Walmart tenta patentear tecnologia de abelhas robóticas, ao estilo ‘Black Mirror’

Objetivo da varejista dos EUA é usar os robôs para polinizar plantações.

O Walmart entrou com um pedido de patente para registrar a tecnologia de robôs autônomos em forma de abelhas, reeditando um dos episódios da série de ficção científica “Black Mirror”.

As máquinas, chamadas de drones polinizadores, foram descritos pela rede de varejo norte-americano em um pedido de patente registrado no início do mês.

A ideia é que esses robôs carreguem pólen de uma planta para outra. A locomoção dela seria guiada por meio de sensores como câmeras. Assim, a abelha robótica poderia detectar a localização de plantações.

Além disso, o robô contará com tecnologia para identificar se uma flor já foi polinizada, de modo a evitar aplicar pólen nela novamente e aumentar a produtividade.

Os objetivos da varejista não foram esclarecidos, mas a estratégia da empresa não se resume a um único robô. Segundo o site “CB Insights”, essa é uma da seis patentes de drones voltados para fazendas que o Walmart registrou no começo de março.

Já quanto ao propósito da abelha robótica, o Walmart é bem claro.

“Os polinizadores são muitos importantes para a manutenção tanto de plantações silvestres como as da agricultura. Nos últimos anos, a quantidade de polinizadores (como formigas, abelhas, besouros, borboletas e vespas) tem entrado em declínio, o que leva à redução e fertilidade e biodiversidade do cultivo e redução a produtividade”, informa a empresa, no documento.

A alternativa seria espalhar grãs de pólen com aviões, mas esse processo é caro e ineficiente, argumenta o Walmart, já que mais recursos são gastos do que o necessário e não é possível comprar se todas as flores foram cobertas.

A abelha robótica apresentada pelo Walmart lembra o sexto episódio da terceira temporada da série “Black Mirror”. Em “Hated in the Nation”, drones em forma de abelha são criados para suprir a ausência de polinizadores naturais em plantações. Só que o sistema dos robozinhos aéreos é invadido e usado para outros propósitos.

O Walmart não é o primeiro a criar abelha robótica, o que já foi feito pela Universidade de Harvard em 2013. Chamado de RoboBee, o protótipo não tinha a capacidade de ser controlado à distância, capacidade que está presente nas patentes da empresa de varejo.

Inseto robótico, chamado de RoboBee, foi criado pela Universidade de Harvard para ser usado na polinização de plantações. (Foto: Divulgação/Universidade de Harvard)

Fonte: g1

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário