na manhã desta quarta de Brasília para acompanhar o depoimento do ex-presidente. O grupo vai visitar de manhã o acampamento montado pelo Movimento Sem-Terra na região central da capital paranaense e já está reunido com membros da diretoria do PT e outros deputados e senadores.

Ao chegar no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou que o grupo está no Paraná para dar apoio a Lula e entrar na “batalha política” desencadeada pelo juiz federal Sérgio Moro.

“Quem pode transformar isso num ato político-eleitoral é o juiz. Ele que transformou”, disse o parlamentar ao Broadcast Político. “Esse juiz não se conduz como um juiz, ele faz política. Ele conduz o processo para fazer política”, enfatizou

O deputado Décio Lima (PT-SC) disse que o clima tende a ser “tranquilo” nest quarta em Curitiba. “O juiz é que está seletivo”, disse o parlamentar, quando perguntado sobre a motivação dos atos organizados durante o depoimento de Lula. Os políticos esperam a presença do ex-presidente em um ato após o interrogatório. “Vamos acompanhar e estamos com grupo um bem representativo”, afirmou a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) .

Os deputados Paulo Teixeira (PT-SP), Maria do Rosário (PT-RS) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ) também estavam no grupo que desembarcou no Paraná. A ex-presidente Dilma, que viaja em voo de carreira, está a caminho e deve desembarcar às 10h30 no Afonso Pena. Os dois ex-presidentes devem se encontrar ainda pela manhã, segundo uma fonte ouvida pelo Broadcast Político.

 

Deixe um comentário